Show simple item record

dc.contributor.advisorVeiga, Luciana Fernandes
dc.contributor.authorBorges, Jaqueline da Silva
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Ciência Política
dc.date.accessioned2016-01-06T20:14:42Z
dc.date.available2016-01-06T20:14:42Z
dc.date.issued2015
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/40960
dc.descriptionOrientadora: Profª. Drª. Luciana Fernandes Veiga
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Ciência Política. Defesa: Curitiba, 27/05/2015
dc.descriptionInclui referências : f. 88-92
dc.description.abstractResumo: Os estudos de comportamentos eleitorais contemporâneos, para além de entender a relevância de aspectos econômicos, têm incorporado em suas análises as variáveis de caráter institucional. De acordo com esse aporte teórico, é preciso atentar para o contexto político em que os eleitores estão inseridos. Partindo de tais preceitos, o presente trabalho tem por objetivo analisar a relevância de aspectos econômicos e institucionais na avaliação de presidentes de dezoito países latino-americanos entre 2008 e 2012. Assim, ao ter como variável dependente a avaliação de governo, mensura-se em que medida as variáveis institucionais se mostram relevantes no vínculo que o eleitor estabelece entre desempenho de governo na economia e a avaliação dada ao governante. Para a construção analítica foram utilizados bancos de dados fornecidos pelo Barômetro das Américas, bem como informações coletadas do CEPAL, PNUD, Banco Mundial, Georgetown University e sites governamentais. Os principais achados reforçam, em parte, a pertinência de variáveis institucionais no voto econômico. Palavras-chave: Comportamento eleitoral; avaliação de governo; voto econômico.
dc.description.abstractAbstract: Studies of contemporary electoral behavior, in addition to understand the relevance of economic, have incorporated in their analysis variables of the institutional character. According to this theoretical framework, it is necessary to consider the political context in which voters are in. Starting from such precepts, this study aims to analyze the relevance of economic and institutional aspects in the rating of presidents of eighteen Latin American countries between 2008 and 2012. Thus, having as dependent variable the rating of the government, it measures in the extent to which institutional variables are relevant in the conection established by the voter between the performance of government in the economy and the rate given to the ruler. For analytical construction were used databases provided by the Barometer of the Americas, as well as information collected from CEPAL, PNUD, World Bank, Georgetown University and government websites. The main findings reinforce, in part, the relevance of institutional variables in the economic vote. Keywords: electoral behavior; evaluation of the president; economic vote.
dc.format.extent94 f : il., tabs., grafs.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectCiência política
dc.subjectPolitica e governo
dc.subjectPolítica econômica - America Latina - 2008-2012
dc.subjectPolitica economica - America Latina
dc.titleEconomia e avaliação do governo : uma abordagem institucionalista do caso latino-americano (2008-2012)
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record