Show simple item record

dc.contributor.advisorAndrade, Almir Carlos, 1959-pt_BR
dc.contributor.authorFranzon, Izonete Kazmierczakpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor Litoral. Curso de Especialização em Educação Ambiental com Ênfase em Espaços Educadores Sustentáveispt_BR
dc.date.accessioned2021-03-23T23:14:22Z
dc.date.available2021-03-23T23:14:22Z
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/50321
dc.descriptionOrientador : Almir Carlos Andradept_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor Litoral, Curso de Especialização em Educação Ambientalpt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractA economia no Brasil vem se consolidando cada vez mais no cenário internacional, e este fato deve-se em grande parte a um aumento do poder aquisitivo das famílias. Com isso aumenta também a impulsividade para o consumismo. Fazer compras é um ato incentivado pela sociedade e principalmente pela mídia, que associa a aquisição de bens e produtos, com sentimentos de prazer, felicidade e bem estar. Isso porém, não significa que tenhamos que parar de consumir, e não comprar mais nada, mas sim entender que é possível explorar os recursos naturais de forma racional, procurando reduzir ao máximo os impactos ambientais, desenvolvendo técnicas de sustentabilidade capazes de manter o meio ambiente equilibrado ecologicamente, cultivando acima de tudo o respeito à natureza, pois é dela que advém os recursos necessários para a sobrevivência humana no planeta. Então diante deste cenário é necessário e urgente a conscientização dos sujeitos, em relação ao nível de consumo praticado diariamente, alertando-os que não necessitamos de muito para sobreviver, pois o essencial basta para termos uma vida digna e sem extravagâncias. A pesquisa foi de natureza quantitativa, e o processo metodológico adotado foi a revisão bibliográfica e pesquisa de campo, aplicada no ambiente de trabalho, com a finalidade de verificar o nível de consumismo, e o poder de influencia da mídia, nos sujeitos envolvidos neste projeto. O estudo mostrou que a falta de conhecimento do ser humano em relação à sustentabilidade e ao que isto implica, pode ter sérias consequências para o meio ambiente, visto que o cidadão não está se dando conta que deve mudar a sua postura em relação às questões ambientais e se tornar um consumidor consciente dos seus atos.pt_BR
dc.format.extent43 p.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.subjectBens de consumo - Aspectos ambientaispt_BR
dc.subjectSustentabilidadept_BR
dc.subjectAmbientalismopt_BR
dc.titleConsumismo e seus exageros : uma barreira à sustentabilidadept_BR
dc.typeMonografia Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record