Show simple item record

dc.contributor.advisorSpach, Henry Louispt_BR
dc.contributor.authorPreviate, Isabelapt_BR
dc.contributor.otherCorreia, Alberto Teodoricopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservaçãopt_BR
dc.date.accessioned2017-05-04T20:01:57Z
dc.date.available2017-05-04T20:01:57Z
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/46038
dc.descriptionOrientador : Henry Louis Spachpt_BR
dc.descriptionCoorientador : Alberto Teodorico Correiapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação. Defesa: Curitiba, 25/10/2016pt_BR
dc.descriptionInclui referências : f. 35-42pt_BR
dc.description.abstractResumo: O robalo-peva (Centropomus parallelus) é uma espécie importante para a pesca comercial e recreativa no Brasil. Um estudo recente demonstrou que os juvenis desta espécie conseguem habitar ambientes de salinidade distinta ao longo do seu ciclo de vida. Contudo, uma vez que o conhecimento dos padrões migratórios e utilização do habitat por indivíduos são fundamentais na tomada de medidas adequadas para a conservação e manejo de uma espécie, é importante determinar se os indivíduos adultos desta espécie, sujeitos à exploração pesqueira, apresentam a mesma plasticidade ambiental. Nesse sentido, noventa adultos de robalo-peva foram coletados entre outubro de 2015 e março 2016 por meio da pesca por arpão e anzol no Complexo Estuarino de Paranaguá, Estado do Paraná, sul do Brasil. Três pontos de amostragem foram selecionados de acordo com um gradiente de salinidade conhecido: rio Cachoeira (ambiente oligohalino), rio Faisqueira (ambiente mesohalino) e Ponta do Poço (ambiente polialino). Os padrões de movimento foram inferidos a partir das concentrações de Sr:Ca e Ba:Ca obtidas ao longo do raio dos otólitos com o auxílio de uma microssonda de elétrons. A idade dos indivíduos foi estimada a partir da leitura dos anéis de crescimento anuais dos otólitos. Os dados sugerem oito diferentes padrões migratórios que mostram uma elevada plasticidade e adaptação ambiental a gradientes de salinidade distintos. Além disso, os dados também mostram que a maioria dos padrões migratórios incluem estuários como área de ocupação, isso evidencia a importância deste ambiente para a espécie, provavelmente devido à maior disponibilidade de alimentos e menor predação. Portanto a conservação desta espécie exige a preservação de ambientes de água doce e marinhos mas, principalmente, dos estuários, permitindo, desta forma, a conectividade entre habitats. Palavras-chave: Centropomidae; microquímica de otólitos; conectividade entre habitats; gradiente de salinidade; conservação e manejo de recursos pesqueirospt_BR
dc.description.abstractAbstract: The fat snook (Centropomus parallelus) is a species of importance to the commercial and recreational fisheries in Brazil. A recent study demonstrated that the early juveniles of this species can live in differently salinity environments throughout their lifecycle. Understanding of migratory patterns and habitat use by individuals are essential in the context of taking appropriate measures for the conservation and rational management of a species. Thus, it must be determined if the adults of this species, commercially exploited, have the same observed environmental plasticity. With this purpose ninety C. parallelus adults were collected between October 2015 and March 2016 using hook and spear fishing in Paranaguá Estuarine Complex, State of Paraná, South of Brazil. Three sampling sites were selected according to a known salinity gradient: Cachoeira River (oligohaline environment), Faisqueira River (mesohaline environment) and Ponta do Poço (polyhaline environment). The movement patterns were inferred from Sr:Ca and Ba:Ca concentrations recorded along the otoliths radius using a electron micro probe analyzer. The age of the individuals was estimated from the reading of the annual growth rings of otoliths. The data suggest eight different migration patterns that show a high plasticity and environmental adaptation to different salinity gradients. Furthermore, the data also show that almost migratory patterns include estuaries as an occupation area, suggesting the importance of these areas for the species, presumably due to the availability of food and lower predation pressure. Therefore the conservation of this species requires the preservation of freshwater and marine environments, but mainly estuaries, which allows the connectivity between habitats. Keywords: Centropomidae; otoliths microchemistry; habitat connectivity; salinity gradient; conservation and rational managementpt_BR
dc.format.extent84 f. : il. alguma color., tabs., grafs., maps.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectEcologiapt_BR
dc.subjectRobalo (Peixe)pt_BR
dc.subjectSalinidadept_BR
dc.subjectPescapt_BR
dc.subjectHabitat (Ecologia)pt_BR
dc.subjectPeixe - Habitatpt_BR
dc.subjectRecursos pesqueirospt_BR
dc.titleUso de habitat e padrão de movimento de centropomus parallelus (N.V. Robalo-peva) no complexo estuarino de Paranaguá, Estado do Paraná, Sul do Brasilpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record