Show simple item record

dc.contributor.authorMariano, Vera Lucia Bellinpt_BR
dc.contributor.otherTiepolo, Elisiani Vitóriapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor Litoral. Curso de Especialização em Educação do Campopt_BR
dc.date.accessioned2020-06-03T20:29:38Z
dc.date.available2020-06-03T20:29:38Z
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/50572
dc.descriptionOrientadora : Elisianie Vitória Tiepolopt_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor Litoral, Curso de Especialização em Educação do Campopt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractAtualmente é crescente o interesse no uso de microalgas para a produção de biocombustíveis, medicamentos, cosméticos, suplementos alimentares, ração e como alimento vivo para os peixes. Esses microorganismos podem ser cultivados em lagoas a céu aberto ou em fotobiorreatores construídos em uma instalação industrial sem necessariamente utilizar terras agriculturáveis. Elas crescem em suspensão na água na presença de nutrientes simples, sendo necessária a adição do CO2 do ar. As microalgas produzidas são convertidas em biocombustíveis renováveis reduzindo o uso de combustíveis fósseis ou servindo de alimento na aquicultura. Em função deste potencial, muitas pesquisas estão sendo desenvolvidas por universidades e empresas de modo a dominar o uso desta tecnologia. Contudo, poucas pesquisas destinam-se ao aproveitamento do potencial biotecnológico das microalgas em aplicações ao homem do campo no Brasil. Desta forma, o objetivo deste projeto consistiu no desenvolvimento de ações sócio educacionais na cidade de Ibaiti, região norte do Paraná (Brasil), na zona rural do São Roque do Pico. O trabalho foi desenvolvido de janeiro a dezembro de 2013 e inclui as seguintes ações: coletas, análises, cultivos, visitas, aulas de campo, palestras e entrevistas. O público alvo inicial foi uma turma piloto de primeira série do ensino médio e também segundas e terceiras séries, envolvendo alunos da Educação de Jovens e Adultos e a comunidade dos sítios e Vila Rural (crianças, adolescentes e adultos) membros de várias escolas do campo jurisdicionadas ao Núcleo Regional de Educação de Ibaiti. Durante o desenvolvimento do projeto ficou evidente o interesse por parte da população rural pelas perspectivas de aplicação do cultivo de microalgas como alimento vivo para criação de peixes. O empreendedorismo individual através da capacitação do homem do campo em atividades como o cultivo de microalgas pode, além de aumentar e diversificar a renda familiar, contribuir para a fixação do homem no campo.pt_BR
dc.format.extent19 p.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.subjectEnergia - Fontes alternativas - Paranápt_BR
dc.subjectPsiculturapt_BR
dc.subjectBiocombustíveis - Paranápt_BR
dc.titleAquicultura de microalgaspt_BR
dc.typeMonografia Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record