Show simple item record

dc.contributor.advisorMedeiros, Marcelo Henrique Farias de, 1976-pt_BR
dc.contributor.authorSantos, Ícaro Mariani Ribeiro dospt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Tecnologia. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Construção Civilpt_BR
dc.date.accessioned2017-08-02T19:10:34Z
dc.date.available2017-08-02T19:10:34Z
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/45906
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Marcelo Henrique Farias de Medeirospt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Tecnologia, Programa de Pós-Graduação em Construção Civil. Defesa: Curitiba, 20/06/2016pt_BR
dc.descriptionInclui referências : f. 128-134pt_BR
dc.descriptionArea de concentração : Materiais e estruturaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Este trabalho teve como objetivo principal avaliar a resistência à compressão de testemunhos extraídos de concreto em diferentes diâmetros, direções de extração e classes de resistência, comparando-os com corpos de prova moldados e curados sob diferentes condições. A NBR 7680 foi revisada em 2015, contendo agora parâmetros de correção quanto à relação h/d (altura/diâmetro), diâmetro de extração, direção de extração e umidade do testemunho, representando um grande avanço na quantificação dos resultados corrigidos. A pesquisa contemplou a análise de concretos das classes 20, 30, 40 e 45 MPa, sendo que para cada classe foram moldados corpos de prova curados sob três diferentes condições, sendo estas: 1 - cura normatizada (NBR 5738 (2015)); 2 - cura ao ar; 3 - cura em tanque externo. Para cada tipo de cura, foram moldados 10 corpos de prova, gerando 30 corpos de prova por evento de concretagem, totalizando 120 em todas as classes. Também para cada classe de resistência foram moldados dois blocos de concreto, para extrações paralelas e ortogonais à concretagem, nos diâmetros de 100 mm, 75 mm, 50 mm e 25 mm, gerando 60 testemunhos por evento e 240 aproximadamente no universo de estudo. Os resultados mostraram que extrações de 100 mm tem em média uma redução na resistência à compressão de 9%, ao passo que as de 75 mm geram reduções médias de 11%. No diâmetro de 50 mm a análise constatou que nos fcks de 20 a 40, a redução média de resistência é de 3%. Nos testemunhos de 25 mm, em todos os casos os resultados foram maiores do que seu referencial de corpo de prova, gerando um ganho de resistência médio de 20%. O estudo também concluiu que existe uma tendência de redução da diferença de resultados entre corpos de prova moldados e testemunhos extraídos, com o aumento da classe de resistência. Comparando-se as extrações paralelas e ortogonais à direção de lançamento do concreto, foi constatada uma perda de resistência média de 7,4% das extrações ortogonais. O estudo comprovou por meio de análises de correlação os bons índices de regressão linear entre as amostras estudadas, outrossim, também foi analisada a eficácia dos ensaios complementares de esclerometria e ultrassom, encontrando também ótimos índices de correlação com a resistência e com a qualidade do concreto, assim provando a boa alternativa de análises preliminares por meio destes ensaios. Palavras Chave: Concreto. Testemunhos. Resistência à compressão.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: This work aimed to evaluate the compressive strength of concrete cores extracted in different diameters, extractions directions and strength class, comparing them with molded specimens and cured under different conditions. The standard NBR 7680 was revised in 2015, now containing correction parameters as the l/d (length/diameter) ratio, extraction diameter, direction of extraction and humidity of the core, representing a major advance in quantifying the corrected results. The research included the analysis of the strength class 20, 30, 40 and 45 MPa, and for each class were molded specimens cured under three different conditions: 1 - normalized cure (NBR 5738 (2015)); 2- air curing; 3- external tank cure. For each type of cure, 10 specimens were molded, generating 30 specimens by concreting event, totaling 120 in all events. Also for each strength class were molded two concrete blocks for parallel and orthogonal extractions, in diameters of 100mm. 75mm, 50mm and 25mm, generating 60 concrete cores per event and 240 in total. The results showed that 100mm cores has an average reduction in the compressive strength of 9%, whereas the 75mm generates average reductions of 11%. In 50mm cores, the analysis found that the medium strengths (20 to 40 MPa) the average strength reduction is 3%. The 25mm cores showed in all cases that the results were higher than its reference specimen, generating and average strength gain of 20%. The study also concluded that there is a tendency of reducing the difference in results between molded specimens and cores, with increasing strength class. Comparing the parallel and orthogonal extractions, a loss average strength of 7,4% of the orthogonal extraction was observed. The study proves by correlation analysis the good rates of linear regression of the samples studied. This work has also examined the effectiveness of supplementary tests as the rebound hammer and ultrasonic pulse velocity, also finding great correlation coefficients with the strength and quality of concrete, thus proving a good alternative to preliminary analysis. Key Words: Concrete. Cores. Compressive Strength.pt_BR
dc.format.extent237 p. : il. algumas color., tabs., grafs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectConstrução civilpt_BR
dc.subjectConcreto de alta resistenciapt_BR
dc.subjectResistencia de materiaispt_BR
dc.subjectEngenharia de estruturaspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleResistência à compressão de testemunhos extraídos de concreto : efeito do diâmetro, da direção de extração e das classes de resistênciapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record