Show simple item record

dc.contributor.advisorXpt_BR
dc.contributor.authorXpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Odontologiapt_BR
dc.date.accessioned2018-04-23T15:06:36Z
dc.date.available2018-04-23T15:06:36Z
dc.date.issued20--pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/55330
dc.descriptionOrientador :pt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de ..., Programa de Pós-Graduação em... Defesa : Curitiba,pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração :pt_BR
dc.description.abstractResumo: Hipomineralização de Molares e Incisivos (HMI) é um tipo específico de DDE, que se caracteriza clinicamente por apresentar opacidades demarcadas envolvendo desde um até os quatro primeiros molares permanentes, frequentemente também pode afetar os incisivos permanentes. Estudos reportam elevada prevalência da HMI nas populações. Piores desfechos de saúde bucal têm sido associados à HMI. Este estudo epidemiológico transversal tem como objetivo avaliar a prevalência e características da HMI em Curitiba-PR, relação da HMI com cárie dentária e hipomineralização em dentes decíduos. Para isso, envolveu uma amostra representativa de 731 crianças de 7 a 8 anos de idade da Rede Pública de Ensino do município. As informações socioeconômicas e demográficas da população avaliada foram coletadas por meio de um questionário semiestruturado aplicado aos pais ou responsáveis. Para avaliar a experiência de cárie, foram utilizados os índices de CPO-D e ceo-d (Cariados, perdidos e obturados na dentição permanente e decídua, respectivamente) de acordo com os critérios da OMS (WHO, 2013). Para avaliar a HMI, utilizou-se o índice da European Academy of Paediatric Dentistry (EAPD). Os demais defeitos de desenvolvimento do esmalte (DDE) foram classificados de acordo com o índice de DDE modificado da FDI (1992). As crianças foram examinadas de acordo com a OMS por quatro examinadores foram calibrados (Kappa > 0,80) para os índices clínicos utilizados na pesquisa. Os dados foram analisados estatisticamente usando o software SPSS (versão 19, IBM, EUA) e STATA (Stata Corp, versão 14). As associações foram analisadas por meio da análise de regressão múltipla de Poisson com variância robusta, adotando nível de significância de 0,05. A prevalência de HMI foi de 12,1% (IC 95% 10,0% a 15,0%), sendo as opacidades demarcadas amarelas as alterações mais prevalentes (8,6%). A presença da HMI aumentou significantemente a experiência de cárie (PRa= 2,52; IC 95% 1,60-3,97; p<0,001). Na análise múltipla, crianças com DDE na dentição decídua apresentam maior prevalência de HMI (PRa= 2,36; IC 95% 1,45-3,79), sendo que crianças com mais de três dentes afetados pelo DDE na dentição decídua apresenta maior prevalência de HMI (PRa= 3,13; IC 95% 1,23-7,92). Quando ajustado por DDE na dentição decídua, crianças de etnia asiática apresentaram maior prevalência da HMI. Conclui-se que a presença da HMI pode ser um fator local importante para o aumento da experiência de cárie. Ainda, a presença de DDE em dentes decíduos pode ser considerada um fator preditivo de HMI na dentição permanente. Ademais, os dados sugerem que crianças de etnia asiática podem apresentar maior prevalência de defeitos de desenvolvimento de esmalte tanto na dentição decídua como na dentição permanente. Palavras-chaves: Amelogênese. Cárie dentária. Esmalte dentário. Hipomineralização dentáriapt_BR
dc.description.abstractAbstract: Molar Incisor Hipomineralization (MIH) is a specific type of DDE, which is clinically characterized by having demarcated opacities involving from one to four of the first permanent molars, often also affecting the permanent incisors. Studies report a high prevalence of HMI in populations. Poorer oral health outcomes have been associated with MIH. This cross-sectional epidemiological study aims to evaluate the prevalence and characteristics of MIH in Curitiba-PR, relationship of MIH with dental caries and hypomineralization in deciduous teeth. It involved a representative sample of 731 children from 7- to 8-year-old from the city's Public Education System. The socioeconomic and demographic information of the evaluated population was collected through a semi-structured questionnaire applied to parents or guardians. To evaluate the caries experience, we used the CPO-D and ceo-d indexes (caries, lost and obturated in the permanent and deciduous dentition, respectively) according to WHO criteria (WHO, 2013). To evaluate the MIH, the European Academy of Pediatric Dentistry (EAPD) index was used. The other development defects of enamel (DDE) were classified according to the modified DDE index of the FDI (1992). The children were examined according to WHO by four examiners, which were calibrated (Kappa> 0.80) for the clinical indices used in the research. Data were analyzed statistically using SPSS software (version 19, IBM, USA) and STATA (Stata Corp., version 14). The associations were analyzed through Poisson multivariate regression analysis with robust variance, adopting a significance level of 0.05. The prevalence of MIH was 12.1% (95% CI 10.0% to 15.0%), with yellow opacities being the most prevalent changes (8.6%). The presence of HMI significantly increased the caries experience (RR = 2.52, 95% CI 1.60-3.97, p <0.001). In the multiple analysis, children with DDE in the deciduous dentition presented a higher prevalence of HMI (RR = 2.36, 95% CI 1.45-3.79), and children with more than three teeth affected by DDE in the deciduous dentition presented greater prevalence of MIH (PRa = 3.13, 95% CI 1.23-7.92). When adjusted for DDE in the deciduous dentition, children of Asian ethnicity presented higher prevalence of MIH. It is concluded that the presence of MIH may be an important local factor to increase the caries experience. Also, the presence of DDE in deciduous teeth can be considered a predictive factor of MIH in the permanent dentition. In addition, the data suggest that children of Asian ethnicity may present a higher prevalence of development defects of enamel in both deciduous and permanent dentition. Keywords: Amelogenesis. Dental caries. Dental Enamel. Tooth hypomineralizations.pt_BR
dc.format.extentp. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectxpt_BR
dc.subjectXpt_BR
dc.titleX : Xpt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record