Show simple item record

dc.contributor.advisorMaiorka, Alexpt_BR
dc.contributor.authorFranco, Antoniel Pospissil Gonçalvespt_BR
dc.contributor.otherFélix, Ananda Portellapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Zootecniapt_BR
dc.date.accessioned2018-04-12T20:10:50Z
dc.date.available2018-04-12T20:10:50Z
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/48367
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Alex Maiorkapt_BR
dc.descriptionCo-orientadora : Profª. Drª. Ananda Portella Felixpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Zootecnia. Defesa: Curitiba, 28/04/2017pt_BR
dc.descriptionInclui referências : f. 60-62pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração : Zootecniapt_BR
dc.description.abstractResumo: A moagem e o tratamento térmico são um dos principais processos na fabricação de ração. A granulometria em especial, é extremamente importante quando pensamos na alimentação de frango de corte, devido às características do trato digestório desse animal. Quanto à temperatura, hoje temos a grande maioria da ração fornecida aos animais de forma peletizada, ou seja, a mesma passa por um tratamento térmico durante a sua produção, podendo influenciar na digestibilidade da dieta. Com o objetivo de identificar a influência do tamanho de partícula e do tratamento térmico na energia metabolizável aparente (EMA), digestibilidade da proteína bruta (PB) e ileal dos aminoácidos do farelo de soja em frangos de corte. Foram conduzidos dois experimentos, o 1º experimento avaliou a granulometria e o 2º avaliou o tratamento térmico do farelo de soja. Para o 1º experimento utilizou-se 140 pintos de corte divididos em 5 tratamentos com 7 repetições, contendo 4 aves cada. Os tratamentos foram: uma dieta isenta de proteína (DIP) e outras quatro com diferentes granulometrias (649, 824, 937 e 1234 ?m). Foi verificado efeito linear negativo com o aumento da granulometria para PB e lisina e quadrática para os demais aminoácidos (P<0,05), com o aumento na granulometria do farelo de soja. No 2º experimento utilizou-se 216 pintos de corte divididos em 6 tratamentos com 6 repetições, contendo 6 aves cada. Foram avaliadas uma dieta basal composta basicamente por milho e outras cinco dietas com diferentes temperaturas de processamento do farelo de soja (55, 65, 75, 85 e 95ºC). Não houve efeito para regressão da temperatura sobre a EMA e metionina (P>0,05). Porém, houve efeito linear (P=0,03) com redução da digestibilidade para PB e uma resposta quadrática para os demais aminoácidos (P<0,05). Considerando os resultados desses experimentos é possível concluir que há uma granulometria ideal do farelo de soja para alimentação dos frangos de corte em torno de 824 ?m, bem como uma temperatura máxima de 75oC para o processamento desse ingrediente. Palavras-chave: fatores antinutricionais, Maillard, moagem, partícula, temperatura.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The grinding and thermic treatment are one of the most important process is related to feed processing. The particle size in special is extremely important when considering poultry nutrition and feeding, due to the characteristics of the digestive system of this animal. Nowadays the majority of the feed provided to the animals is pelleted, and taking in account that this feed suffers a heat treatment during its production, this process can influence the nutrient digestibility. This work had the objective of identifying the influence of the particle size and thermic treatment over the apparent metabolizable energy (AME), crude protein (CP) and amino acid digestibility. Two trials were conducted, the 1st trial evaluated the particle size and the 2nd evaluated the thermic treatment of the soybean meal. For the 1st trial, 140 broilers were used, divided in 5 treatments with 7 replications, containing 4 birds each. The treatments consisted in: a diet without protein and 4 others with different particle size (649, 824, 937 e 1234 ?m). It was verified a negative linear effect with the increase of the particle size for CP) and lysine and quadratic to the others amino acids (P<0,05). In the 2nd rial 216 broilers were used, divided in 5 treatments with 6 replications, containing 6 birds each. The treatments consisted in one basal diet and 5 others diets with different processing temperature of the soybean meal (55, 65, 75, 85 e 95ºC). There were no regression effect AME and methionine (P>0,05). However there was linear effect (P=0,03) with digestibility reduction for CP and quadratic response to the others amino acids (P<0,05). Considering the results of these trials, it is possible to conclude that there is an ideal particle size of the soybean meal used as feed around 824 ?m, as well as a maximum temperature of 75oC for processing this ingredient. Key words: antinutritional factors, grinding, Maillard, particle size, temperature.pt_BR
dc.format.extent62 f. : grafs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectZootecniapt_BR
dc.subjectFrango de corte - Alimentação e raçõespt_BR
dc.titleDigestibilidade ileal dos aminoácidos do farelo de soja moído em diferentes granulometrias e submetido a diferentes temperaturas em frangos de cortept_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record