Show simple item record

dc.contributor.authorPrado, Vinícius, 1986-pt_BR
dc.contributor.otherTavares, Taís Moura, 1958-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Curso de Especialização em Políticas Educacionaispt_BR
dc.date.accessioned2020-02-03T21:19:10Z
dc.date.available2020-02-03T21:19:10Z
dc.date.issued2013pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/50916
dc.descriptionOrientadora : Tais Moura Tavarespt_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Curso de Especialização em Políticas Educacionaispt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo : A década de 90 representa um período de grandes mudanças nas concepções do sindicalismo brasileiro, aos poucos vai se perdendo o caráter de contestação ao sistema capitalista, e o de luta pela liberdade e emancipação da classe trabalhadora, e vai tomando conta do sindicalismo uma concepção de conciliação com o capital, mudando o foco da luta para questões imediatas e materiais. Neste contexto é que ocorrem as transformações que influenciam a atual conjuntura da política da Central Única dos Trabalhadores e da APP – Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Paraná. O objetivo deste trabalho foi o de, a partir de análise do jornal oficial do sindicato o "30 de Agosto", analisar a atuação e os posicionamentos da APP - sindicato frente as políticas educacionais do dois primeiros anos do Governo Beto Richa (2011 – 2012), e verificar em que medida estes posicionamentos e ações se aproximam mais de uma concepção revolucionária ou reformista de sindicato. O trabalho aponta para um complexa conjuntura, onde na dinâmica da luta sindical, em certos momentos e pontos, a concepção sindical vai se mostrar mais próxima de um ou de outro modelo.pt_BR
dc.description.abstractAbstract : The 90s is a period of great change in conceptions of Brazilian unionism gradually weakens the character of challenge to the capitalist system , and the struggle for freedom and emancipation of the working class , and that takes account of unionism a conception of reconciliation with capital, shifting the focus of the struggle for immediate and substantive issues . This context is that transformations occur that influence the current situation of the Central Workers policy and APP - Union of Workers in Public Education of the State of Paraná . The aim of this study was to , from analyzing the official journal of the union " August 30 " , to analyze the performance and positioning of APP - union forward the educational policies of the first two years of the Government Beto Richa ( 2011-2012 ) , and check to what extent these positions and actions are closer to a revolutionary or reformist conception of union . The work points to a complex environment , where the dynamics of union struggle at times and points , union design will show closer to one or another model.pt_BR
dc.format.extent35 p.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.subjectEducação e Estadopt_BR
dc.subjectSindicalismopt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.titleEntre o Reformismo e o Revolucionário : uma análise da atuação da APP - Sindicato frente as políticas do governo Richa (2011 - 2012)pt_BR
dc.typeMonografia Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record