Show simple item record

dc.contributor.advisorLazzari, Sonia Maria Noemberg, 1955-
dc.contributor.authorBeckel, Helenara dos Santos
dc.contributor.otherLorini, Irineu
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas (Entomologia).
dc.date.accessioned2016-04-27T18:32:42Z
dc.date.available2016-04-27T18:32:42Z
dc.date.issued2004
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/42308
dc.descriptionOrientadores : Sonia Maria Noemberg Lazzari e Irineu Lorini
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Biológicas. Curso de Pós-Graduaçao em Ciencias Biológicas, área: Entomologia
dc.descriptionInclui bibliografia
dc.description.abstractResumo: A especie Oryzaephilus surinamensis (L.) (Coleoptera: Silvanidae) ocorre, praticamente, em todas as unidades armazenadoras, causando a deterioração e contaminação dos grãos. Os inseticidas protetores usados para o controle desta espécie tem apresentado eficiência reduzida, sugerindo o desenvolvimento de resistência, cuja avaliação foi o objetivo geral desta pesquisa. Doze populações de O. surinamensis, designadas como OS1 a OS 13, provenientes de diferentes localidades da região sul do Brasil, foram estudadas para verificar sua resposta ao inseticidas organofosforados fenitrotiom e pirimifos-metil e aos piretroides deltametrina e bifentrina. Inicialmente, procedeu-se a multiplicação de O. surinamensis, usando grãos de trigo triturados em diferentes graus, a fim de otimizar a reprodução e possibilitar a investigação da resistência. A dieta de grãos de trigo triturados ao grau 20 produziu a maior quantidade de progenie e foi adotada para a criação da espécie. Os resultados de avaliação da resistência aos inseticidas, mediante bioensaios de impregnação de papel filtro com diferentes concentrações de inseticida indicaram a ocorrência de uma população suscetível, OS1, e duas resistentes, OS12 e OS10, ao inseticida fenitrotiom, e de uma população suscetível, OS 13, e duas resistentes, OS3 e OS 10, a deltametrina. A população OS1 foi considerada suscetível para os inseticidas pirimifos-metil e bifentrina, e as populações OS4 e OS2, respectivamente, apresentaram níveis de resistência maiores. As demais populações apresentaram níveis de resistência intermediários aos inseticidas. O sinergista butoxido de piperonila (PBO), usado para investigar os mecanismos de resistência, aumentou significativamente a toxicidade de deltametrina nas populações resistentes, indicando que as oxidases exercem uma importante função na resistência a esse inseticida. Como a resistência não foi completamente suprimida, possivelmente outros mecanismos, alem do metabolismo por oxidases, podem estar envolvidos com o processo em O. surinamensis. Para o fenitrotiom, o sinergista apresentou um efeito antagonista, diminuindo significativamente a toxicidade do inseticida em todas as populações testadas, indicando que PBO não e o sinergista mais apropriado para compostos organofosforados. O estudo pela técnica da expressão diferencial do RNA, sequenciando-se fragmentos do cDNA, indicou diferenças significativas na expressão de genes entre a população suscetível, OS1, e a resistente OS 10, sugerindo que houve uma adaptação genética nos indivíduos resistentes. Estas informações representam uma contribuição importante para estudos futuros que abordem a estrutura genética das populações de O. surinamensis e de outras pragas, para esclarecer os mecanismos envolvidos na resistência a inseticidas.
dc.description.abstractAbstract: The saw-toothed grain beetle, Oryzaephilus surinamensis (L.) (Coleoptera: Silvanidae), occurs in almost all storage facilities, causing severe grain damage. Protectant insecticides presents low control efficiency, suggesting the development of resistance, which was the aim of this research. Twelve O. surinamensis strains, designated as OS1 to OS 13, from different localities of southern Brazil, were studied to evaluate their resistance to the organophosphorous insecticides fenitrothion and pirimiphos-methyl and to the pyrethroids deltamethrin and bifenthrin. Initially, a laboratory rearing method using wheat kernels milled at different grades was performed to produce the insects for the resistance tests. The kernels milled at grade 20 produced the highest number of offspring and this substrate was adopted to rear the species. The results of bioassays using impregnated filter paper with different insecticide concentrations showed that the strain OS1 was susceptible, while OS 12 and OS 10 were resistant to fenitrothion. For deltamethrin, strain OS 13 was susceptible, while OS3 and OS 10 were resistant. The OS1 strain was considered susceptible to pirimiphos-methyl and bifenthrin insecticides; on the other hand and OS4 and OS1 strains, showed higher resistance level to those insecticides, respectivelly. The other strains showed intermediate resistance. The synergist piperonyl butoxide (PBO) used to investigate the resistance mechanisms increased deltamethrin toxicity significantly for the resistant strains, indicating that oxidases play an important role in deltamethrin resistance. However, as this procedure failed to completely suppress resistance, possibly others mechanisms, besides oxidases metabolism, may be involved in resistance for O. surinamensis. To fenitrothion, PBO showed antagonistic effect, reducing insecticide toxicity significantly, indicating that this synergist is not appropriate for organophosphorous compounds. The study using the differential display of RNA technique (DD-RNA) indicated significant difference in the differential display of genes between the susceptible strain, OS1, and the resistant, OS 10, suggesting that there was a genetic adaptation in resistant individuals. This information represents an important contribuition future studies in order to understand the genetic stucture of O. surinamensis populations and of other pests and to help to clarify the mechanisms involved with insecticide resistance.
dc.format.extentviii, 103f. : grafs., tabs.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectEntomologia
dc.subjectTrigo - Armazenagem - Doenças e pragas
dc.subjectColeoptero
dc.subjectResistencia a inseticidas
dc.subjectTeses
dc.titleResistencia de populaçoes de Oryzaephilus surinamensis (L) (Coleoptera:Silvanidae) a inseticidas piretróides e organofosforados, em trigo armazenado
dc.typeTese


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record