Show simple item record

dc.contributor.advisorPires, Paulo de Tarso de Lara, 1969-pt_BR
dc.contributor.authorPaulo, Jéssica de Mirandapt_BR
dc.contributor.otherGrauer, Andreas Friedrichpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Tecnologia. Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente Urbano e Industrialpt_BR
dc.date.accessioned2021-05-05T17:00:01Z
dc.date.available2021-05-05T17:00:01Z
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/54638
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr Paulo de Tarso de Lara Pirespt_BR
dc.descriptionCoorientador: Prof. Dr. Andreas Friedrich Grauerpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Tecnologia, Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente Urbano e Industrial. Defesa : Curitiba, 18/08/2017pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo : Muitas cidades brasileiras crescem sem gestão adequada, o que resulta em ônus para o próprio município, seja ele de cunho econômico, social, urbano ou ambiental. O Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) é um dos instrumentos de gestão urbana descritos no Estatuto da Cidade que tem como finalidade identificar estes impactos. O objetivo deste trabalho foi analisar a ferramenta de EIV, estabelecendo uma proposta de termo de referência como parâmetro para análise nos municípios de Araucária, Ponta Grossa e São José dos Pinhais. Com base em conceitos de "A" a "D", em que "A" representa EIV satisfatório, "B" representa EIV parcialmente satisfatório, "C" representa EIV insuficiente e "D", EIV insatisfatório, foram avaliados doze EIV's. O conceito final de todos os municípios foi "C", o que significa que os estudos são insuficientes, com necessidade de complementações, podendo ser considerada, inclusive, a reapresentação do estudo. O presente trabalho abordou ainda a similaridade entre o EIV e o Plano de Controle Ambiental, de forma que o primeiro estudo pode substituir o segundo em casos de atividades imobiliárias em meio urbano, bem como discutiu o problema central "EIV insatisfatório", identificando as causas e efeitos, sendo que o efeito final correspondeu a "ferramenta EIV aplicada de forma inadequada". A conclusão foi que a ferramenta em questão é aplicada de forma inadequada e, consequentemente, a função social da cidade e a sustentabilidade, as quais são muito salientadas no Estatuto da Cidade e com origem nas lutas sociais na década de 1980, ainda não foram totalmente viabilizadaspt_BR
dc.format.extent132 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectSustentabilidade e meio ambientept_BR
dc.subjectPlanejamento Urbano e Regionalpt_BR
dc.subjectImpacto ambiental - Avaliaçãopt_BR
dc.subjectPlanejamento urbanopt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleAnálise de estudos de impacto de vizinhança e aplicação de termo de refrência nos municípios de Araúcária, Ponta Grossa e São José dos Pinhaispt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record