Show simple item record

dc.contributor.authorMelo, Vanessa Xavier dept_BR
dc.contributor.otherFerreira, Sila Mary Rodrigues, 1956-pt_BR
dc.contributor.otherStangarlin-Fiori, Lizept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Alimentação e Nutriçãopt_BR
dc.date.accessioned2018-04-12T13:29:53Z
dc.date.available2018-04-12T13:29:53Z
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/49164
dc.descriptionOrientadora : Profª. Drª. Sila Mary Rodrigues Ferreirapt_BR
dc.descriptionCoorientadora : Profª Dra. Lize Stangarlin-Fioript_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Alimentação e Nutrição. Defesa: Curitiba, 06/07/2017pt_BR
dc.descriptionInclui referências : f. 51-59pt_BR
dc.description.abstractResumo: A nutrição enteral domiciliar vem sendo cada vez mais utilizada, pois além de permitir o convívio do paciente com seus familiares, evita contaminações hospitalares, diminui os gastos com internação e apresenta custo reduzido, promove a qualidade de vida e o direito à alimentação adequada e saudável. O objetivo deste trabalho foi analisar e comparar a composição nutricional de preparações enterais com alimentos convencionais, preparações mistas e fórmulas comerciais, manipuladas em domicilio por usuários do Sistema Único de Saúde de Curitiba, Paraná. A amostra foi constituída por pacientes com idade média de 60 anos (variando entre 20 e 93 anos), os quais 51% eram do gênero feminino. A maior prevalência de doença foi câncer (cabeça, pescoço e laringe), Alzheimer, acidente vascular cerebral paralisia cerebral, traumatismo crânio encefálico e acidente vascular encefálico. Foram analisadas 62 amostras coletadas aleatoriamente, distribuídas em 15 preparações com alimentos convencionais (A); 16 preparações mistas (M) e 31 fórmulas comerciais (C). As preparações enterais com alimentos eram compostas principalmente por arroz, macarrão, batata, leite de vaca, feijão, carne vermelha, frango e legumes. As preparações mistas continham leite de vaca, suplementos alimentares (albumina, maltodextrina, cereal a base de arroz ou milho, fórmulas comerciais), óleo vegetal e ovos. As fórmulas comerciais caracterizavam-se como normocalóricas ou hipercalóricas, normoproteica, a base de leite de vaca ou proteína de soja, podendo conter fibras alimentares. A análise físico-química das preparações foi realizada mediante a determinação do volume infundido, estabilidade, fluidez, gotejamento, pH e composição centesimal de uma refeição diária do individuo. Foi calculada a recomendação nutricional de energia e macronutrientes de 30% do valor energético total para uma refeição (almoço ou jantar) de cada paciente e comparado com o infundido. As preparações apresentaram pH neutro e estabilidade durante três horas. A composição centesimal em 100 gramas de amostra não demonstrou diferença nos valores de minerais. As fórmulas comerciais (C) são as mais alcalinas de acordo com o pH e obtiveram maiores valores em relação aos macronutrientes e energia. As preparações M e C podem ser consideradas estatisticamente iguais, exceto para proteína, a preparação M obteve média semelhante à fórmula C. Não houve diferença estatística significativa entre as necessidades nutricionais prescritas e o infundido entre os grupos, exceto o carboidrato, a fórmula C obteve uma média maior em comparação com a preparação A, porém não difere da média da preparação M. Preparações com alimentos e mistas podem ser administradas de forma segura e podem atender às necessidades de nutrientes, se for acompanhado por uma equipe multiprofissional experiente que realize adequações de acordo com as necessidades do individuo, doença de base e estado nutricional. A intervenção da nutrição enteral domiciliar para a recuperação da saúde muitas vezes é diferente das necessidades da população em geral, pois o objetivo principal é a qualidade de vida dos pacientes, promoção da saúde e a afirmação da cidadania. Palavras-Chave: Nutrição enteral. Cuidado domiciliar. Preparações enterais com alimentos.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Home enteral nutrition has been increasingly used since it allows the patient to live with family, avoids hospital contamination, reduces expenses with hospitalization and presents a reduced cost, promotes the quality of life and the right to adequate and healthy food. The aim of this study was to analyze and compare the nutritional composition of enteral preparations with conventional foods, mixed preparations and commercial formulas, by users of the Unified Health System of Curitiba, Paraná. The sample consisted of patients with a mean age of 60 years (ranging from 20 to 93 years), of whom 51% were female. The highest prevalence of disease was cancer (head, neck and larynx), Alzheimer's, cerebral palsy stroke, traumatic brain injury and stroke. A total of 62 samples were randomly collected, distributed in 15 preparations with conventional foods (A); 16 mixed preparations (M) and 31 commercial formulas (C). Enteral food preparations consisted mainly of rice, pasta, potatoes, cow's milk, beans, red meat, chicken and vegetables. Mixed preparations contained cow's milk, food supplements (albumin, maltodextrin, cereal based on rice or corn, commercial formulas), vegetable oil and eggs. The commercial formulas were characterized as normocaloric or hypercaloric, normoproteic, based on cow's milk or soy protein, and may contain dietary fibers. The physico-chemical analysis of the preparations was performed by determining the infused volume, stability, flow, drip, pH, and centesimal composition of a daily meal of the individual. The nutritional recommendation of energy and macronutrients of 30% of the total energetic value for a meal (lunch or dinner) of each patient was calculated and compared to that infused. The preparations had neutral pH and stability for three hours. The centesimal composition showed no difference in mineral values. The commercial formulas (C) are the most alkaline according to pH and have obtained higher values in relation to macronutrients and energy. The mixed and food preparations did not differ in this respect, and could be considered statistically the same, except for protein, the mixed preparation (M) obtained a similar average to the commercial formula (C). There was no statistically significant difference between the prescribed nutritional requirements and the infused between the groups except the carbohydrate. In the carbohydrate supply, the commercial formula (C) has obtained a higher average compared to the food preparation (A), but does not differ in the average of the mixed preparation (M). Food preparations and mixed preparations can be safely administered and can meet nutrient requirements if accompanied by an experienced multiprofessional team to make adjustments to individual needs, underlying disease, and nutritional status. The intervention of home enteral nutrition for health recovery is often different from the needs of the general population, since the main objective is the patients' quality of life, health promotion and the affirmation of citizenship. Key words: Enteral nutrition. Home care. Blenderized tube feeding.pt_BR
dc.format.extent59 f. : gráfs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectNutriçãopt_BR
dc.subjectNutrição enteralpt_BR
dc.subjectAssistência domiciliarpt_BR
dc.subjectAlimentospt_BR
dc.titleQualidade nutricional de preparações de nutrição enteral manipuladas em domicílio para pacientes do Sistema Único de Saúdept_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record