Show simple item record

dc.contributor.authorKohut, Mariane Cristinapt_BR
dc.contributor.otherAlessi, Viviane Maria, 1978-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Curso de Especialização em Educação, Pobreza e Desigualdade Socialpt_BR
dc.date.accessioned2021-08-04T17:17:04Z
dc.date.available2021-08-04T17:17:04Z
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/53921
dc.descriptionOrientadora : Profa. Ms. Viviane Alessipt_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Curso de Especialização em Educação, Pobreza e Desigualdade Socialpt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo : O presente artigo tem por objetivo refletir acerca das diferentes concepções de pobreza que por muito insistem em limita-la como ausência de bens materiais, a fim de focar possíveis enfrentamentos dentro do espaço escolar. Tais enfrentamentos caracterizam- se como o reconhecimento da pobreza como um fenômeno social, o currículo e adaptações como ferramentas de inclusão social. Trata- se de uma pesquisa bibliográfica, visando maior visibilidade dos sujeitos pobres nas reflexões acerca da integração e heterogeneidade social, embasada nas diferentes contribuições de autores frente à abordagem do tema em questão. Por isso, inicialmente é apresentado enfoques científicos vinculados à construção histórica e ideológica do conceito de pobreza, buscando fazer uma sucinta discussão sobre as diversas definições deste fenômeno. Na sequência, foca- se a função social do espaço escolar e como os alunos pobres são pensados no cotidiano. Por fim direcionam-se possíveis ações de enfrentamento para a inclusão dos sujeitos pobres neste ambiente, visto que por muito tempo os mesmos são culpabilizados por sua pobreza e fracasso escolar. Conclui-se que este fenômeno social é múltiplo e que a sua mensuração deve aportar as suas distintas faces e dimensões, compreendendo as raízes históricas da construção da pobreza e refletindo como a mesma impacta no ambiente escolar. A escola apresenta-se como um espaço de reprodução de muitas desigualdades sociais, e deve ser repensada no sentido de possibilitar ações que realmente integrem os sujeitos pobres, seja na organização e elaboração do currículo voltado para a heterogeneidade e nas ações pedagógicas de acompanhamento e efetivação da permanência dos mesmos no ambiente escolar. É importante romper com estigmas que veem a tempos rotulando e segregando os sujeitos.pt_BR
dc.format.extent1 arquivo (15 p.).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectPobrezapt_BR
dc.subjectAmbiente escolarpt_BR
dc.subjectInclusão socialpt_BR
dc.subjectEducação inclusivapt_BR
dc.titlePobreza : uma reflexão acerca do conceito e possíveis enfrentamentos dentro espaço escolarpt_BR
dc.typeMonografia Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record