Show simple item record

dc.contributor.advisorFroehner, Sandro Josept_BR
dc.contributor.authorJiménez Martínez, Angela Ethelispt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Tecnologia. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Recursos Hídricos e Ambientalpt_BR
dc.date.accessioned2019-01-11T13:52:34Z
dc.date.available2019-01-11T13:52:34Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/54946
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Sandro Froehnerpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Tecnologia, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Recursos Hídricos e Ambiental. Defesa : Curitiba, 08/02/2018pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Os sedimentos em suspensão (SSs) são importantes no ambiente aquático. A partir da composição química é possível associar com a fonte do material orgânico e uso e ocupação do solo. Os SSs são constituídos por diversos compostos de origem natural e outros de atividades antrópicas. Um típico exemplo são os ácidos graxos (AGs). Os AGs estão presentes nas membranas de organismos vivos e são preservados nos sedimentos e nos solos, assim podem ser associados com a fonte do material da origem, bem como com processos erosivos. Entretanto, estudos que tratem de ácidos graxos como traçadores de contaminação ambiental, ainda são incipientes.Nos últimos anos, a bacia do rio Barigui apresentou um crescimento e ocupação desordenada ao longo do rio, destacando-se também a ineficiencia de serviço de saneamento. A maior parte do esgoto é lançada, de forma clandestina, ao longo da bacia. Neste estudo está apresentado os diferentes usos do solo, que afetam o ambiente aquático, em especial o rio Barigui. Foi analisado a distribuição de AGs em SSs a fim de associar com as fontes de poluição e uso e ocupação do solo. A área de estudo foi a Bacia do rio Barigui, segmentada em 4 áreas distintas em relação a ocupação do solo (P1, P2, P3 e P4). As amostras foram coletadas mensalmente durante o período de um ano (nov/14 a nov/15), usando um coletor tipo torpedo. Dos 34 ácidos identificados, 10 ácidos foram os mais abundantes em todas as amostras e apresentaram correlação com o carbono orgânico total (COT) nos diferentes pontos. Para o carbono orgânico total, foram encontrados valor mínimo de 18,39 mg g-1 no ponto P1 e valor máximo (69,52 mg g-1) no ponto P4. A média das concentrações encontradas dos ácidos graxos foram: AGs saturados (SFAs) (104,74 ?g g-1), AGs monoinsaturados (MUFAs) (25,75?g g-1) e AGs poli-insaturados (PUFAs) (5,36 ?g g-1). Em todas as amostras foram identificados os ácidos graxos C15:0, C16:0, C18:0, C17:0 e C18:1?9. Tais ácidos estão associados a contaminação por esgoto doméstico. Já os SFAs (>C22) estão relacionados com fontes terrestres, possivelmente erosão. Dentre os MUFAs, o C18:1?9c foi predominante. O perfil de distribuição foi distinto nos quatro segmentos, sendo, portanto, eficiente na indicação do impacto causado pela urbanização em corpos hídricos. Palavras-chave: Ácidos graxos. Matéria orgânica. Urbanizaçãopt_BR
dc.description.abstractAbstract: It was examined the chemical composition of suspended sediments (SSs) due the possibility of association with the source of the organic material and land occupation. Most of fatty acis (FA) found in sediments are from natural origin or anthropic activities. FAs are present in living organisms and are preserved in sediments and soils. Thus, organic matter can be tracer by distribution of fatty acids, also it is possible to associate with erosive processes. This study focused in the Barigui River, disorderly occupied in recent years. To worst the scenario there is a lack of sanitation service. The distribution of FAs in SSs was analyzed in order to associate with sources of pollution and land use and occupation. The study area was segmented into 4 distinct areas in relation to soil occupation (P1, P2, P3 and P4). The samples were collected in a period of twelve months from Nov/2014 to Nov/2015, using a time-integrated sampler. Of the 27 identified acids, 10 acids were the most abundant in all samples and showed correlation with total organic carbon (TOC) at different points. For the total organic carbon, a minimum value of 21.87 mg g-1 was found at point P1 and the maximum value (63.35 mg g-1) at point P4. The mean concentrations of the fatty acids were saturated FAs (SFAs) (104.74 ?g g-1), monounsaturated FAs (MUFAs) (25.75 ?g g -1) and polyunsaturated FAs (PUFAs) (5.36 mg g-1). In all samples, the fatty acids C15:0, C16:0, C18:0, C17:0 and C18:1?9 were found, such acids are associated with sewage contamination, whilst the SFAs (> C22) are related to terrestrial sources, possibly erosion. The distribution profile was distinct in the three segments, therefore, indicating the impact caused by urbanization in water bodies Key-words: Fatty acids, organic matter, suspended sediment and urbanizationpt_BR
dc.format.extent90 p. : il., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectÁcidos graxospt_BR
dc.subjectRecursos Hídricospt_BR
dc.subjectMatéria orgânicapt_BR
dc.subjectSedimentos em suspensãopt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleUtilização de ácidos graxos como traçadores de fontes de material orgânico em sedimentos em suspensão do Rio Barigui, RMC, Paranápt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record