Show simple item record

dc.contributor.advisorZuffellato-Ribas, Katia Christina
dc.contributor.authorTeleginski, Francielli
dc.contributor.otherKoehler, Henrique Soares, 1953-
dc.contributor.otherNogueira, Antonio Carlos, 1950-
dc.contributor.otherGoldbach, Juliana Degenhardt
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Agronomia
dc.date.accessioned2016-11-25T13:56:40Z
dc.date.available2016-11-25T13:56:40Z
dc.date.issued2016
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/44169
dc.descriptionOrientador : Profª Dra. Katia Christina Zuffellato-Ribas
dc.descriptionCo-orientadores : Prof. Dr. Henrique Soares Koehler, Prof. Dr. Antonio Carlos Nogueira, Drª. Juliana Degenhardt Goldbach
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Agronomia. Defesa: Curitiba, 14/03/2016
dc.descriptionInclui referências ao final de cada capítulo
dc.descriptionÁrea de concentração: Produção vegetal
dc.description.abstractResumo: Campomanesia xanthocarpa é uma espécie arbórea nativa do Brasil, que tem sua distribuição de Minas Gerais até o Rio Grande do Sul, ocorrendo também na Argentina, Paraguai e Bolívia. É usada em paisagismo, pomares domésticos ou para repovoar áreas de proteção ambiental. Seu fruto é bastante apreciado in natura ou para a produção de sucos, geléias, sorvetes, licores. Devido ao pouco conhecimento sobre a propagação de Campomanesia xanthocarpa, a presente dissertação teve como objetivos verificar a viabilidade da propagação vegetativa para a espécie, por meio de estaquia de brotações do ano, nas quatro estações com a aplicação de ácido indolbutírico (IBA), o enraizamento de estacas de brotações epicórmicas obtidas por anelamento, decepa de tronco, brotações de poda, envergamento e manutenção de fragmentos de tronco em casa-de-vegetação, a técnica de alporquia e a aplicação de IBA no enraizamento adventício de alporques, bem como verificar as condições ideais para a germinação de sementes. Para o experimento com estaquia foram confeccionadas estacas a partir das brotações do ano utilizando diferentes concentrações de IBA (0; 500; 1000 e 2000 mg L-1) nas quatro estações, e estacas obtidas a partir de brotações epicórmicas, resultantes das técnicas de revigoramento, as quais, posteriormente, foram mantidas em casa de vegetação por 120 dias. A alporquia foi realizada em dez matrizes de guabiroba, nas quais, para confecção dos alporques foram utilizados ramos jovens, dos quais foi retirado um anel de casca de aproximadamente 2,0 cm de largura com o auxílio de um estilete. Em cada ferimento foram adicionadas diferentes concentrações de IBA (0, 500, 1000 e 2000 mg Kg-1) veiculadas em pasta de vaselina, onde cada concentração compôs um tratamento. Em seguida, a região foi envolvida com substrato vermiculita e plástico transparente. Para o teste de germinação, as sementes foram mantidas em germinadores sob luz constante, avaliando-se três temperaturas (20°C, 25°C e 30°C) e três substratos (papel mata-borrão, areia e vermiculita). No experimento com estaquia a partir de brotações do ano e uso de IBA, observou-se mortalidade de 100% do material em todos os tratamentos e nas quatro estações do ano. O melhor enraizamento para estacas a partir de material juvenil foi observado nos tratamentos decepa (25,5%) e fragmentos de tronco/inverno (44,4%). Para o tratamento brotações de poda, o enraizamento e a formação de calos foram nulos. Após um ano da confecção dos alporques, observou-se que a técnica de alporquia em C. xanthocarpa, utilizando o regulador vegetal IBA não foi eficiente, pois não promoveu o enraizamento dos ramos. Para o teste de germinação, a média de todos os tratamentos foi boa (81,4%) , e os substratos areia e vermiculita foram os mais eficientes para o índice de velocidade e tempo médio de germinação. A temperatura de 30°C foi mais eficiente, sendo a recomendada para germinação de sementes de C. xanthocarpa. Palavras-chave: Myrtaceae, guabiroba, estaquia, revigoramento, alporquia.
dc.description.abstractAbstract: Campomanesia xanthocarpa is an arboreal specie native from Brazil, and can be found from the state of Minas Gerais until Rio Grande do Sul. Also presents in Argentina, Paraguay and Bolivia.It can be used in paisagism, orchards, farms, afforestation and environmental recovery. The fruit is very appreciated in natura, for production of juice, jelly, ice cream and liqueur. There is insufficient knowledge about Campomanesia xanthocarpa propagation, so this dissertation aimed to find ideal conditions for seed germination, rooting techniques with cuttings of sprouts of the year collected in four seasons, with the application of indole butyric acid (IBA). Also was evaluated the rooting of the cuttings by epicormic sprouts promoted by ringing peridermal cuts in the base of stem, stump, shoot pruning, pruning the branches and maintenance of stems in greenhouse. Also was evaluated the layering technique and IBA application in the adventitious rooting of the branches as well as to verify the ideal conditions for seed germination.For the rooting experiment, were made cuttings by sprouts of year using different IBA concentrations (0; 500; 1000 and 2000 mg.L-1) in four seasons, and cuttings obtained by epicormic sprouts, taken from reinvigoration techniques, and they kept in greenhouse for 120 days.The layering technique was tested in ten stock plants, using young branches, removing a small ring with 2.0 cm width of periderm with a knife. In each injury were added different concentrations of IBA (0, 500, 1000 e 2000 mg.Kg-1) diluted in vaseline paste, and each concentration was considered one treatment. Then the branches were involved with vermiculite and transparent plastic.For the germination test, the seeds kept in a germination test box, under constant light and was evaluated three temperatures (20°C, 25°C and 30°C) and three substrates (blotting paper, river sand and vermiculite).In the experiment with cuttings of annual sprouts and use of IBA, it was observed the 100% of mortality for the all treatments and seasons. The best rooting of the juvenile material was observed in the stump treatment (25.5%) and stem fragments taken in the winter (44.4%).For the pruning test, the rooting and calluses formation was null. After one year, was observed that IBA wasn't effective to promote the rooting of branches with the layering, so it is not a recommended technique for this specie. For the germination test, the average of all treatments was good (81.4%), however, the river sand and vermiculite were the most efficient for the rate of germination speed and average time of germination. The temperature of 30°C was more efficient, and it is recommended for seed germination of C. xanthocarpa. Key words: Myrtaceae, guabiroba, cuttings reinvigoration, air layering.
dc.format.extent91 f. : il. algumas color., tabs.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectGuabiroba - Propagação por estaquia
dc.subjectSementes - Germinação
dc.titlePropagação vegetativa e germinação de sementes de Campomanesia xanthocarpa Mart. ex O. Berg
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record