Show simple item record

dc.contributor.advisorOsiecki, Raul, 1965-
dc.contributor.authorDaros, Larissa Bobroff
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Educação Física
dc.date.accessioned2016-03-22T18:00:39Z
dc.date.available2016-03-22T18:00:39Z
dc.date.issued2014
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/41820
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Raul Osiecki
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Defesa: Curitiba, 28/03/2014
dc.descriptionInclui referências : f. 75-90
dc.descriptionÁrea de concentração: Exercício e esporte
dc.description.abstractResumo: O objetivo do estudo foi identificar a existência da associação dos polimorfismos dos genes da ACTN3 (R577X) e ECA I/D com indicadores do desempenho de atletas classificados de acordo com a duração do esforço (?endurance?, potência/velocidade e mista). A amostra foi composta de 176 atletas (Masculino n=100 e Feminino n=76) com média de idade de 16,75anos±3,50, relacionados a 22 modalidades esportivas do Estado do Paraná. Todos os atletas foram selecionados como os melhores atletas do Estado do Paraná em suas modalidades específicas de acordo com cada Federação. A amostra de DNA foi retirada de 4ml de sangue por meio da veia antecubital. A genotipagem do polimorfismo R577X do gene ACTN3 foi realizada com o uso de sonda do tipo TaqMan, ID rs1815739 (Applied Biosystems, Foster city, CA, USA). A genotipagem do polimorfismo da ECA I/D foi realizada por reação em cadeia da polimerase (PCR), sendo que a visualização ocorreu por meio da eletroforese. Os testes físicos realizados foram saltos verticais (Squat Jump, Counter movement Jump e Counter movement Jump com auxílio dos membros superiores, cm e watts), velocidade de 30m (seg) e Consumo máximo de oxigênio (VO2max). Para análise estatística utilizouse do teste Qui-quadrado e Anova One Way, com valor de p<0,05. Não foi encontrada associação entre os genótipos estudados e a duração do esforço (ACTN3 vs Duração do Esforço, p=0.709; ECA VS Duração do Esforço, p=0.140), mas encontrou-se prevalência do gene RX e DI para as durações de esforço (resistência: RX=60,6%, DI=46,87%.; Potência/velocidade: RX=54,1%, DI=50%; Mista: RX=45%, DI=41,98%). Pode-se concluir que não houve associação entre os polimorfismos da ACTN3 e ECA em relação à duração do esforço e ao desempenho físico, apresentando uma prevalência para os genes heterozigotos em todas as durações de esforço. Palavras Chaves: Polimorfismos, genótipos, desempenho físico.
dc.description.abstractAbstract: The aim of this study was to identify the association between ACTN3 (R577X) and ACE (I/D) gene polymorphisms and athletic performance type (endurance, speed/power and mixed). The sample consisted of 176 athletes (100 men and 76 women) with mean age of 16.75 years ± 3.50. We studied 22 sports; all athletes were chosen from the best in their respective Federations of the State of Paraná. DNA samples were withdrawn from 4ml of blood from the median cubital vein. Genotyping of the ACTN3 - R577X gene polymorphism were performed using a TaqMan probe ID rs1815739 (Applied Biosystems, Foster City, CA, USA ). Genotyping of the ACE I / D polymorphism were performed by polymerase chain reaction (PCR), followed by visualization by electrophoresis. The physical tests were vertical jumps (Squat Jump, Jump and Countermovement Jump with help of the arms), speed in the 30m sprint (in seconds) and maximum oxygen consumption (VO2max). Statistical analysis was done with the chi-square test and One Way ANOVA , with significance at p < 0.05. Genotypes were not statistically significant with the duration of effort (ACTN3 vs Duration of Effort, p = 0.709 ; ACE VS Length of Effort, p = 0.140). The prevalence of RX and DI genes were more prevalent in the duration of effort (resistance : RX = 60.6 % , DI = 4.87 %, Power / Speed : . RX = 54.1 % , DI = 50 % ; Mixed: RX = 45 % , DI = 41.98 % ). We therefore conclude that genetic variables show a prevalence that can help in determining the choice of a sport / event that requires a specific type of metabolism to exercise in young athletes, although there was no association between polymorphisms ACTN3 and ACE in relation to exercise duration and physical performance. Key Words: polymorphisms, genotypes, physical performance.
dc.format.extent95 p. : il. algumas color.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectEducação Física
dc.titleAssociação dos polimorfismo da alfa-actinina 3 (ACTN3) e enzima conversora da angiotensina (ECA) com indicadores do desempenho em atletas
dc.typeTese


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record