Show simple item record

dc.contributor.advisorBoldt, Angelica Beate Winter
dc.contributor.authorSilva, Amanda Salviano da
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Genética
dc.date.accessioned2016-09-01T13:11:53Z
dc.date.available2016-09-01T13:11:53Z
dc.date.issued2016
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/43125
dc.descriptionOrientadora : Profª. Drª. Angélica Beate Winter Boldt
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Genética. Defesa: Curitiba, 31/03/2016
dc.descriptionInclui referências : f. 65-69-88-99
dc.description.abstractResumo: O pênfigo foliáceo (PF) é uma doença autoimune endêmica em áreas rurais brasileiras e caracterizada por acantólise e autoanticorpos contra antígenos desmossomais (particularmente a Desmogleína 1), acompanhado da ativação do sistema complemento e formação de bolhas epidermais dolorosas, de acometimento localizado ou generalizado. A proteína CD59 é uma importante reguladora da cascata do complemento, inibindo a formação do complexo de ataque à membrana e protegendo as células da lise, além de mediar transduções de sinais e ativação de linfócitos T, sendo sua deficiência envolvida em diversas doenças autoimunes. CD59 possui diferentes transcritos por processamento alternativo, dos quais apenas dois são amplamente expressos nos tecidos, o que sugere a presença de sítios altamente regulatórios em suas regiões não codificantes, com provável influência nas isoformas. Contudo, não há nenhum estudo associando polimorfismos de regiões não codificantes de CD59 em doenças autoimunes, demonstrando que apesar de sua importância, ainda se trata de um gene pouco explorado. Neste estudo, foram investigados seis polimorfismos não codificantes de CD59 com um possível efeito no processamento alternativo e na expressão gênica: rs861256, rs831625, rs831629, rs704701, rs1047581 e rs704697. Estes SNPs foram haplotipados em 157 pacientes e 215 controles por PCR sequênciaespecífica, e a expressão gênica foi avaliada em 82 indivíduos saudáveis por PCR em tempo real. O alelo G de rs861256 foi associado com o aumento da expressão gênica (P=0,024) e a susceptibilidade ao PF em mulheres (OR=4,11, P=0.0001), que também foram mais propensas a desenvolver lesões do tipo generalizadas (OR=4,3, P=0,009) e apresentar maior dificuldade de atingir a remissão (OR=3,7, P=0,045). Também foram observadas associações genéticas para o alelo G de rs831625 (OR=3,1, P=0,007) e A de rs704697 (OR=3,4, P=0,006) em mulheres euro-brasileiras, e para o alelo C de rs704701 (OR=2,33, P=0,037) em afro-brasileiros de ambos os sexos. Estes alelos constituem o haplótipo GGCCAA, que também leva ao aumento da susceptibilidade ao PF (OR=4,9, P=0,045). Portadores dos haplótipos GG, CC e AA (em cis ou em trans) apresentam maior expressão de mRNA (P=0,037), especialmente as mulheres (P=0.029). Em conclusão, maiores níveis transcricionais de CD59, por consequência de uma expressão gênica mais elevada ou da ausência de degradação do mRNA, parecem estar relacionados com a susceptibilidade ao PF, especialmente em mulheres. Este envolvimento pode ser devido a alterações transcricionais, levando a um excesso de isoformas não ideais, ou ainda ao papel de CD59 na transdução de sinais de células T e liberação de citocinas. Estas hipóteses devem ser posteriormente investigadas em estudos funcionais e com maior número amostral.
dc.description.abstractAbstract: Pemphigus foliaceus (PF) is an autoimmune disease, endemic in Brazilian rural areas and characterized by acantholysis and autoantibodies against desmosomal antigens (particularly desmoglein 1), accompanied by complement system (CS) activation and painful epidermal blisters, with generalized or localized affection. CD59 protein is an important regulator of the complement cascade, inhibiting formation of the membrane attack complex and protecting the cells from destruction, in addition to mediate signal transductions and activation of T lymphocytes, and its deficiency involved in several autoimmune diseases. CD59 has different transcripts by alternative splicing, of which only two are widely expressed in tissues, suggesting the presence of highly regulatory sites in their noncoding regions, with probable influence on isoforms. However, there is no study involving polymorphisms in CD59 noncoding regions in autoimmune diseases, demonstrating that despite its importance, it is still a relatively unexplored gene. In the present study, we investigated six CD59 noncoding polymorphisms with a possible effect in alternative splicing and gene expression: rs861256, rs831625, rs831629, rs704701, rs1047581 and rs704697. These SNPs were haplotyped in 157 patients and 215 controls by PCR-SSP, and gene expression was evaluated in 82 healthy subjects by real-time RT-PCR. The G allele of rs861256 was associated with increased gene expression (P=0.024) and PF susceptibility in women (OR=4.11, P=0.0001), which were also more prone to develop generalized lesions (OR=4.3, P=0.009) and to not experience disease remission (OR=3.7, P=0.045). Genetic associations were also observed for the G allele rs831625 (OR=3.1, P=0.007) and A of rs704697 (OR=3.4, P=0.006) in Euro-Brazilian women, and for C allele of rs704701 (OR=2.33, P=0.037) in Afro-Brazilians of both sexes. These alleles constitute GGCCAA haplotype, which also leads to increased PF susceptibility (OR=4.9, P=0.045). Carriers of haplotypes GG, CC and AA (in cis or trans) have higher mRNA expression (P=0.037), especially women (P=0.029). In conclusion, higher transcriptional levels of CD59, for consequence of a higher gene expression or absence of mRNA degradation, seem to be related with susceptibility to PF, especially in women. This involvement may be due to transcriptional changes, leading to an excess of non-ideal isoforms, or to the CD59 role in T cell signal transduction and in cytokines release. This hypothesis should be further investigated in functional studies and the association results, replicated in independent cohorts with increasing sample sizes.
dc.format.extent129 f. : il., algumas color., grafs., tabs.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectPenfigo
dc.subjectPolimorfismo (Genetica)
dc.titleAssociação entre polimorfismo do gene CD59 na expressão e susceptibilidade ao pênfigo foliáceo endêmico
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record