Show simple item record

dc.contributor.advisorBencostta, Marcus Levy Albino, 1936-pt_BR
dc.contributor.authorMartins, Edsonpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.date.accessioned2019-10-16T13:00:28Z
dc.date.available2019-10-16T13:00:28Z
dc.date.issued2001pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/41241
dc.descriptionOrientador: Marcus Levy Albino Bencosttapt_BR
dc.descriptionDissertaçao (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educaçaopt_BR
dc.description.abstractResumo: Nesta pesquisa o autor se propõe a elaborar uma explicação histórica da implantação dos cursos de graduação em Teologia no Brasil por parte dos presbiterianos, batistas, luteranos e metodistas e os esforços individuais e institucionais para o reconhecimento formal do curso pelo Ministério da Educação, começando em 1969 com a promulgação do Decreto-Lei n°. 1.051/69, sancionado pelo Regime Militar, até a aprovação do Parecer CES/CNE n°. 241/99 que reconheceu o bacharelado em Teologia como curso superior. Além de oferecer uma visão da inserção das já citadas confissões no Brasil, de modo a permitir a compreensão do momento histórico em que elas aqui chegam, serão focalizadas as suas primeiras instituições de ensino teológico, e as suas principais peculiaridades, como os objetivos iniciais quando da fundação da instituição, o currículo teológico adotado e as modificações sofridas ao longo do tempo, o perfil e as dificuldades do corpo discente, as características dos dirigentes e o relacionamento da instituição com a entidade mantenedora, havendo ainda uma análise da formação inicial do corpo docente e as dificuldades enfrentadas para que existisse um corpo docente brasileiro e devidamente qualificado. Por fim, haverá a análise dos esforços, tanto individuais quanto coletivos, de tomar a Teologia uma área aceita pela comunidade acadêmica. Para tanto, serão mostrados os esforços de associações de credenciamento, como a ASTE (Associação de Seminários Teológicos Evangélicos), a ABIBET (Associação Brasileira de Instituições Batistas de Ensino Teológico) e a AETAL (Associação Evangélica de Educação Teológica na América Latina) em prol de uma educação teológica protestante de qualidade. A pesquisa será finalizada mostrando tanto a euforia como o temor que o novo momento, causado pelo reconhecimento do bacharelado em Teologia trouxe à realidade das confissões protestantes. Constata-se que desde o fim do século XIX a teologia protestante está presente no Brasil, inserida pelas confissões que aqui se estabeleceram, e que embora tenha começado de modo improvisado, foi ganhando corpo, se elaborando e se esforçando para obter o reconhecimento formal do Ministério da Educação, o que acaba acontecendo em 1999. Palavras-chave: Educação Teológica; Protestantes; Teologia; História da Educação; Reconhecimento Formal.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: In this research the author proposes to make a historical explanation of the establishment of theological courses in Brazil among the Presbyterians, Baptists, Lutherans and Methodists. Also, he tries to show the individual and institutional efforts for the formal recognition of the theological course by Brazilian Educational authorities, starting in 1969 when the government promulgated the 1.051/69 Law, authorized by the Military Government, up to the approval of the CES/CNE 241/99 which officially recognized the Bachelor of Theology as a university degree course in Brazil. Besides giving a vision of the insertion of those religious confessions in Brazil in order to permit a good comprehension of the historical period in which those groups arrive here, will be focused their first theological institutions, their own peculiarities, the initial aims when they were founded, the theological program and the changes during the times, the profile and the difficulties of the de professors, the characteristics of the directors, and the relationship between the institution and the group who maintained it. Also, there is an analysis of the initial graduation of the teachers and the difficulties they had in order to prepare they teaching staff. In the end there will be an analysis of the individual and collective efforts to make Theology an acceptable area by the academic community. To do so, will be shown the efforts of some associations such as ASTE (Evangelical Theological Seminaries Association), ABIBET (Brazilian Association of Theological Teaching Baptist Institutions) and AETAL (Evangelical Association of Latin America Theological Education) on behalf of a protestant theological education of good quality. The research will be ended showing both the euphoria and the fear, which can be brought with that new moment in the protestant history. It is verified that since the end of the XIX century the protestant theology is present in Brazil, inserted by the confessions which were established here, and that although it had been started improvised, it was being elaborated step by step to obtain a formal authorization by the Educational Ministry in 1999. Key words: Theological Education; Protestants; Theology; History of Education; Formal Recognition.pt_BR
dc.format.extent117 f. ; 30cm.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectEnsino religiosopt_BR
dc.subjectTeologiapt_BR
dc.subjectProtestantespt_BR
dc.subjectEducação - Históriapt_BR
dc.subjectDissertações - Históriapt_BR
dc.titleImplantação, marginalidade e reconhecimento formal : um olhar protestante acerca da história da educação teológica superior no Brasil (1969-1999)pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record