Show simple item record

dc.contributor.advisorGrossi, Fernandopt_BR
dc.contributor.authorFelippi, Marcielept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestalpt_BR
dc.date.accessioned2013-06-18T19:27:33Z
dc.date.available2013-06-18T19:27:33Z
dc.date.issued2013-06-18
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/4402
dc.description.abstractChrysophyllum gonocarpum (Mart. & Eichl.) Engl. (Sapotaceae) é uma espécie de importância econômica, paisagística e ecológica. Informações básicas sobre a biologia e silvicultura desta espécie ainda são incipientes e necessitam de confirmação. Portanto, pretendeu-se com este trabalho contribuir para a compreensão de aspectos fenológicos, morfologia da flor, fruto, semente, processo germinativo e plântula, além da ontogênese e germinação das sementes. O estudo foi realizado de setembro/2004 a novembro/2005 em campo, no Município de Frederico Westphalen, Rio Grande do Sul, e em condições de laboratório, de Sementes Florestais e de Botânica Estrutural na Universidade Federal do Paraná. Os dados obtidos não diferem basicamente da descrição geral dada por outros autores, entretanto, neste estudo foram observados o período de floração que ocorre de setembro a dezembro e a frutificação de maio a novembro na Região do Médio Alto Uruguai, Rio Grande do Sul. Há variação no número de sementes por fruto e tamanho dos frutos e sementes, sendo que a semente é de formato ovalado,com endosperma oleoso, germinação epigéia e plântulas do tipo fanerocotiledonar. Anatomicamente, o estudo destaca duas novas informações relacionadas à espécie, onde a semente é formada por um único embrião originado por fecundação e com desenvolvimento do tipo Cariofiláceo, sendo que, na região hilar o tecido parenquimático se esclerifica totalmente, divergindo de outros autores que descreveram o embrião com desenvolvimento do tipo Chenopodiáceo e região hilar parenquimática para a família. Quanto às características germinativas observou-se que não há presença de dormência tegumentar na semente, a qual, talvez seja recalcitrante, além de possuir germinação lenta e desuniforme. Os dados obtidos permitem aplicação prática em testes de germinação, produção de mudas, estudos de regeneração natural, trabalhos taxonômicos, ecológicos, de manejo, conservação e filogenéticospt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectSapotaceapt_BR
dc.subjectFenologia vegetalpt_BR
dc.subjectGerminaçãopt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleMorfologia da flor, do fruto e da plântulapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record