Show simple item record

dc.contributor.advisorGruner, Clóvis, 1971-pt_BR
dc.contributor.authorAguiar, Nayara Elisa de Moraespt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Históriapt_BR
dc.date.accessioned2022-07-06T15:35:52Z
dc.date.available2022-07-06T15:35:52Z
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/45161
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Clóvis Mendes Grunerpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História. Defesa: Curitiba, 29/08/2016pt_BR
dc.descriptionInclui referências : f. 167-171pt_BR
dc.description.abstractResumo: A cidade de Curitiba no começo do século XX passava por mudanças. O aumento da população, o crescimento de seu território e a modernização urbana e arquitetônica representavam, para uma parcela da sociedade curitibana, a sua transformação em um centro urbano de importância no cenário nacional. No entanto, associadas ao imaginário da cidade moderna, estavam as sensações de medo e insegurança, relacionadas especialmente ao outro, ao desconhecido que se esconde entre a multidão e nas sombras e becos das cidades. Entre os grupos que compõe as "classes perigosas", estão as prostitutas. Classificadas como "mulheres públicas", são o alvo de práticas de vigilância e controle empreendidas pelas instituições policiais. O objetivo deste trabalho é investigar uma destas práticas: a implantação, por parte da Polícia Civil do Paraná, dos prontuários de identificação das meretrizes. Iniciado em 1929, o registro perdurou até 1937. Em um primeiro momento, serão analisados o contexto curitibano e o lugar da prostituição nesta sociedade. Este lugar está relacionado a posição da ciência no século XIX, que transformou os indivíduos das "classes perigosas" em objetos de investigação. O pensamento científico, através do seu estatuto de verdade, passa a influenciar práticas de ordem social, inclusive aquelas relativas à segurança pública. Para compreender o desenvolvimento dos métodos de identificação, será necessário analisar a predominância do pensamento científico e seus desdobramentos no que se refere aos comportamentos que escapam à norma. Em um segundo momento, serão analisadas as apropriações e ressignificações do discurso científico em outras esferas do campo social e na configuração de práticas de vigilância do meretrício. Por fim, analisarei os prontuários de identificação enquanto dispositivo do poder, mas também, sob a perspectiva de que constituem para o historiador uma forma de aproximação, mesmo que intermediada, com o grupo do meretrício e o seu cotidiano nas ruas de Curitiba. A análise da documentação se divide em duas etapas, a primeira se dedicando à parte escrita e a segunda à análise dos registros fotográficos disponíveis nos prontuários. Através destes dados será possível analisar as mulheres identificadas enquanto indivíduos ativos no que se refere a sua constituição enquanto sujeitos. Palavras-chave: Prostituição. Relações de poder. Métodos de identificação.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The city of Curitiba, in the beginning of the 20th century, underwent several changes. The increasing population, the territorial expansion, urban and architecture modernization represented, for a share of the society, the transformation of the city into an important urban center on the national scene. Nevertheless, associated to the modern city imaginary, laid the feelings of fear and insecurity, especially related to the otherness, to the unknown that hides amongst the crowds, shadows and alleys in the cities. Among the groups that form the "dangerous classes" are the prostitutes. Rank as "public women", they represent the target of vigilance and control practices engaged by the police institutions. The aim of this thesis is to investigate one of these practices: the implantation, issued by the Civil Police of Paraná, of records that identified the prostitutes. Initiated in 1929, the registration endured until 1937. At first, the analysis will focus on the context of the city and the place prostitution occupied in this society. This place is linked to the role of science in the 19th century, that transformed individuals of "dangerous classes" into investigation objects. The scientific thought , through its statements of truth, started to influence practices of social order, including those related to public security. Comprehending the development of identification methods requires the analysis of scientific thought persistency and its effects regarding behaviors that escape the norm. Furthermore, the analysis will focus on the appropriations and resignifications of the scientific speech in other spheres of the social field and the configuration of vigilance practices in prostitution. Finally, this research will analyze the identifying records as a device of power, likewise, under the perspective that these represent for historians an approximation, even if intermediate, with the prostitution group and its routine on the streets of Curitiba. The document analysis has been separated in two parts, the first being dedicated to writing and the second to the analysis of photographic registrations available in the medical records. Through this data, it will be possible to analyze the women that were identified as active individuals regarding its constitution as subjects. Key-words: Prostitution. Power relations. Identifying methods.pt_BR
dc.format.extent202 f : il., algumas color.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectHistóriapt_BR
dc.subjectProstituição - Curitiba (PR) - 1929-1937pt_BR
dc.subjectProstitutas - Segurança publica - Curitiba (PR)pt_BR
dc.subjectProstitutas - Identificação - Curitiba (PR)pt_BR
dc.title"Um incômodo moral" : o meretrício e seu meios de controle em Curitiba (1929-1937)pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record