Show simple item record

dc.contributor.advisorKunz, Aírtonpt_BR
dc.contributor.authorBeleze, Fábio Alessandropt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Exatas. Programa de Pós-Graduação em Químicapt_BR
dc.date.accessioned2021-08-26T20:58:38Z
dc.date.available2021-08-26T20:58:38Z
dc.date.issued2003pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/48733
dc.descriptionOrientador: Airton Kunzpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Exatas, Programa de Pós-Graduação em Químicapt_BR
dc.descriptionInclui bibliografiapt_BR
dc.description.abstractResumo: Neste trabalho foi avaliada a eficiência do Ozônio na degradação de pesticidas organoclorados. O método empregado se baseia na oxidação química do contaminante, utilizando-se Processos Oxidativos Avançados. As atividades desenvolvidas foram divididas em três etapas: (1) Construção e otimização do sistema de ozonização; (2) Testes de degradação de compostos orgânicos (pesticidas), em especial Ácido 2,4-diclorofenoxiacético (2,4-D), N-(3,4- diclorofenil)-N,N-dimetiluréia (Diuron); (3) Avaliação cinética dos processos de maior eficiência, utilizando-se as técnicas analíticas disponíveis: carbono orgânico total (TOC); cloretos; fenóis totais; toxicidade aguda e avaliação qualitativa por CLAE). As soluções aquosas de trabalho (30 mg.L"1) foram submetidas a ozonização segundo condições de pH, vazão de O2 e H2O2 pré-determinadas pelo planejamento fatorial e utilizando os sistemas O3 , O3/UV, O3/H2O2, O3/ UV/H2O2. O uso do Ozônio na remediação de águas contaminadas com pesticidas organoclorados mostrou ser bastante eficiente. A degradação dos pesticidas em estudo se processa de maneira bastante rápida (degradação superior a 80% em tempos de reação da ordem de 60 min) na maioria dos sistemas. Além disso, o custo do sistema de ozonização é baixo, para testes de bancada e tratamento de pequenas quantidades de resíduos.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: In this work the efficiency of ozone was evaluated in the treatment of contaminated water by organochloride pesticides. The method is based on the pesticide chemical oxidation through Advanced oxidation processes. The developed activities were divided in three parts: (1st) Construction and optimization of the ozonation system; (2nd) degradation tests of organic compounds (pesticides) mainly (2,4-D) 2,4-dichlorophenoxy acetic acid, (Diuron) N-(3,4-dichlorophenyl)-N,N- dimethyl urea; (3rd) kinetics evaluation of the most efficient process, using the available analytical techniques: total organic carbon (TOC); chlorides; total phenols, acute toxicity and qualitative evaluation (HPLC). The aqueous work solutions (30 mg.L"1) were submitted to ozonation under conditions of pH, O2 flow and H2O2 predetermined by factorial planning and using the systems O3, O3/UV, O3/H2O2,031 UV/H2O2. The use of ozone in treatment of contaminated water by organochloride pesticide was very efficient. The degradation of the pesticides was very fast (degradation higher than 80% at reaction time of 60 min) in all the studied systems. Additionally, the cost of the ozonation system is extremely low for laboratory tests and treatment of small volumes of residues.pt_BR
dc.format.extentxvii, 67f. : il., grafs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectPesticidaspt_BR
dc.subjectPesticidas - Aspectos ambientaispt_BR
dc.subjectOzonizaçãopt_BR
dc.subjectQuimicapt_BR
dc.titleDegradação de pesticidas utilizando-se processos oxidativos avançados fundamentados em ozonizaçãopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record