Show simple item record

dc.contributor.advisorSampaio, Armando Vaz, 1965-pt_BR
dc.contributor.authorOliveira, Newton Jorge Gonçalves dept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Curso de Especialização em Economia do Trabalhopt_BR
dc.date.accessioned2018-07-30T15:38:23Z
dc.date.available2018-07-30T15:38:23Z
dc.date.issued2003pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/51743
dc.descriptionOrientador : Armando Vaz Sampaiopt_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Curso de Especialização em Economia do Trabalhopt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Trata-se de uma pesquisa sobre o perfil socio-econômico dos trabalhadores nas Indústrias de cerâmica e Porcelana e tem por objetivo suas principais características de educação, saúde, habitação e lazer a fim de viabilizar ações que contemplem a melhoria da qualidade de vida. A pesquisa foi realizada entre 2001 para 2002, limitando-se as empresas filiadas ao Sindicato das Indústrias da Porcelana em Campo Largo, alcançou nove das dez empresas cadastradas e atingiu 1646 trabalhadores, o que representa 74% dos trabalhadores dessas empresas. Do total dos participantes, 61,4% são do sexo masculino; 21,5% estão cursando ou cursaram o Ensino Médio; 31,8% trabalham na mesma empresa há pelo menos quatro anos e 75,7% recebem até três salários (ref. R$ 240,00). Quanto a habitação: 78,5% possuem ou estão pagando a casa própria a qual para 48,4% tem de quatro a sete cômodos e 31,5% das famílias são constituídas por cinco pessoas. No que se refere a saúde, 24,4% declaram ter algum problema mas estão em tratamento; 77,6% tem o hábito de consultar o dentista; 13,4% são fumantes de até doze cigarros/dia e 14,2% declaram consumir álcool. Nas horas de folga 52,1% dos trabalhadores ficam em casa e somente 1,21% tem habilidades artísticas que lhes proporciona renda. O benefício "alimentação" é o mais concedido pelas empresas, seguido da assistência médica e do convênio farmácia. Quanto a satisfação com o ambiente de trabalho, os indicadores amizade, respeito e comprometimento são os mais bem avaliados. Já as oportunidades de promoções, treinamentos e participação na solução de problemas integram os indicadores de menor satisfaçãopt_BR
dc.format.extent50 f. : grafs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectCeramica - Indústriapt_BR
dc.titleAs indústrias de cerâmica e porcelana em Campo Largo, e o perfil sócio-econômico do trabalhador e familiarespt_BR
dc.typeMonografia Especializaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record