Show simple item record

dc.contributor.authorPaiva, Rodrigo Calatronept_BR
dc.contributor.otherJordão, Clarissa Menezes, 1963-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Letraspt_BR
dc.date.accessioned2019-10-24T16:36:07Z
dc.date.available2019-10-24T16:36:07Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/55686
dc.descriptionOrientadora: Clarissa Menezes Jordãopt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Letras. Defesa : Curitiba, 28/02/2018pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p.170-177pt_BR
dc.description.abstractResumo: Nesta pesquisa você terá a oportunidade de ler estórias que visam investigar uma experiência de ensino-aprendizagem de língua inglesa por meio de projetos em um curso de graduação em Letras Português-Inglês no qual lecionei, apresentando um foco na agência dos participantes deste processo. Algumas destas estórias estão mais de acordo com o que se espera na pesquisa científica tradicional que costumamos encontrar neste tipo de trabalho, especialmente no que diz respeito à revisão de literatura que concerne aos temas necessários para fundamentar o objeto de investigação, quer sejam: aprendizagem baseada em projetos (ABP), autoetnografia e agência. Já outras estórias fogem propositalmente de tal formato, visando explicitar a crise de representação na qual se questiona a pesquisa social tradicional em que se tem por objetivo buscar verdades universais e na qual se vê a possibilidade de se produzirem afirmações de conhecimento estáveis e seguras a respeito de seres humanos, relacionamentos, experiências e aspectos relacionados, além de se proibir o uso de estórias como fontes válidas de conhecimento e vetar o afeto e a emoção, entre outros aspectos (ADAMS, et al., 2015). A investigação que apresento busca seguir tais questionamentos através da abordagem de pesquisa chamada autoetnografia, por meio da qual é possível expor tais questionamentos através de relatos que são diversos em forma (apresentando características da escrita literária) e pretensões (partindo-se do pressuposto da impossibilidade de se encontrarem verdades universais e estáveis, além de generalizáveis) se comparados com aqueles da pesquisa tradicional. Em vista disso, você vai encontrar neste trabalho uma revisão de literatura sobre autoetnografia; aprendizagem baseada em projetos, em que conto também como cheguei a começar a trabalhar com este tipo de abordagem; e agência, conceito este que engloba outros, como identidade, propiciamento, investimento e relações de poder. Por fim, você poderá ler meus relatos, que expõem tais conceitos e aspectos no contexto investigado, buscando construir significados a respeito de tal experiência. Palavras-chave: ensino-aprendizagem de língua inglesa; aprendizagem baseada em projetos; autoetnografia.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: In this research you will have the opportunity to read stories that have the objective of investigating one experience of project-based English language learning and teaching in an undergraduate Portuguese-English course in which I taught, focusing on the agency of the participants in this process. Some of these stories are more aligned with what is expected in traditional scientific research which we are used to find in this kind of work, especially in what refers to the literature review related to the necessary topics to base the object of the investigation, which are: project-based learning, autoethnography, and agency. Other stories don't follow that format on purpose seeking to bring to light the crisis of representation which questions the traditional social research in which the goal is to seek universal truths and in which the possibility of producing stable and safe knowledge claims about human beings, relationships, experiences, and other related aspects is accepted, besides prohibiting the use of stories as valid sources of knowledge and forbidding affect and emotion (ADAMS, et al., 2015). The study I present tries to follow those questionings through the research approach named autoethnography, an approach in which it is possible to expose those questionings through accounts which are diverse in form (presenting characteristics of literary writing) and intentions (considering the assumption of the impossibility to find universal, stable, and generalizable truths) if compared to those of traditional research. Thus, in this work you will find a literature review about autoethnography; project-based learning in which I also describe how I came to work with this kind of approach; and agency, a concept which encompasses other ones, such as identity, affordances, investment, and power relations. In the end you will be able to read my accounts which show those concepts in the research context in which I try to construct meanings about that experience. Keywords: English language learning and teaching; project-based learning; autoethnography.pt_BR
dc.format.extent179 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectXpt_BR
dc.subjectLíngua inglesapt_BR
dc.subjectEtnografia educacionalpt_BR
dc.titleContando estórias para pesquisar ensino-aprendizagem de língua inglesa por meio de projetos : uma autoetnografiapt_BR
dc.typeTese Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record