Show simple item record

dc.contributor.advisorAlle, Lupe Furtadopt_BR
dc.contributor.authorJosviak, Nalini Drielipt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Genéticapt_BR
dc.date.accessioned2017-03-24T19:18:55Z
dc.date.available2017-03-24T19:18:55Z
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/45694
dc.descriptionOrientadora : Profª Drª Lupe Furtado-Allept_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Genética. Defesa: Curitiba, 17/11/2016pt_BR
dc.descriptionInclui referências : f. 20-27pt_BR
dc.description.abstractResumo: Demência ou Transtorno Neurocognitivo Maior, pode ser definido como uma síndrome caracterizada por declínio progressivo de uma ou mais funções cognitivas, de tal forma que possa interferir no desempenho social ou ocupacional diário do indivíduo. Um estágio pré demência denominado Comprometimento Cognitivo Leve não preenche os critérios para demência mas apresenta domínios cognitivos afetados não característicos do envelhecimento normal. A butirilcolinesterase (BChE), codificada pelo gene BCHE, é uma enzima que hidrolisa ésteres de colina, inclusive a acetilcolina. Dessa forma, variantes do gene BCHE, que podem afetar a atividade da BChE, são importantes na investigação de doenças com déficit colinérgico. O alelo e4 do gene APOE é considerado o maior fator de risco para a doença de Alzheimer (DA) esporádica e, considerando que 10-15% dos pacientes com Comprometimento Cognitivo Leve progridem para DA, torna-se importante a avaliação deste alelo em estados pré demência. O objetivo inicial desta tese foi avaliar a atividade da BChE, assim como as variantes BCHE K, BCHE -116A e APOE 4 em Demência com Corpos de Lewy, em Demência Frontotemporal e no Coprometimento Cognitivo Leve. Em virtude do reduzido número de pacientes com Demência Frontotemporal, estes foram excluídos das análises, sendo esta doença incluída no presente estudo por meio da publicação de uma revisão dos principais genes e proteínas associados a Demência Frontotemporal tau-positiva. Todos os pacientes e controles foram genotipados por ensaio de discriminação alélica Taq-Man e a atividade da BChE foi medida por espectrofotômetro de microplaca TECAN. Foi verificada uma atividade da BChE significativamente reduzida em pacientes com Demência com Corpos de Lewy quando comparados a Alzheimer e ao grupo Controle, independente das variantes K e -116A. Já para o Comprometimento Cognitivo Leve, verificamos uma atividade menor da BChE influenciada pela variante -116A em mulheres e uma frequência maior do alelo e4. Esses resultados reforçam a importância da Butirilcolinesterase em doenças que afetam a cognição, apontando um caminho para o uso da BChE e/ou suas variantes como marcadores de diagnóstico diferencial ou como marcadores prognósticos. Palavras-Chave: butirilcolinesterase, BCHE K, BCHE -116A, Comrometimento Cognitivo Leve, Demência com Corpos de Lewy.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Dementia or Major Neurocognitive Disorder, can be defined as a syndrome characterized by progressive decline of one or more cognitive functions interfering with daily functioning. A pre-dementia stage called Mild Cognitive Impairment does not meet the criteria for dementia but has affected cognitive domains not characteristic of normal aging. Butyrylcholinesterase is an enzyme encoded by the BChE gene responsible for the hydrolysis of acetylcholine, thereby research of variants of this gene are important in diseases with cholinergic deficit. The APOE 4 alelle is considered the greatest risk factor for sporadic Alzheimer's disease (AD), considering that 10-15% of patients with mild cognitive impairment progress to AD, it is important to evaluation of this allele in states pre dementia. The aim of this study was to evaluate the Butyrylcholinesterase activity, as well as BCHE K, BCHE -116A and APOE4 variants in Dementia with Lewy Bodies, Frontotemporal dementia and Mild Cognitive Impairment. Because of small number of patients with Frontotemporal Dementia, these were excluded from the analysis, and this disease included in this study through the publication of a review of the mean genes and proteins associated with tau-positive frontotemporal dementia. All patients and controls were genotyped for allelic discrimination assay Taq-Man and the BChE activity was measured by spectrophotometer microplate TECAN. We found lower plasma BChE activity in patients with Dementia with Lewy Bodies compared to elderly controls and to Alzheimer's disease independent of the presence of K or -116A variants. For Mild Cognitive Impairment, there was less BChE activity influenced by variant -116A and a higher frequency APOE e4 allele, both in women with MCI. These results reinforce the importance of butyrylcholinesterase and its relation to diseases that affect cognition and instigates further study for possible use of BChE activity as a prognosis or differential marker. Keywords: Butyrylcholinesterase, BCHE K, -116A, Mild Cognitive Impairment, Dementia with Lewy Bodies.pt_BR
dc.format.extent29 f. : il., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectGenéticapt_BR
dc.subjectButirilcolinesterasept_BR
dc.subjectDisturbios cognitivospt_BR
dc.subjectDemenciapt_BR
dc.titleAvaliação da atividade da Butirilcolinesterase associada ás variantes BCHE K, BCHE-116A e APOE4 em demências não Alzheimerpt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record