Show simple item record

dc.contributor.advisorRossler, Joao Henrique
dc.contributor.authorMonteiro, Patricia Verlingue Ramires
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia
dc.date.accessioned2016-03-08T14:34:39Z
dc.date.available2016-03-08T14:34:39Z
dc.date.issued2015
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/41389
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. João Henrique Rossler
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Defesa: Curitiba, 10/11/2015
dc.descriptionInclui referências : f. 187-192
dc.description.abstractResumo: O presente estudo, de caráter teórico-metodológico, teve por objetivo sistematizar o conceito de unidade afetivo-cognitiva a partir da Psicologia Histórico-Cultural. Esse objetivo se justifica pela escassez de estudos acerca deste tema na Psicologia e pela observância de que há uma predominância de visões dualistas acerca da razão e da emoção nos estudos psicológicos. Nesse sentido, o estudo da unidade afetivo-cognitiva pode trazer acréscimos à Psicologia por discutir os aspectos metodológicos da cisão razão/emoção e por evidenciar, mais detalhadamente, a união entre esses processos como parte essencial do processo humano de apreensão e conhecimento da realidade. Sendo assim, buscou-se situar metodologicamente o materialismo histórico-dialético e a Psicologia Histórico-Cultural como descendente desse método para, a partir dessa base teórica, discutir a constituição da consciência humana e da estrutura da atividade como unidades de análise da unidade afetivo-cognitiva, bem como compreender a condição humana alienada na sociedade de classes capitalista. Com isso, analisou-se, a partir de Leontiev e Vigotski, a estrutura da atividade humana e sua expressão pelos significados sociais e sentidos pessoais como unidade afetivo-cognitiva, chegando-se, por fim, à expressividade dessa unidade afetivo-cognitiva na constituição da personalidade humana. Essa investigação resultou na constatação de que a estrutura da atividade e a constituição da consciência humana demandam funções afetivo-cognitivas para formar a imagem subjetiva da realidade objetiva no psiquismo humano. Por isso, indicou-se, conforme afirma Vigotski, que entender a unidade afetivo-cognitiva como sistema semântico da consciência, demanda o destrinchamento da relação entre a atividade humana e a forma como o ser torna essa atividade consciente. Foi esse o esforço principal empregado nesse trabalho, isto é, abstrair a unidade afetivo-cognitiva das relações sociais para então reposicioná-la, mesmo que brevemente, nas relações sociais de classe alienadas, porém num nível superior de compreensão e organização. Contudo, salienta-se que, ainda que a unidade afetivo-cognitiva da atividade consciente humana se manifeste concretamente imersa em relações sociais alienadas, o foco desta dissertação foi buscar compreendê-la teórico-metodologicamente priorizando, portanto, sua análise abstrata, isto é, momentaneamente isolada dessas relações. Sendo assim, buscou-se apresentar certas diretrizes preambulares para o estudo da unidade afetivo-cognitiva sob a égide de relações alienadas no modo de produção capitalista. Palavras-chave: unidade afetivo-cognitiva; atividade humana; consciência; Psicologia Histórico-Cultural.
dc.description.abstractAbstract: This study, of theoretical and methodological nature, aimed to systematize the concept of affective-cognitive unity from perspective of the Cultural-Historical Psychology. This goal is justified by the lack of studies on this subject in psychology and the perception that there is a predominance of dualistic approaches regarding the relation of reason and emotion in psychological studies. In this sense, the study of affective-cognitive unity can bring increments to Psychology by discussing the methodological aspects of the separation between reason/emotion and demonstrating in detail the link between these processes as an essential part of the human process of apprehension and knowledge of reality. Therefore, we sought to situate methodologically the historical-dialectical materialism and the Cultural-Historical Psychology as a descendant of that method in order to, from this theoretical standpoint, study the constitution of human consciousness and the structure of activity as units of analysis of the affective-cognitive unity and understand the alienated human condition in capitalist class society. Thus, in accordance with Leontiev and Vygotsky, we analyzed the structure of human activity and the expression of the affective-cognitive unity through personal and social meanings, arriving at the expression of that unity in the constitution of the human personality. This investigation resulted in the conclusion that the structure of the activity and the constitution of human consciousness require affective-cognitive functions to form a subjective image of objective reality in the human psyche. Therefore, it was pointed out that, according to Vygotsky, to understand the affective-cognitive unity as semantic system of consciousness demands a detailed investigation of the relationship between human activity and the way in which the self renders this activity conscious. That was the main effort employed in this work, ie, abstract the affective-cognitive unity of social relations and then reposition it, however briefly, into the alienated class social relations, but in a higher level of understanding. Nevertheless, it is noted that, although the affective-cognitive unity present in the human conscious activity manifests itself concretely immersed in alienated social relations, the focus of this work was to seek to understand it theoretically and methodologically therefore prioritizing its abstract analysis, ie momentarily isolated from those relationships. Therefore, we sought to provide some initial guidelines for the study of affective-cognitive unity under the aegis of alienated relations in the capitalist mode of production. Keywords: affective-cognitive unity; human activity; consciousness; Cultural-Historical Psychology
dc.format.extent193 f.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectPsicologia
dc.titleA unidade afetivo-cognitiva : aspectos metodológicos e conceituais a partir da psicologia histórico-cultural
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record