Show simple item record

dc.contributor.authorFerreira, Andressa Maria Coelhopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Parana. Setor de Tecnologia. Programa de Pos-Graduacao em Engenharia Mecanica.pt_BR
dc.date.accessioned2006-08-15T03:00:22Z
dc.date.available2006-08-15T03:00:22Z
dc.date.created2006-08-11pt_BR
dc.date.issued2006pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/4661
dc.description.abstractOrientador: Paulo Henrique Trombetta Zanninpt_BR
dc.description.abstractDissertaçăo (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Tecnologia, Programa de Pós-Graduaçăo em Engenharia Mecânica. Defesa: Curitiba, 2006pt_BR
dc.description.abstractInclui bibliografiapt_BR
dc.description.abstractResumo: Este trabalho é um estudo de caso que visa comparar e avaliar a acústica desalas de aula de dois prédios didáticos, construídos em épocas diferentes, situados noCampus III (Centro Politécnico e Jardim Botânico) da Universidade Federal do Paraná.As mediçőes dos parâmetros acústicos, nível de pressăo sonora, tempo dereverberaçăo e isolamento acústico foram realizadas em oito salas de aula dos BlocosDidáticos (Centro Politécnico) e sete salas de aula no Bloco das Cięncias Sociais eAplicadas (Jardim Botânico). O critério adotado, para a escolha das salas, foi ŕ seleçăopor tipologia arquitetônica e características geométricas das salas de aula. Ametodologia adotada, para a avaliaçăo acústica das salas de aula, seguiu umprocedimento padrăo de mediçăo em funçăo das características do objeto em estudo edas recomendaçőes e/ou formulaçőes para avaliaçăo acústica de ambientesconstruídos prescritas em normas e leis consolidadas. Os dados foram comparados avalores recomendados por normas nacionais e internacionais. Os resultados obtidosmostram que as salas de aula do Centro Politécnico, construídas na década de 60,apresentaram condiçőes acústicas satisfatórias, principalmente no parâmetro tempo dereverberaçăo. Já nas salas do Jardim Botânico, construídas no ano 2000, os valores detempos de reverberaçăo encontrados, para as salas sem ocupantes, parcialmenteocupadas e totalmente ocupadas năo estăo de acordo com os recomendados pelasnormas em nenhuma das situaçőes de uso. Após a análise dos resultados foramrealizadas simulaçőes em uma sala do Bloco das Cięncias Sociais e Aplicadas paratentar melhorar o tempo de reverberaçăo encontrado, e somente, quando além dasubstituiçăo dos materiais do forro e do piso, foi considerada a ocupaçăo no interior dasala do Jardim Botânico é que esta passou a ter tempos de reverberaçăo adequadospara a funçăo. Assim, concluiu-se que mesmo com a evoluçăo dos estudos e pesquisasna área de acústica de salas de aula, as salas dos Blocos Didáticos no CentroPolitécnico săo melhores nos aspectos acústico-arquitetônicos que as salas do Blocodas Cięncias Sociais e Aplicadas no Jardim Botânico.pt_BR
dc.format.mimetypetextpt_BR
dc.language.isopopt_BR
dc.sourceoai:ufpr.br:221369pt_BR
dc.source.urihttp://200.17.209.5:8000/cgi-bin/gw_42_13/chameleon.42.13a?host=localhost%201111%20DEFAULT&sessionid=VTLS&function=CARDSCR&search=KEYWORD&pos=1&u1=12101&t1=221369pt_BR
dc.titleAvaliaçăo do conforto acústico em salas de aula : estudo de caso na Universidade Federal do Paraná /pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record