Show simple item record

dc.contributor.advisorFogaça, Francisco Carlos, 1957-pt_BR
dc.contributor.authorMenezes, Ester Roos dept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Letraspt_BR
dc.date.accessioned2020-02-11T15:11:54Z
dc.date.available2020-02-11T15:11:54Z
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/41340
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Francisco Carlos Fogaçapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Letras. Defesa: Curitiba, 28/08/2015pt_BR
dc.descriptionInclui referências : f. 148-158pt_BR
dc.description.abstractResumo: O presente estudo, desenvolvido no Centro de Línguas e Interculturalidade da Universidade Federal do Paraná (Celin-UFPR), investigou as crenças manifestadas por três professoras de português como língua estrangeira (PLE) e dez alunos asiáticos e buscou detectar possíveis pontos de convergência e divergência entre elas. A fundamentação teórica desse trabalho é constituída de estudos sobre crenças (HORWITZ, 1985; WENDEN, 1986; KUMARAVADIVELU, 1991; BARCELOS, 2001, 2004, 2007) e de construtos relacionados, tais como: cultura e interculturalidade (GEERTZ, 1989; ERICKSON, 1987; MENDES, 2004), as culturas de ensinar e aprender (ERICKSON, 1987, ALMEIDA FILHO, 1993; BARCELOS, 1995) e cultura de aprender oriental e ocidental (HOFSTEDE, 1986; JIN; CORTAZZI, 1996; BIGGS, 2001; LITTLEWOOD, 2001). Essa pesquisa de caráter qualitativointerpretativista foi realizada sob os moldes da análise de conteúdo (GASKEL, 2002; BARDIN, 2011) e utilizou os seguintes instrumentos para a coleta dos registros: notas de campo geradas a partir de observações em sala de aula, questionários e entrevistas semiestruturadas. Os resultados revelam que, em termos gerais, as crenças de professores e alunos se assemelham, quanto à natureza da aprendizagem, ao papel do professor e do aluno. No entanto, quando analisadas de forma mais detalhada puderam ser detectadas divergências, resultantes principalmente das diferenças nas culturas de ensinar e aprender desses indivíduos, entre as quais é possível ressaltar as percepções sobre a natureza do ensino/aprendizagem, sobre o contexto em que esses sujeitos estão inseridos, as atitudes dos professores de português, bem como as atitudes dos alunos asiáticos. Foram evidenciadas ainda dissonâncias nas crenças em relação à motivação, interação e ao ensino em imersão. A principal contribuição da pesquisa é proporcionar aos profissionais de ensino de PLE reflexão e conscientização a respeito das especificidades oriundas da heterogeneidade presente em um ambiente intercultural de ensino em imersão. Palavras-chave: Crenças. Cultura e interculturalidade. Cultura de ensinar e de aprender. PLE. Ensino em imersãopt_BR
dc.description.abstractAbstract: The present study, developed at the Intercultural and Language Center of the Federal University of Paraná (Celin-UFPR), investigated the beliefs expressed by three teachers of Portuguese as a foreign language (PLE) and ten Asian students, and sought to detect possible points of convergence and divergence between them. The theoretical foundation of this work consists of studies on beliefs (HORWITZ, 1985; WENDEN, 1986; KUMARAVADIVELU, 1991; BARCELOS, 2001, 2004, 2007) and of related constructs, such as: culture and interculturality (GEERTZ, 1989; ERICKSON, 1987; MENDES, 2004), the cultures of teaching and learning (ERICKSON, 1987, ALMEIDA FILHO, 1993; BARCELOS, 1995) and Eastern and Western learning culture (HOFSTEDE, 1986; JIN; CORTAZZI, 1996; BIGGS, 2001; LITTLEWOOD, 2001). The qualitative interpretive research was performed under the model of content analysis (GASKEL, 2002; BARDIN, 2011) and used the following instruments for the collection of records: field notes generated from classroom observations, questionnaires and semi-structured interviews. The results show that, in general terms, the beliefs of teachers and students resemble, as to the nature of learning, the role of the teacher and the student. However, when analyzed in more detail, differences were detected, arising mainly from differences in the cultures of teaching and learning of these individuals, among which it is possible to emphasize the perceptions on the teaching/learning context in which these individuals are inserted, the attitudes of the Portuguese teachers, as well as the attitudes of the Asian students. There were also evidenced dissonances in the beliefs regarding motivation, interaction and immersion teaching. The main contribution of this research is to provide PLE teaching professionals reflection and awareness regarding the specifics from the heterogeneity present in an intercultural environment of immersion education. Keywords: Beliefs. Culture and interculturality. Teaching and learning culture. Portuguese as a foreign language. Immersion teaching.pt_BR
dc.format.extent176 f., algumas color.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectLetraspt_BR
dc.subjectLingua portuguesa - Estudo e ensino - Falantes estrangeirospt_BR
dc.subjectLingua portuguesa - Estudo e ensinopt_BR
dc.subjectLinguagem - Aprendizagempt_BR
dc.titleCrenças de professores de PLE e alunos asiáticos do CELIN-UFPRpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record