Show simple item record

dc.contributor.advisorOliveira, Roberta Pires de, 1963-pt_BR
dc.contributor.authorDamázio, Paula Regina Scoz Domingospt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Letraspt_BR
dc.date.accessioned2020-02-27T16:22:46Z
dc.date.available2020-02-27T16:22:46Z
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/42926
dc.descriptionOrientador : Profª. Drª. Roberta Pires de Oliveirapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Letras. Defesa: Curitiba, 26/02/2016pt_BR
dc.descriptionInclui referências : f. 101-105pt_BR
dc.description.abstractResumo: O objetivo geral deste trabalho, contextualizado no campo da sociologia da semântica, é proceder a um estudo sobre o quadro atual de teorias semânticas desenvolvidas no país e a análise do lugar da semântica formal nesse quadro. Para tanto, partimos de uma discussão sobre as teorias linguísticas e sobre o objeto teórico dessa ciência. Conforme Pires de Oliveira e Basso (2011) podemos pensar a linguística enquanto uma ciência que abriga duas diferentes formas de refletir sobre a linguagem, uma que é científica e outra que é humanista. A partir dessas colocações propomos uma investigação do quadro atual de teorias semânticas, buscando ainda saber se encontramos a mesma diferença entre metodologias e formas de reflexão. Por fim, com base em um questionário enviado aos semanticistas formais, e a semanticistas de outras abordagens, fazemos uma pesquisa qualitativa sobre a comunidade científica em questão e sobre a forma como os cientistas veem sua prática científica. O intuito é revelar alguns aspectos da prática científica, sob o viés sociológico, que possa nos dar subsídios para entender melhor a forma como a linguística em geral se organiza.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The aim of this work, contextualized in the field of semantic sociology, is to undertake a study on the current situation of semantic theories developed in the country and the analysis of the place of formal semantics in that frame. The starting point of a discussion of the linguistic theories and the theoretical object of this science. As Pires de Oliveira and Basso (2011) we can think of language as a science which houses two different ways of thinking about language, one that is scientific and one that is humanistic. From these placements we propose an investigation of the current frame of semantic theories, seeking to know whether there is the same difference between methodologies and ways of thinking. Finally, based on a questionnaire sent to formal semanticists, and semanticists other approaches, we do qualitative research on the scientific community in question and the way scientists see their scientific practice. The aim is to reveal some aspects of scientific practice, from the sociological bias, which can give us subsidies to better understand how the linguistics in general is organized.pt_BR
dc.format.extent135 f : il., alguma color.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectLetraspt_BR
dc.subjectLinguistica aplicada - Semanticapt_BR
dc.subjectSociologia - Semanticapt_BR
dc.subjectLingua portuguesa - Estudo e ensinopt_BR
dc.subjectLinguagem - Teorias semânticaspt_BR
dc.titleTeorias semânticas e a semântica formal no Brasilpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record