Show simple item record

dc.contributor.authorFernandes, Felipe, 1990-pt_BR
dc.contributor.otherVolpi, Adilson Antonio, 1956-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Curso de Graduação em Ciências Econômicaspt_BR
dc.date.accessioned2017-04-12T17:43:09Z
dc.date.available2017-04-12T17:43:09Z
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/43220
dc.descriptionOrientador: Adilson Antônio Volpipt_BR
dc.descriptionMonografia(Graduação) - Universidade Federal do Paraná,Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Curso de Ciências Econômicaspt_BR
dc.description.abstractResumo: No atual cenário da economia brasileira, o comércio de automóveis vem se tornando um ramo cada vez mais complexo, envolvendo fatores como a concorrência entre empresas, qualidade do produto negociado, estratégias de marketing, inflação, rendimento do comprador, taxa de desemprego, dentre outros. Pensando nesses aspectos, o presente estudo surgiu com o objetivo de analisar a realidade das vendas em uma empresa de revenda de automóveis usados na região de Curitiba, Paraná, no período de 2014 e 2015, utilizando o panorama nacional, estadual e municipal do comércio de veículos no mesmo período como modelo para comparação, partindo da hipótese de que do ano de 2014 até o presente momento o mercado vem passando por significativa queda nas vendas. Trata-se de um estudo de caso, uma vez que utiliza como base para análise a realidade de uma empresa isolada. Os dados foram coletados a partir dos relatórios de venda da X COMÉRCIO DE AUTOMÓVEIS durante os meses de julho e agosto de 2015. No ano de 2014 foi observado um total de vendas de 314 automóveis, aproximadamente 26,2 automóveis/mês, já até agosto do ano de 2015 este valor decresceu para 24 automóveis/mês. Apesar do ano de 2015 ter iniciado com vendas superiores às do ano anterior, até o mês de agosto de 2015 não foram superadas as vendas do mesmo mês de 2014 (192 e 204 respectivamente), apresentando uma queda de 5,9%. Em relação a forma de pagamento, do total de 314 automóveis negociados em 2014, 153 (cerca de 49%) foram à vista e 161 financiados (51%). Com relação ao ano de 2015, do total de automóveis comercializados até agosto, 87 (45%) foram vendas à vista e 105 (55%) financiados. Ficou evidenciado que o carro-chefe dos financiamentos é sem dúvida o CDC, algumas vendas ocorreram por meio do consórcio mas não são quantidades expressivas se comparadas ao total. Inversamente a este cenário, o comércio de usados a nível nacional, apresentou vendas abaixo da média nos seis primeiros meses de 2014 e dali pra frente superou este valor até o final do ano, praticamente o mesmo observado nas vendas da X COMÉRCIO DE AUTOMÓVEIS no mesmo período. O comércio de usados a âmbito nacional durante o ano de 2015 até o mês agosto sofreu retração de 3,4% enquanto na empresa estudada de 5,9%. Comparando os dados e índices nacionais e estaduais foi possível explicar a queda nas vendas de automóveis no ano de 2015 bem como ter uma visão do cenário na qual a X COMÉRCIO DE AUTOMÓVEIS está inserida, seja por taxas de juros mais altas no financiamento com consequentes parcelas mais caras, preços de bens e serviços mais elevados que fazem o consumidor repensar a respeito da compra de um automóvel, muitas pessoas desempregadas, muitas com salários deterioradas e bancos com maiores restrições ao créditopt_BR
dc.format.extent35 f.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectAutomóveis - Comércio - Curitiba (PR)pt_BR
dc.titleAnálise das vendas de automóveis usados na região de Curitiba, Paraná : um estudo de casopt_BR
dc.typeMonografia Graduação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record