Show simple item record

dc.contributor.authorBarros, Fabiana Pereirapt_BR
dc.contributor.otherMaas, Greyce Charllyne Benedetpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Curso de Especialização em Projetos Sustentáveis, Mudanças Climáticas e Mercado de Carbonopt_BR
dc.date.accessioned2017-04-20T19:29:03Z
dc.date.available2017-04-20T19:29:03Z
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/42986
dc.descriptionOrientadora: Profª Drª. Greyce Charllyne Benedet Maaspt_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Curso de Especialização em Projetos Sustentáveis, Mudanças Climáticas e Mercado de Carbonopt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: O presente estudo objetivou inventariar as emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) do Colégio Estadual Tânia Varella Ferreira, localizado no Município de Maringá no Paraná no ano base de 2014. Seguiu-se a metodologia do Programa Brasileiro GHG Protocol versão 2014 para quantificar as emissões. As fontes emissoras foram organizadas de acordo com os limites operacionais classificados nos escopos 1, 2 e 3. Foram analisadas seis fontes de emissões nas atividades do Colégio, das quais uma direta (Escopo 1) que se refere ao consumo de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) para o preparo da merenda escolar; e cinco indiretas as quais são derivadas do consumo de energia elétrica (Escopo 2), emissões provenientes do uso final de bens de consumo (resíduos sólidos), efluentes gerados no Colégio, transporte veicular para o deslocamento da comunidade escolar (professores, funcionários e alunos) e transporte de materiais e documentos para uso interno do Colégio (Escopo 3). A emissão total no ano inventariado foi de 79,09 tCO2e. A fonte que mais contribuiu nas emissões de GEE do estabelecimento de ensino estudado foi referente ao transporte veicular com 35,32 tCO2e, seguida da geração de resíduos sólidos com 25,04 tCO2e e energia elétrica com 10,52 tCO2e. A geração de esgoto sanitário apresentou uma emissão correspondente a 6,74 tCO2e e o consumo de GLP 1,47 tCO2e. Sendo assim, o escopo 3 foi o mais significativo em termos de emissões de GEE no estabelecimento analisado com 67,10 tCO2e, o que corresponde a 84,8% das emissões totais, seguido pelo escopo 2 com 10,52 tCO2e (13,3%) e pelo escopo 1 com 1,47 tCO2e (1,9%).pt_BR
dc.format.extent33 f. : il. , grafs, 1 mapa color., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.subjectGases estufapt_BR
dc.subjectDioxido de carbonopt_BR
dc.subjectEscolas - Maringa (PR)pt_BR
dc.subjectEscolas - Maringa (PR) - Aspectos ambientaispt_BR
dc.titleInventário de emissões de gases de efeito estufa do Colégio Estadual Tânia Varella Ferreira localizado em Maringá/Paraná, ano base 2014pt_BR
dc.typeMonografia Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record