Show simple item record

dc.contributor.advisorSpach, Henry Louispt_BR
dc.contributor.authorPossatto, Fernanda Eriapt_BR
dc.contributor.otherBroadhurst, Matt Kenyonpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Terra. Centro de Estudos do Mar. Programa de Pós-Graduação em Sistemas Costeiros e Oceânicospt_BR
dc.date.accessioned2017-08-22T19:53:31Z
dc.date.available2017-08-22T19:53:31Z
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/41488
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Henry Louis Spachpt_BR
dc.descriptionOrientador : Dr. Matt Kenyon Broadhurstpt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Terra, Programa de Pós-Graduação em Sistemas Costeiros e Oceânicos. Defesa: Pontal do Paraná, 28/05/2015pt_BR
dc.descriptionInclui referências : f. 74-77pt_BR
dc.descriptionLinha de pesquisa: Biologia e ecologiapt_BR
dc.description.abstractResumo: Nesse estudo, foram investigadas a variação espacial e temporal de espécies de peixes telósteos e batóides, assim como a variação do lixo marinho no complexo estuarino de Paranaguá, sul do Brasil. As coletas foram realizadas utilizando uma rede de arrasto com portas, mensalmente entre Novembro de 2012 e Setembro de 2013 nos diferentes setores dos eixos leste-oeste e norte-sul do complexo estuarino de Paranaguá. Neste contexto, o presente estudo é dividido em 3 capítulos: O capítulo 1 tem como objetivo compreender os padrões de distribuição da ictiofauna demersal temporalmente e espacialmente em diferentes setores dos eixos leste-oeste e norte-sul do complexo estuarino de Paranaguá, assim como identificar quaisquer associações com os parâmetros abióticos e bióticos. No total foram realizados trezentos e noventa e seis arrastos, em uma área total de 46 hectares. Um total de 52119 teleósteos foram capturados, distribuídos em 75 espécies e 30 famílias. Dessas espécies residentes contabilizaram apenas 36%, no entanto, representaram 61 % do número total de indivíduos capturados. Somente onze espécies contribuíram mais de 1% no número total de individuos amostrados. Quatro residentes e um transiente dominaram a assembleia. Cathorops spixii foi a espécie mais abundante representando 40 e 44% do total amostrado em número e em peso. Stellifer rastrifer, Aspistor luniscutis, Sphoeroides greeleyi e S. testudineus coletivamente contribuíram em 37% do número e 34% da biomassa. A alta dominância de poucas espécies em abundância e peso encontrados neste estudo corrobora o padrão de assembléia de peixes nos estuários subtropicais. No geral, 51% dos peixes amostrados eram juvenis, enfatizando a importância de estuários como berçários. A estrutura da assembléia mostrou uma complexa relação espaço temporal, com salinidade, temperatura e profundidade explicando a variabilidade da maioria das espécies. O capítulo 2 tem como objetivo documentar os batóideos encontrados no complexo estuarino de Paranaguá e identificar qualquer variabilidade temporal e espacial (com foco em áreas marinhas protegidas) e usar essas informações para propor mecanismos para a conservação dessas espécies. Um total 68 indivíduos, distribuídos em 4 espécies de batoides foram capturados: Gymnura altavela, Narcine brasiliensis, Dasyatis guttata e Rhinobatos percellens. Análises mostraram que o fator que mais influenciou na distribuição dessas espécies foi a posição dentro de cada eixo do complexo estuarino de Paranaguá, com mais individuos capturados nos setores intermediários e internos do eixo norte-sul que no do eixo leste-oeste. Essa distribuição pode ser explicada por duas hipóteses, o eixo norte-sul comparado ao leste-oeste é mais curto e largo, o que permite salinidades mais altas, mas com um gradiente mais ameno, favorencendo a presença de batóides. Além disso, os setores internos do eixo leste-oeste estão próximos a áreas densamente populosas (cidade e porto de Paranaguá) e com grande fluxo de embarcações, já o eixo norte-sul é cercado por uma área de proteção ambiental. O capítulo 3 tem como objetivo quantificar a variabilidade tempo-espacial na densidade do lixo marinho no complexo estuarino de Paranaguá e usar as essas informações para a construção de estratégias de conservação adequadas a este importante hotspot da biodiversidade marinha. Um total de 291 itens foram coletados, 92% dos itens coletados foram plástico, mais especificamente sacolas plásticas e itens maiores que 21mm. Os setores mais contaminados foram o intermediário e interno do eixo leste-oeste, próximos ao porto e a cidade de Paranaguá. A contaminação por lixo marinho não variou durante as estações do ano, demonstrando que a disposição urbana é o maior fator influenciando na distribuição do lixo no complexo estuarino de Paranaguá. Apesar desse estuário ainda ser considerando como um dos mais conservados estuários no Brasil, a influência antrópica nesse estuário é ainda muito alta, principalmente relacionado ao eixo leste-oeste. Embora seja evidente a área de protecão ambiental de Guaraqueçaba é melhor preservada do que os setores internos do eixo lesteoeste, há uma necessidade urgente de controlar e reduzir a perda de detritos de plástico a partir de sua origem urbana. Essa redução somente quando hover integração entre o governo e a sociedade civil. Palavras-chave: complexo estuarino de Paranaguá; função do estuário; distribuição de peixes; batoids; impactos antrópicos; lixo marinhopt_BR
dc.description.abstractAbstract: In this study, we investigated spatio-temporal variation in icthyofauna and marine debris in the Paranaguá estuarine complex (PEC), southern Brazil. Samples were collected each month, between November 2012 and September 2013 using penaeid trawls (total of 396 deployments across 46 ha) in each of three different sectors (inner, middle and outer) of two axes: east-west and north-south. In this context, this study is divided into three chapters: Chapter 1 aimed to understand the distribution patterns of demersal teleosts and identify any associations with the abiotic and biotic parameters. A total of 52119 teleosts were captured, comprising 75 species and 30 families. Of the teleosts, residents accounted for 36 and 61% of the total species and individuals sampled. Only eleven species contributed >1% to the total number of fish sampled. Four residents and one transient dominated the assemblage. Cathorops spixii was the most abundant, accounting for 40 and 44% by number and weight of the total samples. Stellifer rastrifer, Aspistor luniscutis, Sphoeroides greeleyi and S. testudineus collectively contributed towards a further 37 34% of the total number and biomass, while Ariidae represented 46 and 62%, respectively. The high dominance of few species corroborates patterns observed other subtropical estuaries. Overall, 51% of the fish sampled were juveniles, emphasizing the importance of estuaries as nurseries areas. The structure of assemblages exhibited complex spatio-temporal relationships, with salinity, temperature and depth explaining variability in the distributions of most species. Chapter 2 aims to document the batoids found in the Paranaguá estuarine complex and identify any temporal and spatial variability (focusing on marine protected areas) and use this information to propose mechanisms for the conservation of these species. A total of 68 individuals, divided into four batoid species were captured: Gymnura altavela, Narcine brasiliensis, Dasyatis guttata and Rhinobatos percellens. Analysis showed that the factor that most influenced the distribution of these species was the position within each axis of the Paranaguá estuarine complex, with more individuals typically caught in the middle and inner sectors of the north-south than the east-west axis. This result could be explained by two hypotheses: compared to the east-west gradient, the shorter north-south gradient had greater salinity that was less variable and more favoured by batoids; and/or unlike the inner sectors of the eastwest gradient which are near densely populated areas (two cities and a port and large flow of vessels), those of the north-south are surrounded by an environmental protected area with better habitat quality. Both hypotheses support the utility of regulating anthropogenic activities for conserving local batoid populations. And Chapter 3 aims to quantify the spatio temporal variability in the density of marine debris in the Paranaguá estuarine complex and use this information to build appropriate conservation strategies for this important hotspot of marine biodiversity. A total of 291 items were collected, 92% of the collected items were plastic, more specifically plastic bags and items larger than 21mm. The most contaminated areas were the middle and inner sectors in east-west axis, close to the port and Paranaguá city. Contamination by marine debris did not vary during the seasons, demonstrating that urban disposal is the most important factor influencing marine debris distribution in Paranaguá estuarine complex. Despite this estuary still be considering as one of the most preserved estuaries in Brazil, the anthropogenic influence in this estuary is still very high, primarily related to the east-west axis. While it is clear the environmental protected areas surrounding Guaraqueçaba is better preserved than the urbanized inner sectors of east-west axis, there is an urgent need to control and reduce the loss of plastic debris from the urban source. The key mechanism for minimizing plastic marine debris in the Paranaguá estuarine complex requires integration between government and civil society, with the former responsible for regular bulk collection and disposal, and the latter for local disposal at clearly identified locations Key words: Paranaguá estuarine complex; Estuary function; Fish distribution; batoids; anthropogenic impacts; Marine litter.pt_BR
dc.format.extent82 f. : il. algumas color.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectOceanografiapt_BR
dc.subjectOceanografiapt_BR
dc.titleVariação espaço-temporal da ictiofauna demersal e influências antrópicas em um estuários subtropicalpt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record