Show simple item record

dc.contributor.advisorArce, Julio Eduardo, 1968-pt_BR
dc.contributor.authorTurra, Jamur Heliopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Curso de Especialização em Projetos Sustentáveis, Mudanças Climáticas e Mercado de Carbonopt_BR
dc.date.accessioned2021-06-22T14:15:20Z
dc.date.available2021-06-22T14:15:20Z
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/54070
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Julio Eduardo Arcept_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Curso de Especialização em Projetos Sustentáveis, Mudanças Climáticas e Mercado de Carbonopt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo : Este estudo foi realizado nas áreas de florestamento gerenciadas pela empresa Granflor Gestão de Empreendimentos Florestais Ltda., localizada na região de Rosário do Sul, Centro-Sul do Rio Grande do Sul, com o objetivo foi avaliar a melhor opção de planejamento otimizado para longo prazo visando maximizar os lucros, garantindo uma produção mínima e máxima de madeira por ano. Os dados utilizados foram advindos de 44 projetos da empresa de florestamento e foi utilizado o Software OpTimber-LP para estimar o volume de madeira desses projetos para quatro sortimentos, submetidos a 2 diferentes regimes de manejo e para um horizonte de planejamento de 30 anos. O regime de manejo 1 consiste em quatro desbastes seletivos e corte raso. O regime de manejo 2 consiste em três desbastes seletivos e corte raso. Para os primeiros anos do horizonte de planejamento foram criados manejos com mais flexibilidade na idade dos desbastes, para ambos os regimes, pois havia uma diferença grande de área entre as idades de plantio. Percebe-se que para os sortimentos menores houve pequena diferença entre os regimes de manejo, já para o maior sortimento a diferença foi significativa sendo maior no manejo 1. A distribuição dos volumes ao longo dos anos também se mostrou melhor no manejo 1, assim como o VPL que foi 15% maior que no manejo 2. Sendo assim conclui-se que o melhor regime de manejo para floresta de eucalipto sp. visando obtenção de madeira de alto valor agregado é o regime de manejo 1. Palavras chaves: Planejamento Florestal, Manejo Florestal, VPL, Programação Linear.pt_BR
dc.format.extent1 arquivo (35 p.) : figs, tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectEucaliptopt_BR
dc.subjectFlorestamento - Aspectos econômicospt_BR
dc.subjectFlorestamento - Planejamentopt_BR
dc.subjectFlorestas - Manejopt_BR
dc.subjectPovoamento florestal - Programação linearpt_BR
dc.subjectFlorestas - Planejamentopt_BR
dc.titlePlanejamento otimizado de uma empresa florestal visando maximização dos lucrospt_BR
dc.typeMonografia Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record