Show simple item record

dc.contributor.authorFühr, Vanessa Fabianept_BR
dc.contributor.otherPinto, Simone Benghipt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor Palotina. Curso de graduação em Ciências Biológicaspt_BR
dc.date.accessioned2017-06-14T20:31:28Z
dc.date.available2017-06-14T20:31:28Z
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/47603
dc.descriptionOrientador : Simone Benghi Pintopt_BR
dc.descriptionMonografia (graduação) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Palotina, Curso de Graduação em Ciências Biológicas.pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo : A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida é considerada uma das mais graves epidemias da história. Variáveis como sexo, idade, grau de escolaridade, renda mensal, religião e estado civil, influenciam no conhecimento sobre HIV/AIDS. Vários artigos trazem dados sobre o conhecimento em relação ao HIV/AIDS em jovens e adultos, principalmente em relação às formas de transmissão, prevenção, vulnerabilidade e tratamento, entretanto, poucos são os artigos que tratam do conhecimento dos idosos sobre HIV/AIDS. Diante de tal panorama, o presente Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) teve como escopo avaliar o conhecimento sobre HIV/AIDS dos participantes de grupos de convivência da terceira idade do muni'cípio de Palotina, Paraná, Brasil. O estudo caracterizou-se como observacional transversal analítico, obtendo uma amostra de 108 pessoas, sendo 24,07% homens e 75,93% mulheres, na faixa etária entre 60 a 90 anos, 54,63% com vida sexual ativa, sendo que 52,78% eram casados. Para coleta de dados foi utilizado questionário epidemiológico que abrangia 27 questões, sobre HIV/AIDS, agrupadas nos seguintes domínios: características gerais do participante, conceitos sobre HIV, formas de transmissão, formas de prevenção, vulnerabilidade, diagnóstico e tratamento. Quase a metade (45,10%) dos entrevistados relatou ter cursado de quatro a sete anos de estudo e a renda mensal individual de 66,67% foi de dois a três salários mínimos. Nos domínios de conceito e transmissão, observou-se que um número significativo (69%) de indivíduos, afirmou que HIV está relacionado à AIDS. Sobre as formas de transmissão do HIV, 34% afirmaram que o vírus pode ser transmitido pela picada de inseto e 37% afirmaram que o preservativo não impede a transmissão do HIV. Os parâmetros avaliados mostraram-se bons indicadores do reconhecimento de conceitos científicos e comportamentais dos idosos em relação ao HIV/AIDS e, dessa forma, indicaram a necessidade da criação de políticas públicas direcionadas a prevenção da infecção pelo HIV.pt_BR
dc.format.extent13 p.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.subjectHIVpt_BR
dc.titleAvaliação do nível de conhecimento de indivíduos da terceira idade sobre HIV/AIDS : Estudo epidemiológico nos centros de convivência do município de Palotina, Paraná, Brasil.pt_BR
dc.typeMonografia Graduação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record