Show simple item record

dc.contributor.authorWeidman Júnior, Daniel Rodney
dc.contributor.otherRamos Filho, Wilson
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Jurídicas. Curso de Graduação em Direito.
dc.date.accessioned2016-01-08T17:21:05Z
dc.date.available2016-01-08T17:21:05Z
dc.date.issued2005
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/41009
dc.descriptionOrientador: Wilson Ramos Filho
dc.descriptionMonografia (graduação) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Jurídicas, Curso de Graduação em Direito
dc.description.abstractO tema deste estudo refere-se à análise da ação de interdito proibitório ajuizada no curso do movimento paredista. Para que náo haja restrição ao livre exercício do direito de greve pela decisão que conceder a tutela possessória, é necessário conhecer as principais características do instituto da greve, bem como adentrar no campo das limitações de seu exercício. Também será necessário discorrer sobre a competência e a possibilidade de concessão de interditos proibitórios nesses casos. Dessa forma, a Justiça do Trabalho (competente e mais apta para proferir a referida decisão) estará munida de parâmetros para que seja viabilizado o exercício da posse sem inviabilizar o exercício do direito de greve. Porém, se ainda assim houver violação do direito de greve, a ação civil pública é o instrumento idóneo para que, por meio da atuação dos sindicatos, busque-se a sua proteção.
dc.format.extent45 f.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.subjectGreves e lockouts - Legislação
dc.subjectAção civil pública
dc.subjectDireito do trabalho
dc.titleInterdito proibitório e o livre exercício do direito de greve
dc.typeMonografia Graduação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record