Show simple item record

dc.contributor.advisorKirchner, Flavio Felipe, 1951-pt_BR
dc.contributor.authorKruchelski, Elzapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Terra. Programa de Pós-Graduação em Ciências Geodésicaspt_BR
dc.date.accessioned2021-07-13T17:42:00Z
dc.date.available2021-07-13T17:42:00Z
dc.date.issued1993pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/48663
dc.descriptionOrientador: Flavio Felipe Kirchnerpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paranápt_BR
dc.descriptionInclui anexopt_BR
dc.descriptionInclui anexopt_BR
dc.description.abstractResumo: Com a câmara fotogramétrica russa KFA-1000 de formato 30x30 cm, foram adquiridas varias fotografias de diferentes regiões da Terra, a altitudes aproximadas de 250 km. Devido a alta resolução espacial, as imagens são interessantes para o mapeamento, mas, para que possam ser utilizadas, e preciso resolver como adaptar o formato de 30x30 cm nos aparelhos restituidores. Para a adaptação do formato aos porta-placas, cujos limites são para uso de imagens de 23x23 cm, foram estudadas duas tentativas diferentes. A primeira foi com a manutenção das posições das marcas fiduciais, possível somente para duas das quatro existentes, pois os diapositivos foiçam recortados em dois lados para torna-los 23x23 cm, e com isso foram eliminadas duas marcas fiduciais. Essa solução não permitiu a orientação do modelo, por isso foi feita uma segunda tentativa, mudando a posição das marcas fiduciais. Para isso foram criadas novas marcas fiduciais, em posições semelhantes aquelas das fotografias aéreas de 23x23 cm, com os diapositivos recortados em todos os lados, de maneira a obter o formato de 23x23 cm. Para testar a eficiência do método proposto, foi feita a restituição planimetrica num aparelho restituidor analítico de la. ordem, de um modelo obtido de uma área sobre o Estado da Bahia. Para o apoio foram lidas, através de programa computacional, as coordenadas nas cartas topográficas 1:100.000, de posições identificadas nessas cartas.e nas fotografias da câmara KFA- 1000. Após a restituição do modelo, foram lidas as coordenadas dos pontos de apoio e comparadas aquelas das cartas topográficas. A partir das diferenças entre as coordenadas foram obtidos os erros médios quadráticos de } 83,79 m em E e } 92,54 m em N, atribuídos a deficiência do apoio e que apesar de excederem o limite de 30 m, padrão estabelecido para o mapeamento naquela escala, não invalidam o procedimento adotado para adaptar as imagens aos aparelhos restituidores. 0 desenho final foi feito na escala 1:100.000 para permitir comparação, na mesma escala, com as informações espaciais fornecidas pelas cartas topográficas. Desta comparação, verificou-se a possibilidade da aplicação das imagens para atualização do mapeamento sistemático.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: With the Russian photogrammetric camera KFA-1000 30x30 cm format, several photographs from different regions of the Earth were taken from altitudes about 250 km. Due to the high spatial resolution, the imagens are great interest for mapping, but to use it, it becomes necessary to solve the problem of fitting the format of 30x30 cm in a stereoplotter. Two different manners to adapt the format on instrument were tried, whose limits were images of 23x23 cm format. The first was to keep the position of the fiducial marks, only possible for two among four, since the diapositives were cut in two sides to become it 23x23 cm, thus two fiducial marks were eliminated. This solution didn't permit the orientation of the model, hence it was done a second manner, changing the position of the fiducial marks and creating new fiducial marks in positions similar to aerial photographs of 23x23 cm. The diapositives were cut in whole sides to obtain the format of 23x23 cm. So as to confirm the efficiency of the proposed method, it was done a planimetric restitution in a first order analytical stereoplotter, of one model obtained from an area of the State of Bahia. For the ground control, the coordinates were read by a software, in a topographic map at 1:100.000 scale, in positions identified on this topographic mapping and photographs of the KFA-1000 camera. After the restitution of the model, the coordinates of the control points were read and compared to those taken from topographic mapping. With the differences between the coordinates, the means square error were obtained and it were } 83,79 m for E and } 92,54 m for N, which was imputed to the deficient control. In spite of the errors exceeded 30 m, which is the standard required for mapping at this scale, it didn't invalidate the procedure adopted to adapt the images in the stereoplotter. The final sketch was done at 1:100.000 scale to permit comparison, in the same scale, with the spatial information yielded by topographic mapping. With this comparison, it was verified the possibility of the images to be applied to update the systematic mapping.pt_BR
dc.format.extentxii, 69 f. : il. ; 30 cm.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectFotogrametriapt_BR
dc.subjectFotogrametria aereapt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectGeodesiapt_BR
dc.titleAs imagens da câmara russa KFA-1000 : um método para adaptação aos equipamentos restituidores e uma aplicação na atualização do mapeamento sistemáticopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record