Show simple item record

dc.contributor.advisorSilva, Monica Ribeiro da, 1960-pt_BR
dc.contributor.authorSandri, Simonept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.date.accessioned2022-08-04T16:26:29Z
dc.date.available2022-08-04T16:26:29Z
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/43876
dc.descriptionOrientadora: Profa. Dra. Monica Ribeiro da Silvapt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação. Defesa: Curitiba, 23/03/2016pt_BR
dc.descriptionInclui referências : f. 222-241pt_BR
dc.descriptionLinha de pesquisa: Políticas educacionaispt_BR
dc.description.abstractResumo: O tema da Tese se refere à relação público-privado no contexto do Ensino Médio, a partir do imbricamento entre o Programa Ensino Médio Inovador e o Projeto Jovem de Futuro. Utilizamos como recorte analítico as concepções de formação humana e de gestão escolar, resultantes desse imbricamento. A justificativa pelo tema reside no fato de que os proponentes do Programa Ensino Médio Inovador, política do Ministério da Educação, com a finalidade de induzir redesenhos curriculares no Ensino Médio e o Projeto Jovem de Futuro, proposta do Instituto Unibanco, voltada para a gestão escolar, em 2012, realizaram um convênio de cooperação técnica que favoreceu a junção das duas propostas. Diante disso, levantamos as seguintes problemáticas: Quais as formas/conteúdos que o Programa Ensino Médio Inovador assume, em decorrência desse imbricamento? Que concepções e práticas formativas e de gestão resultam da relação público-privado que caracteriza esse imbricamento? Em decorrência dos questionamentos, definimos como objetivo geral o de analisar a forma-conteúdo do imbricamento entre o Programa Ensino Médio Inovador e o Projeto Jovem de Futuro, no tocante às concepções de formação humana e de gestão escolar. As nossas hipóteses são as seguintes: o imbricamento entre as duas propostas contribui para a disseminação da lógica privada como uma lógica voltada ao "bem-comum", intensificando, assim, a hegemonia do empresariado no contexto social; o Instituto Unibanco interfere no conteúdo-forma dos processos de formação humana e de gestão escolar da escola pública. Utilizamos uma abordagem qualitativa de cunho bibliográfico e documental e o método de análise se sustenta nos conceitos gramscianos de Estado ampliado, de hegemonia, de bloco histórico e de intelectuais orgânicos. Partimos das seguintes premissas: definição de público, na forma jurídica, vinculado ao Estado e como condição social de ser e/ou pertencer a todos; definição de privado, como esfera e condição restrita, individual e particular; consideração de que a relação público-privado permeia tanto a sociedade política como a sociedade civil; conceito gramsciano de hegemonia, isto é, de que classes e grupos sociais buscam a intensificação da direção cultural da sociedade também por meio do Estado stricto sensu. Concluímos que o Instituto Unibanco procura a condição pública relacionada ao Estado stricto sensu, isto é, a política e a escola pública para intensificar a cultura do empresariado brasileiro como consensual. Desenvolve formas-conteúdos, sob a perspectiva privada, de formação humana e de gestão escolar a fim de disseminar na escola pública um processo educacional meritocrático e excludente. No entanto, sendo o Estado stricto sensu uma instituição social permeada por contradições, portanto, locus de disputas entre classes e grupos sociais, intelectuais e movimentos sociais também disputam a condição pública vinculada à sociedade política, como políticas públicas que contemplem concepções de formação humana e de gestão escolar, sob a perspectiva de ser para todos, se opondo à lógica restrita, classificatória e excludente. Palavras-chave: Relação público-privado. Formação humana. Gestão escolar.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: This thesis concerns the relation between the public and private system in High School context, since the commitment between Programa Ensino Médio Inovador (Innovative High School Program) and Projeto Jovem de Futuro (Young of the Future Project). As an analytical approach, we used the concepts of human development and school management, as a result of this commitment. Our choice of theme is justified by the fact that the proponents of Programa Ensino Médio Inovador, an Educational Department's policy, has the goal to induce curricular reformulations to High School and Projeto Jovem de Futuro, proposed by Instituto Unibanco (Unibanco Institute), which is facing school management, in 2012, set up an agreement of technical cooperation which fomented their join. Facing this possibility, we raised the following questions: Which shapes/contents does Programa Ensino Médio Inovador get, in consequence of its commitment? What concepts and formative and management experiences result of the relation between public and private system that features this commitment? In consequence of these matters, our general aim is to analyze shape/content coming from the commitment between Programa Ensino Médio Inovador and Projeto Jovem de Futuro, in what concerns to concepts of human development and school management. This study hypothesis are: if the commitment between these two proposals contributed to the dissemination of the private logic as a logic faced to the "common good", intensifying the business community social hegemony; the Unibanco Institute interferes in content/shape in processes of human development and of school management of public school. It is a bibliographical and documental research which has a qualitative approach. The analysis method is hold by Gramsci studies about "extended state", hegemony, "historical bloc" and organic intelectual. We start from the following assumptions: public setting, in legal form, linked to the state and as social condition of being and/or belong to all; definition of private, as sphere and restricted condition, individual and particular; the understanding that the public-private relationship permeates the political and civil society; Gramscian's concept of hegemony which states that class and social groups are seeking to intensify the cultural direction of society also through the stricto sensu state. We conclude that Instituto Unibanco seeks for a public condition related to stricto sensu state, which means that policies and public education is used to intensify the culture of Brazilian business community as consensual. The Institute develops shapes/contents, under the private perspective, of human development and school management in order to disseminate, in public education, a meritocratic educational process that excludes people. Nevertheless, as stricto sensu state is a social institution full of contradictions, thus, it is locus of disputes between social class and groups, the intellectuals and social movements also dispute public condition linked to political society, as public policies that address concepts of human development and school management from the perspective of being for all, opposing the strict logic, qualifying and excluding. Keywords: Public-private relation. Human development. School management.pt_BR
dc.format.extent252 f.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.subjectEnsino médiopt_BR
dc.subjectEscolas - Administraçãopt_BR
dc.titleA relação público-privado no contexto do ensino médio brasileiro : em disputa a formação dos jovens e a gestão da da Escola Públicapt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record