Show simple item record

dc.contributor.advisorMaiorka, Alexpt_BR
dc.contributor.authorMazutti, Kellypt_BR
dc.contributor.otherKrabbe, Everton Luispt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterináriaspt_BR
dc.date.accessioned2018-04-05T18:57:55Z
dc.date.available2018-04-05T18:57:55Z
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/46309
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Alex Maiorkapt_BR
dc.descriptionCoorientador : Prof. Dr. Everton Luís Krabbept_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias. Defesa: Curitiba, 23/02/2017pt_BR
dc.descriptionInclui referências : f. 59-83;103-109;120-124;142-145;164-169;172-208pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Ciências Veterináriaspt_BR
dc.description.abstractResumo: O desmame de suínos nas condições comerciais modernas causa estresse (ambiental, nutricional, psicológico/social) e está associado com alterações marcantes na fisiologia, microbiologia e imunologia do trato gastrointestinal, sendo um período geralmente caracterizado por crescimento abaixo do ideal, eficiência alimentar prejudicada, elevada incidência de perturbações intestinais e mortalidade elevada. Dessa forma, o objetivo desta tese foi avaliar o uso de estratégias para melhorar o desempenho de leitões desmamados, abordando o uso de antibióticos promotores do crescimento (APC), bem como o processamento e forma física da dieta como alternativa ao seu uso. Para isso, a tese foi dividida em cinco capítulos. O capítulo 1 abrange uma revisão de literatura sobre o uso de APC e sobre o processamento da dieta para leitões desmamados. No capítulo 2 foi demonstrado que a colistina e tilosina, utilizados como APC para leitões desmamados, aumentaram significativamente o consumo de ração, resultando em maior peso corporal, além de promoverem redução significativa na incidência de diarreia e modularem a resposta imune. No capítulo 3 foi avaliado o uso da lincomicina como APC para leitões desmamados, a qual promoveu redução na incidência de diarreia dos leitões, mas não apresentou efeito sobre os parâmetros de desempenho avaliados. No capítulo 4 foi avaliada a influência de diferentes tipos de processamento e forma física da ração sobre o desempenho de leitões desmamados e sobre a digestibilidade da dieta. Não foram observados efeitos do processamento e forma física da ração sobre o ganho de peso e consumo de ração em leitões desmamados, mas verificou-se que a peletização a 2,5 mm proporcionou melhor conversão alimentar em comparação às dietas farelada e farelada condicionada, o que pode ser atribuído ao maior coeficiente de digestibilidade do extrato etéreo das dietas peletizadas. Não foi observado efeito do tamanho do pelete sobre os parâmetros de desempenho avaliados. No capítulo 5 foi avaliado o efeito de diferentes formas de processamento e forma física da dieta sobre a preferência alimentar de leitões desmamados e verificou-se que os mesmos influenciam a preferência alimentar dos animais. Leitões desmamados preferem dietas submetidas a algum tipo de processamento em comparação à dieta farelada simples, bem como preferem dietas peletizadas à fareladas, peletes de 2,5 mm em comparação à peletes de 4,75 mm (intactos ou triturados), e peletes de 4,75 mm triturados em comparação à peletes de 4,75 mm intactos, demonstrando que dietas processadas termicamente são mais palatáveis. No entanto, a preferência pela dieta peletizada não se refletiu em maior consumo da mesma em relação à farelada, provavelmente por fatores pós ingestivos, como mecanismos de retroalimentação. Estes resultados demonstram que o processamento térmico pode tornar a dieta mais atrativa e aumentar a digestibilidade de alguns nutrientes, o que pode reduzir o período de jejum pós-desmame e auxiliar na manutenção da função intestinal, podendo ser uma alternativa ao uso dos APC. Palavras-chave: Aditivos. Desmame. Peletização. Resistência bacteriana. Suínos.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Weaning pigs under modern commercial conditions causes stress (environmental, nutritional, psychological/social) and is associated with marked changes in physiology, microbiology and immunology of the gastrointestinal tract, being a period generally characterized by growth below ideal, impaired food efficiency, high incidence of intestinal disturbances and high mortality. Thus, the objective of this thesis was to evaluate the use of strategies to improve the performance of weaned piglets, addressing the use of antibiotic growth promoters (AGP), as well as the processing and physical form of the diet as an alternative to its use. For this, the thesis was divided into five chapters. Chapter 1 covers a literature review on the use of AGP and on diet processing for weaned piglets. In Chapter 2, it was demonstrated that colistin and tylosin, used as AGP for weaned piglets, significantly increased feed intake, resulting in a higher body weight, besides promoting a significant reduction in diarrhea incidence and modulation in the immune system. In Chapter 3, the use of lincomycin as an AGP for weaned piglets was evaluated, and this antibiotic promoted a reduction in the diarrhea incidence, but did not show any effect on the performance parameters evaluated. In Chapter 4 the influence of different types of processing and physical form of the diet on weaned piglets performance and on the diet digestibility, were evaluated. No effects of processing and physical form of the diet on weight gain and feed intake were observed in weaned piglets, but it was found that 2.5 mm pelleting resulted in better feed conversion compared to the mash and conditioned mash diets, which can be attributed to the higher digestibility coefficient of the ethereal extract of the pelleted diets. No effect of the pellet size was observed on the evaluated performance parameters. In Chapter 5 the effect of different forms of processing and physical form of the diet on the feeding preference of weanling piglets were evaluated, and it was verified that they influence the animals feeding preference. Weaned piglets prefer diets subjected to some sort of processing compared to simple mash diets, as well as prefer pelleted diets to mash diets, 2.5 mm pellets compared to 4.75 mm pellets (intact or crumbled), and crumbled pellets of 4.75 mm compared to intact pellets of 4.75 mm, demonstrating that thermally processed diets are more palatable. However, the preference for the pelleted diet was not reflected in the higher intake of the same in relation to the meal diet, probably by post ingestive factors, as feedback mechanisms. These results demonstrate that thermal processing may make the diet more attractive and increase the digestibility of some nutrients, which may reduce the postweaning fasting period and help maintain intestinal function, and may be an alternative to AGP use. Key-words: Additives. Bacterial resistance. Pelletizing. Swine. Weaning.pt_BR
dc.format.extent210 f. : il., grafs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectMedicina veterináriapt_BR
dc.subjectSuino - Alimentação e raçõespt_BR
dc.subjectLeitão (Suino) - Desmame precocept_BR
dc.subjectAntibioticos em veterinariapt_BR
dc.titleEstratégias para melhorar o desempenho de leitões desmamadospt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record