Show simple item record

dc.contributor.authorLima, Vanessa Ferreira dept_BR
dc.contributor.otherMazza, Verônica de Azevedo, 1962-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagempt_BR
dc.date.accessioned2017-04-07T18:26:35Z
dc.date.available2017-04-07T18:26:35Z
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/45914
dc.descriptionOrientadora: Profª. Drª. Verônica de Azevedo Mazzapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação Mestrado Profissional em Enfermagem. Defesa: Curitiba, 20/12/2016pt_BR
dc.descriptionInclui referências : f.116-129pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Prática profissional em enfermagempt_BR
dc.descriptionLinha de Pesquisa: Processo de cuidar em saúde e enfermagempt_BR
dc.description.abstractResumo: A família experiencia inúmeras emoções ao vivenciar o internamento do prematuro na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, logo busca informações na internet a fim de se aproximar do contexto da unidade intensivista, entender a situação enfrentada e complementar as informações dadas pelos profissionais de saúde. Trata-se de um estudo exploratório com abordagem qualitativa, cujos objetivos são identificar as necessidades e fontes de informação sobre saúde/doença das famílias de prematuros internados em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal e analisar o uso de informações on-line sobre saúde/doença por famílias de prematuros internados em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. O estudo foi realizado em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do município de Curitiba. Os participantes foram 33 familiares de recém-nascidos internados na referida unidade. A coleta de dados ocorreu no período de abril a julho de 2016, por meio de entrevista semiestruturada, em qual constou a caracterização da família e do recém-nascido, e questões norteadoras relacionadas a vivência dos entrevistados quanto ao uso de informações sobre saúde/doença on-line. Os dados foram analisados conforme os passos propostos por Creswell (2010) e com a finalidade de aprimorar a análise das informações utilizou-se o software Interface de R pour les Analyses Multidimensionnelles de Textes et de Questionnaires®. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Setor de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Paraná e pelo Comitê de Ética em Pesquisa da instituição coparticipante. Ademais, a elaboração do estudo procurou atender aos passos recomendados pelo Critérios Consolidados para Relatar uma Pesquisa Qualitativa. No resultado deste estudo apresenta-se a caracterização das famílias e dos recém-nascidos internados na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal e as quatro categorias que emergiram da análise, intituladas: Emoções vivenciadas no internamento do prematuro no ambiente intensivista; Informação, fluxo, conexões e potencialidades; Informações de saúde/doença on-line: entre sites e conteúdos; Necessidade de informação: "eu quero saber". As famílias são envoltas por emoções diversas durante o internamento do filho, bem como suas necessidades informativas são amplas e a partir dessas, os familiares são impulsionados a procurar dados na internet, os quais são utilizados para diversos fins. Além disso, a maioria das famílias desconhece os sites que consulta e identifica apenas a ferramenta de busca utilizada para encontrar as fontes. Conclui-se que o acesso à internet é impossível de ser restrito e controlado, por isso cabe aos profissionais de saúde orientar os sujeitos e construir uma relação linear e de confiança, a fim de subsidiar o cuidado de enfermagem à família em consonância com suas necessidades, anseios e realidade. Palavras chave: Informação de saúde ao consumidor. Recém-nascido. Unidades de Terapia Intensiva Neonatal. Família.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The family experiences innumerable emotions when experiencing the hospitalization of prematurity in the Neonatal Intensive Care Unit, soon searches for information on the Internet in order to approach the context of the intensivist unit, understand the faced' situation confronted and complement the information given by health professionals. This is an exploratory study with a qualitative approach, which objectives are to identify the needs and sources of information about health/illness used by families of premature infants hospitalized in a Neonatal Intensive Care Unit and to analyze the use of online information about health/illness by families of premature infants admitted to the Neonatal Intensive Care Unit. The study accomplished out in a Neonatal Intensive Care Unit of the city of Curitiba. Participants were 33 relatives of newborns admitted to the unit. Data collection took place in the period from April to July 2016, through a semi-structured interview, which consisted the characterization of the family and the newborn, and guiding questions related to the interviewees' experience regarding the use of information about health/illness online. The data were analyzed according to the steps proposed by Creswell (2010) and with the purpose of improving the analysis of the information used the Interface for Multidimensional Analysis of Textes et de Questionnaires® software. The study approved by the Ethics Committee on Research of the Health Sciences Sector of the Federal University of Paraná and by the Ethics Committee of the participating institution. In addition, the elaboration of the study sought to follow the steps recommended by the Consolidated Criteria for Reporting a Qualitative Research. In the result of this study, we present the characterization of families and newborns hospitalized in the Neonatal Intensive Care Unit and the four categories that emerged from the analysis, entitled: Emotions experienced in the hospitalization of the premature in the Intensive Care Unit; Information, flow, connections and potentialities; Online health/illness information: between sites and content; Need for information: "I want to know". Families surrounded by different emotions during the hospitalization of the son, as well as their informational needs are broad and from these, family members driven to look for data on the Internet, which are used for various purposes. In addition, most families are unaware of the sites they query and only identify the search tool used to find the sources. Concluded that access to the internet is impossible to be restricted and controlled, so it is up to health professionals to guide the subjects and build a linear and trustful relationship in order to subsidize nursing care to the family in line with their needs, wishes and reality. Keywords: Consumer health information. Newborn. Neonatal Intensive Care Units. Family.pt_BR
dc.format.extent147 f. : il., algumas color., grafs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectEnfermagempt_BR
dc.subjectInformação de saúde ao consumidorpt_BR
dc.subjectRecém-nascidospt_BR
dc.subjectUnidade de terapia intensiva neonatalpt_BR
dc.subjectFamíliapt_BR
dc.subject.ddc618.9200231pt_BR
dc.titleUso de informações por famílias de prematuros internados em unidade de terapia intensiva neonatal : contribuições da internetpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record