Show simple item record

dc.contributor.advisorVitule, Jean Ricardo Simõespt_BR
dc.contributor.authorFaria, Larissapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservaçãopt_BR
dc.date.accessioned2018-06-18T21:18:29Z
dc.date.available2018-06-18T21:18:29Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/54894
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Jean Ricardo Simões Vitulept_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação. Defesa : Curitiba, 08/03/2018pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo : Os ecossistemas aquáticos de água doce da região Neotropical apresentam uma enorme riqueza de espécies de peixes, abrigando inúmeras espécies endêmicas. O Rio Guaraguaçu está inserido nesta região, sendo o maior rio da planície litorânea do Paraná e um importante componente do complexo estuarino LAGAMAR, área chave para conservação da Mata Atlântica. Devido a alterações de habitat, poluição da água e introdução de espécies não nativas, a fauna de pequenos peixes deste rio encontra-se ameaçada. O bagre-do-canal (Ictalurus punctatus) é uma espécie de peixe não nativa presente no Rio Guaraguaçu e este trabalho buscou avaliar seu potencial impacto ecológico sobre as espécies nativas. Espécies não nativas são conhecidas por causar impacto através de consumo superior de recursos, ameaçando a fauna nativa devido à predação. Uma das formas de quantificar seu impacto é comparar a resposta funcional (RF) da espécie não nativa (combinada com sua abundância/biomassa na natureza) a uma espécie nativa análoga. Portanto, aplicou-se neste trabalho a abordagem de resposta funcional comparativa (RFC) e a métrica de Impacto Potencial Relativo (IPR) para identificar os potenciais impactos da introdução de I. punctatus no Rio Guaraguaçu. O bagre nativo jundiá (Rhamdia quelen) foi escolhido como espécie nativa análoga. A espécie de presa escolhida foi o peixe de pequeno porte Mimagoniates microlepis utilizada como um indicador do impacto de I. punctatus sobre uma espécie congênere, simpátrica e sintópica ameaçada de extinção (Mimagoniates lateralis) que ocorre no Rio Guaraguaçu. Experimentos de RF foram realizados utilizando cinco densidades iniciais de presa (2, 5, 10, 20, e 30 indivíduos). O tipo de RF e seus parâmetros associados, taxa de ataque (a) e tempo de manuseio (h), foram estimados e comparados entre as espécies. A métrica IPR foi calculada utilizando dados de amostragens no Rio Guaraguaçu (abundância total, biomassa e captura por unidade de esforço - CPUE) obtidos da literatura. Ambas as espécies apresentaram RF Tipo II. Os intervalos de confiança das curvas estimadas se sobrepõem, porém, I. punctatus apresentou um h menor e uma taxa máxima de consumo maior (1/hT). Considerando a abundância total no ecossistema de estudo, um IPR < 1 foi obtido, o que indica que o bagre não nativo não representa impacto superior às presas quando comparado com seu análogo nativo. Quando utilizando dados de CPUE, porém, foi obtido um IPR > 1 indicando o impacto superior de I. punctatus. Dessa forma é possível afirmar que I. punctatus representa um impacto superior às presas nativas quando comparado com o nativo análogo, devido à um consumo mais eficiente e CPUE maior em campo. Ictalurus punctatus pode atingir tamanho corporal superior ao de R. quelen quando adulto, logo, um aumento no seu efeito per capita é esperado, aumentando seu impacto. Fica claro, a partir destes resultados, que aquiculturas utilizando espécies não nativas devem ser banidas e que a abundância de I. punctatus controlada, para evitar futuros impactos negativos sobre espécies endêmicas do Rio Guaraguaçu. Palavras-chave: Água doce. Conservação. Efeitos ecológicos. Invasões biológicas. Predador-presa. Siluriformes. Utilização de recursos.pt_BR
dc.description.abstractAbstract : Freshwater ecosystems of the Neotropical region present a huge richness of fish species sheltering many endemic species. The Guaraguaçu River is located in this region, being the largest river of the coastal plain of Paraná state and an important component of the LAGAMAR estuarine complex, a key area for conservation of Atlantic Forest. Due to habitat alterations, water pollution and introduction of nonnative species, the fauna of small fish species of this river is threatened. The channel catfish (Ictalurus punctatus) is one of the non-native species present in the Guaraguaçu River, and this work aimed to evaluate its potential ecological impacts. Non-native species are known to cause impacts through superior consumption of resources, threatening the native fauna by predation. A way of quantifying their impact is to compare the functional response (FR) of the non-native species (combined with its abundance/biomass in the field) to an analogue native species. Therefore, the comparative functional response (CFR) approach and the Relative Impact Potential (RIP) metric were used here to identify the potential impacts of the introduction of I. punctatus in the Guaraguaçu River. The South American silver catfish (Rhamdia quelen) was selected as the native comparator. The prey species chosen was the blue tetra Mimagoniates microlepis used here as a proxy of the impact of I. punctatus on a sympatric and syntopic endangered congeneric species (Mimagoniates lateralis) that occurs in Guaraguaçu River. Functional response experiments were performed using five initial densities of prey (2, 5, 10, 20, and 30 individuals). The FR type and its associated parameters attack rate (a) and handling time (h) were estimated and compared between species. The RIP metric was calculated using data from sampling in the Guaraguaçu River (total abundance, biomass and capture per unit effort - CPUE), obtained from literature. Both species presented a Type II FR. The confidence intervals of the estimated FR curves overlapped, but I. punctatus had a lower h and a higher maximum feeding rate (1/hT). Using the total abundance a RIP < 1 was found, which indicates that the nonnative species does not represent superior impact to the native prey when compared to its native analogue. However, using CPUE data, a RIP > 1 was obtained, indicating that I. punctatus has superior impact. In this regard is possible to state that I. punctatus represents a superior impact to native prey when compared with the native analogue species, due to more efficient consumption and higher CPUE in the field. Ictalurus punctatus can reach bigger sizes than R. quelen when adult, so an increase in its per capita effect is expected, increasing its impact. It is clear, from the results that aquacultures using non-native species should be banned and the abundance of I. punctatus must be controlled in order to avoid future impacts on endemic species of Guaraguaçu River. Key-words: Biological invasions. Conservation. Ecological effects. Freshwater. Predator-prey. Resource use. Siluriformes.pt_BR
dc.format.extent58 p. : il. (algumas color.).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectÁgua docept_BR
dc.subjectEcologiapt_BR
dc.subjectConservaçãopt_BR
dc.subjectBagre (Peixe)pt_BR
dc.titleAvaliação do potencial impacto ecológico causado pela introdução do bagre não nativo Ictalurus punctatus (Rafinesque, 1818) em um rio neotropicalpt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record