Show simple item record

dc.contributor.advisorLourenço, Mariane Lemos, 1971-
dc.contributor.authorSilva, André Mauricio Teixeira da
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Programa de Pós-Graduação em Administração
dc.date.accessioned2017-02-14T19:41:34Z
dc.date.available2017-02-14T19:41:34Z
dc.date.issued2016
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/45270
dc.descriptionOrientador : Profª. Drª. Mariane Lemos Lourenço
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Administração. Defesa: Curitiba, 08/12/2016
dc.descriptionInclui referências : f.126-136
dc.description.abstractResumo: O trabalho do docente nas instituições de ensino superior privadas possui, além da inerente gama de atividades, complexos arranjos de demandas e sistemáticas de controle e desempenho que visam à adequação da organização a lógica do lucro. Nesse contexto a cultura organizacional é então caracterizada por elementos como valores, crenças, pressupostos, normas e outros que, de certa forma, conformam o sujeito com uma determinada ordem, com uma determinada significação do que é o seu trabalho e de como ele está relacionado a um contexto social maior, ou uma cultura em geral. O poder disciplinar, então, vai se caracterizar não apenas pela sanção, pela punição e proibição, mas sim por uma vigilância de fora e de dentro do próprio sujeito. Irá tratar da análise, classificação, normalização e exame desse sujeito no âmbito da organização. Para tanto, esse poder disciplinar irá se utilizar de instrumentos e técnicas de poder exercidas na rotina de trabalho da organização. O objetivo desse estudo foi o de investigar como se manifesta e é interpretado pelos docentes o poder disciplinar em face aos elementos da cultura organizacional em instituições de ensino superior privadas. Para cumprir esse objetivo foi realizado um estudo multicasos e de multiníveis em que foi priorizada a análise do discurso organizacional no estabelecimento dos conceitos, dos objetos e na posição dos sujeitos nesse discurso e das suas ações com relação às práticas de produção, transmissão e consumo de textos que reforcem, alterem ou resistam ao discurso. Foram entrevistados nove professores que dentre eles três pertenciam ao corpo diretivo das instituições, três membros da direção sindical e três professores sem nenhuma das participações anteriores. Além dos discursos divergentes das posições dos sujeitos o que se evidenciou foi que a conformidade e a sujeição são iniciadas mesmo antes de adentrar a instituição, ou seja, na própria constituição do sujeito enquanto docente. Destaca-se ainda dentre os achados a precarização do trabalho docente nesse contexto, em que o professor passa a ser um mero executor de programas de ensino com reduzida autonomia e controle das suas atividades. Aliado a isso ainda passa a incorporar as atividades de promoção e manutenção das instituições por meio da busca de agradar os clientes e o mercado de atuação. Tudo isso realizado sobre uma estrita vigilância e controle por parte das instituições e de alunos. Este trabalho contribui no sentido de elucidar a situação dos professores no ensino superior privado fornecendo uma compreensão a partir das suas próprias interpretações e experiência. Pode contribuir ainda como meio de ampliar o conhecimento dessa realidade para eventuais ações governamentais nesse setor. Palavras-chave: Cultura organizacional. Poder Disciplinar. Vigilância no trabalho. Análise de discurso. Trabalho docente.
dc.description.abstractAbstract: In addition to the inherent range of activities, the teacher's work in private higher education institutions has complex demands and systematic control and performance arrangements that aim at adapting the organization to profit logic. In this context the organizational culture is characterized by elements such as values, beliefs, presuppositions, norms and others that, in a certain way, conform the subject with a certain order, with a certain meaning of what his work is and how it is related to a larger social context, or a culture in general. The disciplinary power, then, will be characterized not only by sanction, punishment and prohibition, but by a vigilance from outside and from within the subject itself. It will deal with the analysis, classification, normalization and examination of this subject within the organization. To do so, this disciplinary power will be used of tools and techniques of power exercised in the routine work of the organization. The objective of this study was to investigate how the teachers' disciplinary power is manifested and interpreted in the face of organizational culture elements in private higher education institutions. In order to fulfill this objective, a multi-level and multicase study was carried out, in which the analysis of the organizational discourse in the establishment of the concepts, objects and the position of the subjects in this discourse and of their actions with regard to the practices of production, transmission and consumption of texts that reinforce, alter or resist discourse. Nine teachers were interviewed, including three members of the governing body of the institutions, three members of the trade union leadership and three professors with no previous participation. In addition to the divergent discourses of the subjects' positions, what was evidenced was that conformity and subjection are initiated even before entering the institution, that is, in the very constitution of the subject as a teacher. Among the findings, the precariousness of teaching work in this context is highlighted, where the teacher becomes a mere executor of teaching programs with reduced autonomy and control of their activities. Allied to this still starts to incorporate the activities of promotion and maintenance of institutions through the search to please customers and the market of action. All this is carried out under strict supervision and control by institutions and students. This work contributes to elucidating the situation of teachers in private higher education by providing an understanding from their own interpretations and experience. It can also contribute as a means to increase the knowledge of this reality for possible governmental actions in this sector. Key-words: Organizational culture. Disciplinary power. Work surveillance. Discourse analysis. Teacher's work.
dc.format.extent140 f. : il.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectCultura organizacional
dc.subjectTrabalho docente - Universidades e faculdades particulares
dc.subjectPoder disciplinar
dc.titleO poder disciplinar enquanto uma dimensão da cultura organizacional : um estudo multicasos em instituições de ensino superior privadas
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record