Show simple item record

dc.contributor.advisorZannin, Paulo Henrique Trombetta, 1962-pt_BR
dc.contributor.authorVieira, Thomas Jefersonpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Tecnologia. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambientalpt_BR
dc.date.accessioned2019-04-01T16:11:18Z
dc.date.available2019-04-01T16:11:18Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/56159
dc.descriptionOrientador: Prof. Titular Dr. -Ing. Paulo H. T. Zanninpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Tecnologia, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental. Defesa : Curitiba, 10/05/2018pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p.138-146pt_BR
dc.description.abstractResumo: A poluição sonora é um impacto ambiental negativo constantemente presente em grandes cidades como Curitiba, tanto que a Lei Municipal N. 10.625 de 2002 estabelece limites máximos de níveis sonoros permitidos conforme o zoneamento urbano da Cidade. As atividades que são desenvolvidas em ambientes escolares e universitários exigem alto grau de concentração para se obter um desempenho satisfatório, e pesquisas mostram como a poluição sonora pode afetar esse desempenho. O presente trabalho teve como objetivo fazer uma análise do impacto ambiental sonoro gerado pelo tráfego rodoviário de veículos através de medições in situ e mapeamento sonoro, nos campi Centro Politécnico e Jardim Botânico da Universidade Federal do Paraná. A metodologia consistiu nas seguintes etapas: Medições ao longo da área de estudo, tabulação e análise dos dados coletados, mapeamento acústico, proposição de medidas mitigatórias, projeção de cenários futuros e avaliação conclusiva. As medições tiveram o tempo de 15 minutos cada. Dos 65 pontos medidos, 59 apresentaram níveis de pressão sonora superiores a 55 dB(A) que é o limite máximo para uma Zona de Silêncio e 32 desses mesmos pontos apresentaram valores superiores a 60 dB(A) que é o limite para uma Zona Educacional Especial, mostrando assim um ambiente sonoro poluído. Com relação a projeção de cenários futuros, notou-se que se a taxa de veículos continuar a crescer no mesmo ritmo, em 2022 e em 2027 haverá pouco acréscimo nos níveis sonoros que atingem a área de estudo, porém para 2032 estimou-se um acréscimo na média de 2 dB(A) para o Campus Jardim Botânico e 1,5 dB(A) para o Centro Politécnico. Dentre as medidas mitigatórias propostas a que apresentou um melhor resultado foi a de construção de barreiras acústicas em locais críticos, embora reduções no volume da frota de veículos também apresentaram redução nos níveis de pressão sonora. Por fim, concluiu-se que o ideal seria um conjunto de medidas mitigatórias e não apenas uma isolada. Palavras chave: Poluição sonora. Ruído ambiental. Mapeamento sonoro.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Noise pollution is a negative environmental impact constantly present in large cities such as Curitiba, so much so that the Municipal Law N. 10.625 of 2002 establishes maximum limits of sound allowed according to the city urban zoning. The activities done in schools and universities require a high level of concentration to achieve satisfactory performance, and researches have shown how noise pollution can affect that performance. The present study aimed to make an analysis of the environmental impact caused by road traffic vehicles through in situ measurements and noise mapping, on the Polytechnic Center and Botanical Garden campuses of the Federal University of Paraná. The methodology consisted of the following steps: measurements along the study field, tabulation and analysis of the collected data, noise mapping, proposition of mitigating measures, projection of future scenarios and conclusive evaluation. The measurements took 15 minutes each. 59 of the 65 measured points had sound pressure levels higher than 55 dB(A), which is the maximum limit for a Silence Zone, and 32 of those points had values higher than 60 dB(A), which is the limit for a Educational Zone, therefore showing a polluted sound environment. Concerning the projection of future scenarios, it was noted that if the amount of vehicles continue to grow at the same rate, for 2022 and 2027 there will be little increase in the sound level that reach the studied area, but for 2032 an increased was estimated averaging 2 dB(A) for the Botanical Garden Campus and 1,5 dB(A) for the Polytechinc Center. Among the proposed mitigating measures, the one that presented best results was the construction of noise barriers at critical locations, although reductions on the vehicle fleet volume alto showed a reduction in sound pressure levels. Finally, it was concluded that the ideal would be a set of mitigating measures, not just an isolated one. Keywords: Noise pollution, Environmental noise, Noise mapping.pt_BR
dc.format.extent161 p. : il. (algumas color.).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectPoluição sonorapt_BR
dc.subjectRuido urbanopt_BR
dc.subjectSom - Mediçãopt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectMeio ambiente e Agráriaspt_BR
dc.titleAvaliação da poluição sonora nos campi Centro Politécnico e Jardim Botânico através de medições e mapas de ruídopt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record