Show simple item record

dc.contributor.authorOishi, Camila Yumipt_BR
dc.contributor.otherKlisiowicz, Débora do Rociopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Microbiologia, Parasitologia e Patologia Básicapt_BR
dc.date.accessioned2018-01-25T18:55:00Z
dc.date.available2018-01-25T18:55:00Z
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/53036
dc.descriptionOrientadora : Profª. Drª Débora do Rocio Klisiowiczpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ciencias Biológicas (Microbiologia, Parasitologia e Patologia Básica). Defesa: Curitiba, 31/05/2017pt_BR
dc.descriptionInclui referências : f. 77-93pt_BR
dc.description.abstractResumo: As enteroparasitoses são um problema de saúde pública em países em desenvolvimento e sua prevalência é maior em regiões socioeconomicamente desfavorecidas. Nos países onde há o crescimento acelerado e desordenado dos centros urbanos e pouco investimento nas áreas rurais (geralmente desprovidas de infraestrutura sanitária mínima), a população torna-se facilmente exposta às infecções por helmintos e protozoários. A presente dissertação teve por objetivo principal o estudo da epidemiologia das parasitoses intestinais em moradores do município de Campo do Tenente, Paraná, Brasil. Campo do Tenente é um município localizado a 95,7 km da capital paranaense, de caráter predominantemente rural e possui aproximadamente sete mil habitantes. Participaram do estudo um total de 548 habitantes de três regiões do município: Centro, Bairro Divino e Área Rural. Pela primeira vez no estado do Paraná em um mesmo estudo diagnosticaram-se 15 diferentes espécies de parasitos intestinais (11 de protozoários e quatro de helmintos), com uma prevalência total de 25,9% (22,4% para protozoários e 3,3% para helmintos). Blastocystis spp. foi o parasito mais prevalente (8,9%), seguido por Entamoeba coli (7,3%). As demais espécies não ultrapassaram 6% de prevalência. As espécies Chilomastix mesnili, Entamoeba hartmanni, Enteromonas hominis, Retortamonas intestinalis foram pela primeira vez descritas no estado do Paraná. O poliparasitismo foi presente em 31,2% dos casos, com predomínio do parasitismo por duas espécies (63,6%). Os resultados também foram analisados em função do gênero, grupos de idade e por regiões, obtendo-se diferenças estatisticamente significativas em alguns desses fatores. O presente estudo conclui que o diagnostico das enteroparasitoses é particularmente importante, ressaltando a importância do diagnóstico no que tange às enteroparasitoses. Ademais, estes resultados permitirão as autoridades locais a implantação de estratégias para redução das parasitoses intestinais. Palavras-chave: enteroparasitos, prevalência, Campo do Tenente.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Enteroparasitosis are a public health problem and is highly prevalent throughout the developing countries. In countries where there is accelerated and disordered growth of urban centers and lack of investment in rural areas (generally devoid of minimal sanitary infrastructure), the population is easily exposed to helminth and protozoa infections. The aim of the present study was to study the epidemiology of intestinal parasitosis in residents of Campo do Tenente, Parana, Brazil. Campo do Tenente is a municipality located 95.7 km from the capital of Parana, predominantly rural and has approximately 7 000 inhabitants. A total of 548 inhabitants derived from three regions of the city: downtown, Divino District and rural Area, participated in the present study. For the first time in the state of Paraná, 14 different intestinal parasite species (10 protozoa and four helminths) were diagnosed, the prevalence was 25.9% (22.4% protozoa and 3.3% helminths). Blastocystis spp. was the most prevalent parasite (8.9%), followed by Entamoeba coli (7.3%). The other species did not exceed 6% of prevalence. The species Chilomastix mesnili, Entamoeba hartmanni, Enteromonas hominis, Retortamonas intestinalis first diagnosed in the state of Parana. Polyparsitism was present in 31.2% cases, with a predominance of parasitism by two species (63.6%). The results also analyzed according to gender, age groups and regions, obtaining statistically significant differences in some of these factors. The present study concludes that diagnosis of enteroparasitosis is particularly important. In addition, these results will allow the local authorities to implement strategies to reduce intestinal parasitosis. Key-words: enteroparasitosis, prevalence, Campo do Tenentept_BR
dc.format.extent112 f.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível também em formato digitalpt_BR
dc.subjectMicrobiologiapt_BR
dc.subjectParasitologiapt_BR
dc.subjectEnteroparasitosept_BR
dc.subjectEpidemiologiapt_BR
dc.titleAspectos epidemiológicos de enteroparasitos no município de Campo do Tenente, Paraná, Brasilpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record