Show simple item record

dc.contributor.advisorKozicki, Luiz Ernandes, 1949-
dc.contributor.authorSilva, Marcelo Alves da
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias
dc.date.accessioned2016-04-06T18:57:22Z
dc.date.available2016-04-06T18:57:22Z
dc.date.issued2000
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/41992
dc.descriptionOrientador: Luiz Ernandes Kozicki
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias
dc.description.abstractResumo: Com o objetivo de estudar os efeitos do gossipol (CsoHaAO na gestação de ratas (Rattus norvegícus) e os consequentes efeitos nos parâmetros morfometricos testiculares de seus filhotes, 40 ratas com idade media de 120 dias e peso variando entre 200 e 250 gramas, oriundas do Bioterio Central da Universidade Federal do Paraná, foram utilizadas neste estudo. Os animais foram acompanhados diariamente ate a confirmação da cobertura através de esfregaço de lavado vaginal (esfregaço positivo - presença de espermatozoides) e separados em quatro grupos contendo dez animais em cada (G I - controle, G II - gossipol 20 mg.kg'1, G III - gossipol 40 mg.kg'1, G IV - gossipol 80 mg.kg'1) respectivamente de acordo com a concentração de gossipol presente na suspensão utilizada (somente o veiculo, gossipol 20 mg.mL'1, gossipol 40 mg.mL'1 e gossipol 80 mg.mL'1). O gossipol acido acético (GAA 97,8 % de pureza) diluído em óleo vegetal de canola (veiculo) foi administrado oralmente para todos os animais no volume de 1 mL de suspensão para cada quilo de peso vivo. A administração da droga iniciou-se no 5o dia de gestação e estendeu-se ate o 20 °. O peso das ratas foi aferido diariamente do dia da cobertura ate o dia do parto a fim de se observar possíveis efeitos tóxicos durante a gestação. No desmame (21° dia pós-parto) todas as fêmeas foram sacrificadas para a observação dos pontos de implantação uterinos, comparando-se o numero de fetos nascidos com o numero de fetos gestados. Nos filhotes machos avaliou-se o peso individual no dia do desmame, índice gonadossomático e histologia testicular (porcentagem de túbulos luminados, diâmetro e proporção volumétrica dos túbulos seminíferos). Durante o experimento sete ratas do grupo G IV e uma do G III morreram, alem de abortos e sinais de canibalismo na parturição. As proporções volumétricas tubulares não apresentaram diferença estatística entre os grupos (G I 90,38 % } 0,81; G II 90,24 % } 1,39; G III 90,70 % } 1,46). Os demais resultados obtidos estão expostos na tabela abaixo. Em função desses resultados, observou-se que o gossipol (GAA) causou intoxicação grave nos animais que receberam maior dosagem, bem como de maneira dose-dependente interferiu no ganho de peso das ratas durante a gestação. Contudo nao interferiu no processo de manutenção da gestação e no numero de filhotes nascidos quando administrado entre o 5o e 20 0 dia de gestação. Os filhotes machos filhos de ratas tratadas apresentaram dose-dependente, comparados aos controles, menor diâmetro tubular e menor quantidade de túbulos seminíferos com lúmen aos 21 dias de vida. Em virtude dos filhotes serem muito jovens, novos estudos deverão ser realizados para constatar se as alterações permanecem ao longo do tempo ou são reversíveis, bem como, para elucidar os mecanismos pelos quais estas alterações ocorrem.
dc.format.extent63 f. : il., tabs. ; 30cm.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subject599.323.4.082.454.2
dc.subjectGossipol
dc.subjectIntoxicação animal
dc.subjectRato - Fecundidade
dc.subjectReprodução animal
dc.subjectTeses
dc.titleGossipol em ratas gestantes : toxidade materna e avaliação testicular dos filhotes
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record