Show simple item record

dc.contributor.advisorFernandes, Jovanir Inês Müllerpt_BR
dc.contributor.authorRorig, Anetept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor Palotina. Programa de Pós-Graduação em Ciência Animalpt_BR
dc.date.accessioned2017-09-21T19:52:36Z
dc.date.available2017-09-21T19:52:36Z
dc.date.issued2017-09-21T16:52:25Zpt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/49145
dc.descriptionOrientadora : Profa. Dra. Jovanir Inês Muller Fernandespt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Palotina, Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal. Defesa: Palotina, 12/04/2017pt_BR
dc.descriptionInclui referências : f.103-113pt_BR
dc.description.abstractResumo: O selênio (Se) é um micronutriente essencial para o crescimento e manutenção do organismo animal. Está presente no organismo como selenometionina ou selenocisteína nas proteínas e tem como principal função a proteção dos lipídios das membranas e outros constituintes celulares contra a lesão oxidativa. O objetivo do trabalho foi suplementar dietas comerciais para frangos de corte com selênio orgânico sobre desempenho, qualidade da carne e estabilidade oxidativa de frangos de corte criados em ambiente termoneutro e submetidos ao estresse térmico. Foram realizados 2 experimentos, sendo o primeiro de 1 à 42 dias de idade, no qual as aves foram criadas em conforto térmico e um segundo experimento, onde as aves submetidas ao estresse térmico no período pré-abate (42 a 49 dias de idade). Foram utilizados 1440 pintos de corte, machos, distribuídos aleatoriamente em um delineamento inteiramente casualizado com 3 tratamentos e 12 repetições, compondo 36 unidades experimentais. As dietas experimentais foram compostas por dieta suplementada com 0,3 ppm de selênio de fonte inorgânica, dieta suplementada com 0,3 ppm de selênio de fonte orgânica, dieta suplementada com 0,6 ppm de selênio de fonte orgânica. A fonte inorgânica utilizada foi o selenito de sódio (45,6%) e a fonte orgânica foi o seleno-hidroxi-metionina (HMSeBA - ácido 2-hidroxi-4-metil-selenio-butanoico). A suplementação de fontes e níveis de Se não influenciou (p>0,05) o desempenho produtivo dos frangos de corte e manteve o balanço oxidativo dos frangos de corte e os atributos funcionais da carne de frangos. O nível de 0,6ppm de HMSeBA resultou em maior rendimento de carcaça e peito (p<0,05). A suplementação de selenito de sódio ou HMSeBA nos níveis recomendados preservou a carne refrigerada ou congelada da oxidação lipídica. A suplementação de fontes e níveis de Se não influenciou (p>0,05) a ocorrência e severidade das lesões macroscópicas decorrentes das miopatias white striping e wooden breast em peitos de frangos de corte. Houve uma maior substituição por colágeno no tecido muscular dos peitos de frangos de corte suplementados com selenito de sódio. A suplementação de HMSeBA reduziu a gravidade e frequência das lesões histopatológicas observadas nas amostras de peito. No período pré-abate, em que as aves foram submetidas ao estresse por calor, a suplementação de HMSeBA não influenciou (p>0,05) os níveis de HSP70, a estabilidade oxidativa e o rendimento de carcaça e de cortes comerciais. A suplementação 0,6 ppm de HMSeBA na dieta de frangos de corte submetidos ao estresse térmico pré-abate preveniu a queda do pH e resultou na menor (p<0,05) perda de água na carne do peito e reduziu (p<0,05) a formação de malondialdeído na carne congelada por 60 dias. Níveis mais elevados de Se podem ser necessários para garantir a permeabilidade da membrana de frangos mantidos em ambientes adversos no período ante mortem. Fontes orgânicas podem ser adicionadas às dietas em níveis mais elevados e podem ser uma estratégia interessante para diminuir a ocorrência das miopatias e para a cadeia avícola incorporar um nutriente essencial na carne de frangos. Palavras chave: Atividade antioxidante, Estresse térmico, Glutationa Peroxidase, HSP70, lipoperoxidação, MDA.pt_BR
dc.description.abstractAbstratc: Selenium (Se) is an essential micronutrient for the growth and maintenance of the animal organism. It is found in the organism as selenomethionine or selenocysteine in proteins and its main function is to protect membrane lipids and other cellular constituents against oxidative damage. The aim of this study was to supplement commercial diets for broilers with organic selenium on performance, meat quality and oxidative stability of broilers reared in thermoneutral environment and submitted to thermal stress. Two trials were carried out, the first from 1 to 42 days of age, in which the birds were raised in thermal comfort and the second one the birds underwent thermal stress in the pre-slaughter period (42 to 49 days of age). 1440 male chicks were distributed in a completely randomized design with 3 treatments and 12 replicates, totaling 36 experimental units. The diets: 1) Supplemented with 0.3 ppm of selenium from inorganic source; 2) Supplemented with 0.3 ppm of selenium from organic source and 3) Supplemented with 0.6 ppm of selenium from organic source. The inorganic source was sodium selenite (45.6%) and the organic source was selenohydroxy methionine (HMSeBA-2-hydroxy-4-methyl selen-butanoic acid). The supplementation of different sources and levels of Se did not influence (p>0.05) the productive performance of broilers and maintained the oxidative balance of broilers and the functional attributes of broiler meat. The 0.6ppm level of HMSeBA showed higher carcass and breast yield (p<0.05). Sodium selenite or HMSeBA supplementation at the recommended levels preserved the cooled or frozen meat from lipid oxidation. The supplementation of sources and levels of Se did not influence (p<0.05) the occurrence and severity of macroscopic lesions from white striping and wooden breast myopathies in breasts of broilers. There was a higher replacement of collagen in breast muscle tissue of broilers supplemented with sodium selenite. The supplementation with HMSeBA decreased the severity of histopathologic lesions seen in breast samples. In the pre-slaughter period, in which birds underwent heat stress, HMSeBA supplementation did not influence (p>0.05) HSP70 levels, oxidative stability, carcass yield and commercial cut-up. The supplementation of 0.6 ppm of HMSeBA in the diet of broilers submitted to pre-slaughter heat stress avoided pH drop and resulted in lower (p<0.05) water loss in the breast meat and reduced (p<0.05) the amount of malondialdehyde in frozen meat for 60 days. Higher levels of Se may be required to ensure membrane permeability of broilers kept in adverse environments in the ante-mortem period. Organic sources can be added to diets at higher levels and may be an interesting strategy to reduce occurrence of myopathies and to poultry industry to incorporate an essential nutrient into poultry meat. Key-words: Antioxidant activity, Thermal stress, Glutathione peroxidase, HSP70, lipoperoxidation, MDA.pt_BR
dc.format.extent113 f. : il., algumas color., grafs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectCiência Animalpt_BR
dc.titleSuplementação de selênio orgânico sobre a qualidade da carne e estabilidade oxidativa de frangos de corte criados em ambiente termoneutro e submetidos ao estresse por calor no período pré-abatept_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record