Show simple item record

dc.contributor.advisorKlock, Umbertopt_BR
dc.contributor.authorHassegawa, Marianapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestalpt_BR
dc.date.accessioned2013-06-13T19:14:24Z
dc.date.available2013-06-13T19:14:24Z
dc.date.issued2013-06-13
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/487
dc.description.abstractDevido ao vigoroso crescimento e por sua importância econômica na produção de madeira serrada e fabricação de papel, a espécie Pinus taeda tem sido muito estudada. As árvores de procedência da África do Sul, oriundas de plantios da empresa Klabin S.A.,apresentam diferenças dendrológicas com relação à procedência norte-americana. Isto motivou o estudo de suas características anatômicas já que havia a possibilidade de detecção de diferenças na composição da madeira. Este trabalho objetivou avaliar a qualidade da madeira de Pinus taeda dessa procedência visando o melhor desempenho no processo industrial de fabricação de papel. Foram coletadas 15 árvores, separadas em três classes diamétricas, de plantios com 25 anos de idade localizados no município de Alfredo Wagner, Estado de Santa Catarina. Foram determinadas a massa específica básica e a porcentagem de lenho tardio ao longo do fuste. A madeira foi descrita anatomicamente e foram mensuradas as dimensões dos traqueóides. Com estes dados fez-se o cálculo de índices estimativos de qualidade do papel. A partir das mesmas árvores foi obtida polpa celulósica pelo processo kraft e foram feitas folhas de papel para a determinação de suas características físico-mecânicas. Como resultado dessa pesquisa foi constatado o decréscimo ao longo do fuste da massa específica básica da madeira e da porcentagem de lenho tardio, não havendo diferença estatística significativa entre os valores das classes diamétricas. Algumas características morfológicas dos traqueóides, como os diâmetros interno e externo, apresentaram um comportamento bastante variável. As demais características apresentaram as tendências já esperadas para madeira de coníferas. Verificou-se uma grande variabilidade das relações entre as dimensões dos traqueóides. A polpa e o papel apresentaram rendimentos e propriedades adequados para a madeira de coníferas. O papel produzido com a madeira de costaneira mostrou-se mais resistente ao rasgo. Entretanto, a madeira de topo obteve melhores resultados com relação às demais propriedades. Apesar da pequena homogeneidade na madeira de Pinus taeda de procedência da África do Sul, esta madeira apresenta potencial para a produção de papelpt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdf text/plainpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectPinus taeda - Africa do Sulpt_BR
dc.subjectMadeira - Qualidade - Africa do Sulpt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectBoletim Informativo Florestal e Madeireira 2003pt_BR
dc.titleQualidade da madeira de Pinus taeda L. de procedência da África do Sulpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record