Show simple item record

dc.contributor.authorReis, Cristiano Rodriguespt_BR
dc.contributor.otherDalla Corte, Ana Paula, 1980-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Curso de Especialização em Projetos Sustentáveis, Mudanças Climáticas e Mercado de Carbonopt_BR
dc.date.accessioned2021-06-24T02:04:25Z
dc.date.available2021-06-24T02:04:25Z
dc.date.issued2012pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/50170
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Ana Paula Dalla Cortept_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Curso de Especialização em Projetos Sustentáveis, Mudanças Climáticas e Mercado de Carbonopt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 15-17pt_BR
dc.description.abstractResumo: Os objetivos deste estudo foram quantificar a serapilheira depositada no fragmento florestal, verificar o efeito da sazonalidade climática sobre a sua produção e estimar o incremento em carbono no solo decorrente de sua deposição. Para a coleta de serapilheira foram utilizados trinta coletores de madeira, distribuídos em três transectos. O processamento do material interceptado consistiu em secagem, triagem e pesagem das amostras. As equações utilizadas foram: EC=B*0,45 para conversão da biomassa seca em carbono e tCO2=EC*3,67 para conversão do estoque de carbono em sequestro de carbono. A devolução de serapilheira no fragmento estudado foi de 8.135,8 Kg.ha-1 .ano-1 . A deposição média anual foi mais expressiva na fração folha, correspondendo a 69,8% do total. O carbono devolvido ao solo foi estimado em 3,7 tC.ha-1 . Estimou-se ainda que, 0,92 tC.ha-1 devem permanecer no solo na forma de substâncias húmicas. Os valores de deposição de serapilheira ficaram entre os encontrados para as florestas estacionais semideciduais, com contribuição mais expressiva na fração folha. A produção de serapilheira alcançou um valor máximo de biomassa no fim do período seco confirmando a ação sazonal do clima nos padrões de deposição. O compartimento serapilheira deve ser considerado em projetos que pretendem estimar o estoque de carbono pelas florestas já que o mesmo contribui para fixação desse composto no solo.pt_BR
dc.format.extent1 arquivo (17 p.) : il., color., 1 mapa, grafs., 1 tab.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectCiclo de carbono (Biogeoquimica)pt_BR
dc.subjectSequestro de carbonopt_BR
dc.subjectSerapilheirapt_BR
dc.subjectSerapilheira - Faria Lemos (MG)pt_BR
dc.subjectBiomassa florestalpt_BR
dc.titleIncremento em carbono no solo via serapilheira em um fragmento de Floresta Estacional Semidecidual, Faria Lemos, MGpt_BR
dc.typeMonografia Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record