Show simple item record

dc.contributor.authorConte, Gabrielpt_BR
dc.contributor.otherMikrut, Marli Patríciapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Curso de Especialização em Educação, Pobreza e Desigualdade Socialpt_BR
dc.date.accessioned2021-08-12T13:58:04Z
dc.date.available2021-08-12T13:58:04Z
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/53679
dc.descriptionOrientadora : Profa. Ms. Marli Patrícia Mikrutpt_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Curso de Especialização em Educação, Pobreza e Desigualdade Socialpt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo : O presente artigo investiga o ocultamento da pobreza em nosso país, confrontando o discurso governamental com os dados da realidade concreta em seus vários aspectos. Para isso, são analisados trabalhos que apontam elementos concretos da realidade do Brasil, que permitem olhar a pobreza com outros olhos, seja pela sua modificação através das políticas sociais, seja pela relação das políticas sociais com a política geral do Estado. As intenções do governo e dos empresários parece ser a de mostrar a pobreza enquanto um fato pequeno, bem localizado neste ou naquele ponto apenas, que pode facilmente ser corrigido, produzindo assim um retrato reducionista da pobreza. Entretanto, os dados encontrados na realidade mostram que a pobreza e a desigualdade social são muito mais profundas que a aparência dos dados governamentais. Percebe-se que a pobreza vai para além dos limites definidos pelos programas sociais, e existe uma gama bastante grande de trabalhadores vivendo em condições precárias de vida, mas que não são considerados pobres. Constata-se que, mesmo as políticas governamentais tendo um papel limitado no combate às desigualdades, estas foram atenuadas nas últimas décadas, especialmente sob o regime democrático contemporâneo, em seus vários aspectos: desigualdade de renda, acesso a serviços estruturais essenciais, ao sistema educacional, à moradia, entre outros. No entanto, a série histórica das últimas décadas mostra que esta atenuação foi pequena, e que a única exceção na qual a desigualdade foi praticamente zerada - o acesso a rede de energia elétrica - foi resultado da promoção universal desse serviço por parte do Estado. Nos demais aspectos da vida cotidiana, o abismo entre ricos e pobres no Brasil ainda é bastante grande, e pode se aprofundar nos próximos anos.pt_BR
dc.format.extent1 arquivo (30 p.).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectPolítica socialpt_BR
dc.subjectPobrezapt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.titleO ocultamento da pobreza no Brasil : um olhar para além do discurso oficialpt_BR
dc.typeMonografia Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record