Show simple item record

dc.contributor.advisorRuzyk, Carlos Eduardo Pianovskipt_BR
dc.contributor.authorPereira, Jacqueline Lopespt_BR
dc.contributor.otherMatos, Ana Carla Harmatiukpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Jurídicas. Programa de Pós-Graduação em Direitopt_BR
dc.date.accessioned2018-05-17T18:53:15Z
dc.date.available2018-05-17T18:53:15Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/55369
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Carlos Eduardo Pianovski Ruzykpt_BR
dc.descriptionCoorientadora: Profa. Dra. Ana Carla Harmatiuk Matospt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Jurídicas, Programa de Pós-Graduação em Direito. Defesa : Curitiba, 13/03/2018pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p.144-154pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração : Direito das Relações Sociaispt_BR
dc.description.abstractResumo: A presente pesquisa tem como objetivo estudar o instituto jurídico da Tomada de Decisão Apoiada, originado de alteração legislativa que propõe a criação de sistema de apoios às decisões de pessoas com deficiência psíquica ou intelectual. Essa mudança advém de processo de afirmação de direitos das pessoas com deficiência em plano global, que resultou na redação da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. Esse tratado é norma integrante do texto constitucional brasileiro e, partindo da unidade sistemática e constitucionalização do direito civil, procura-se verificar a conformação do regime das capacidades a essa perspectiva. A dissertação explora o sentido clássico de capacidade civil presente nas codificações oitocentistas, relacionado a um modelo médico de compreensão da deficiência. Também questiona em que medida a concepção clássica destoa da capacidade legal conglobante proposta pelo modelo social da deficiência. Apresentam-se os pontos de vista de atribuição direta de incapacidade (status approach), de substituição da vontade (outcome approach) e o modelo funcional (functional approach). Sob o olhar dos diferentes sentidos da liberdade, examinamse os horizontes proporcionados por sistemas de apoio à pessoa com deficiência. Relatam-se experiências alternativas de ordenamentos jurídicos estrangeiros (francês, austríaco, alemão, italiano, argentino e peruano) para a construção de instrumentos de apoio que consideram as vontades e preferências das pessoas com deficiência psíquica ou intelectual. Por fim, explora-se a previsão normativa da Tomada de Decisão Apoiada constante do artigo 1.783-A do Código Civil Brasileiro, inclusive as propostas de alteração legislativa em trâmite por meio do Projeto de Lei do Senado n. 757/2015, em redação substitutiva. Expõem-se as interpretações doutrinárias acerca da natureza jurídica, objeto e desafios para a efetividade desse instrumento de apoio. Constatada a complexidade desse modo de pensar a capacidade legal de pessoas com deficiência psíquica ou intelectual, insurge o dever de se construir os sentidos da Tomada de Decisão Apoiada em perspectivas formal, substancial e prospectiva. Palavras-chave: Direito Civil. Capacidade legal. Pessoas com deficiência. Tomada de Decisão Apoiada.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The following research's objective is to study the legal institute of Supported Decision Making in Brazilian Civil Code, originated from a legislative amendmend that proposes the creation of a supported decision making system for people with mental or intellectual disabilities. This changing comes from the process of asserting the rights of persons with disabilities on a global level, which resulted in drafting the Convention on the Rights of Persons with Disabilities. This treaty is part of Brazilian's Constitution and the study verifies the regime of capacities' conformation to this perspective from the systematic unity and constitutionalization of private law. The thesis surveys the classic sense of civil capacity present in eighteenth-century codifications, related to a medical model of understanding disability. It also questions what are the disagreements between classical civil capacity and the conglobating legal capacity, proposed by the social model of disability. The research presents the different views of status approach, outcome approach and functional approach. The horizons provided by systems of supported decision making without limitation to the legal capacity are discussed according to different senses of freedom. Alternative experiences of foreign legal systems (French, Austrian, German, Italian, Argentinean and Peruvian) are reported to guide a construction of supported decision making's instruments that consider the wishes and preferences of people with psychic or intellectual disabilities. Finally, the research studies the Supported Decision-Making norm in article 1,783-A of Brazilian Civil Code and current proposals for legislative amendment by the Senate Bill n. 757/2015, in substitute version. The thesis exposes the doctrinal interpretations about the juridical fundament, object and challenges for the effectiveness of this instrument. Considering the complexity of this way of thinking, the legal capacity of persons with psychic or intellectual disabilities insists on the duty to build the senses of informed decision-making in a formal, substantial and prospective outlook. Keywords: Private Law. Legal capacity. Persons with disability. Supported Decision-Making.pt_BR
dc.format.extent154 p.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDeficientes - Direitospt_BR
dc.subjectDireito civilpt_BR
dc.titleTomada de decisão apoiada e a pessoa com deficiência psíquica ou intelectualpt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record