Show simple item record

dc.contributor.advisorLima, Antonio Adilson Soares de
dc.contributor.authorKula, Jeniffer
dc.contributor.otherMelo, Norma Suely Falcão de Oliveira, 1955-
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Odontologia
dc.date.accessioned2015-12-14T19:02:00Z
dc.date.available2015-12-14T19:02:00Z
dc.date.issued2015
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/40593
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Antonio Adilson Soares de Lima
dc.descriptionCo-orientador: Profa. Dra. Norma Suely Falcão de Oliveira Melo
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Odontologia. Defesa: Curitiba, 06/07/2015
dc.descriptionInclui referências : f. 70-76
dc.description.abstractResumo: O objetivo desse estudo foi avaliar o conhecimento de acadêmicos de Odontologia e cirurgiões-dentistas sobre a indicação e a prescrição de fármacos utilizando um questionário com perguntas fechadas distribuídas em três blocos de interesse (A - formação acadêmica; B - legislação a respeito da prescrição de fármacos; e C - prescrição em situações comuns e especiais na Odontologia). A amostra (N=500) foi dividida em três grupos: GA (alunos do último ano/período de Odontologia n=136), GB (alunos que recentemente concluíram a disciplina de Farmacologia/Terapêutica Medicamentosa Aplicada à Odontologia n=199) e GC (cirurgiões-dentistas n=165). As informações obtidas com os questionários foram tabuladas e submetidas à análise estatística. A análise descritiva apresentou os dados dispostos em frequência absoluta (n) e frequência relativa (%) submetidos à correlação de Pearson, ao teste do Qui-Quadrado e ao teste t de Student. Entre os entrevistados, 72% eram do sexo feminino e a média de idade foi de 22 anos para os grupos GA e GB e de 28 anos para o grupo GC. Os resultados mostraram que 70% dos participantes da pesquisa declararam que a duração da disciplina de Farmacologia/Terapêutica Aplicada foi insuficiente para se sentirem seguros para prescrever medicamentos. Os dados apresentados em blocos mostraram que no bloco "B" apenas 19% souberam informar de quem é a responsabilidade sobre o documento da prescrição e 57% identificaram os itens obrigatórios na receita de um antimicrobiano. O índice de acertos do bloco "C" evidenciou um conhecimento razoável para a maioria das questões que envolviam a indicação e a prescrição de medicamentos em situações comuns e especiais na Odontologia. Os profissionais entrevistados apresentaram percentuais de acertos maiores que os grupos GA e GB. Os resultados com um índice qualitativo considerado ruim demonstraram desconhecimento dos participantes da pesquisa quanto aos grupos farmacológicos que podem ser prescritos por cirurgiões-dentistas e a identificação dos sinais e sintomas de um quadro de superdosagem por anestésicos locais. O conhecimento razoável dos estudantes e dos cirurgiões-dentistas em relação à indicação e a prescrição de fármacos revela um problema na formação acadêmica relacionado à terapêutica medicamentosa. Além disso, evidencia a necessidade contínua de atualização dos cirurgiões-dentistas. Palavras-chave: Terapêutica; Prescrições de Medicamentos; Odontologia; Farmacologia.
dc.description.abstractAbstract: The aim of this study was to evaluate the academic knowledge of dental students dentistry and dentists on the indication and prescription drugs using a questionnaire with closed questions divided into three blocks of interest (A - on academic educational preparation; B - on legislation about prescription drugs; and C - on the prescription in common and special situations in dentistry). The sample (N = 500) were divided into three groups: GA (senior students of Dentistry n = 136), GB (students who recently completed the discipline of Pharmacology / Drug Therapy Applied to Dentistry n = 199) and GC (dentists n = 165). The data collected from questionnaires were tabuled and submitted to statistical analyzes. The descriptive analysis presented data arranged in absolute frequency (n) and relative frequency (percentage) underwent Pearson correlation, the chi-square test and the Student t test. Among the survey respondents, 72% were female and the average age was 22 years for GA and GB group and 28 years for the control group. The results showed that 70% of respondents stated that the duration of the discipline of Pharmacology / Applied Therapeutics was not enough to feel safe to prescribe drugs. The data presented in blocks shown in the block "B" only 19% knew how to tell who is responsible for the document prescription and 57% identified the items required in prescribing an antimicrobial. The index of correct answers in the "C" block revealed a reasonable knowledge for most issues involving the indication and prescription medications in common and special situations in dentistry. Dentists showed higher percentages of correct answers than GA and GB groups. The participants showed lack about the drugs classes prescribed by dentists and the identification of signs and symptoms of overdose of local anesthetic because had a poor qualitative index. Reasonable knowledge of the dental students and dentists about the indication and prescription drugs reveals a problem in academic education related to drug therapy. In addition, it shows the necessity of continuous updating for the dentists. Keywords: Therapeutics; Drug Prescriptions; Dentistry; Pharmacology.
dc.format.extent102 f. : il. algumas color.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.titleAvaliação do conhecimento de cirurgiões-dentistas e acadêmicos de odontologia sobre a indicação e a prescrição de fármacos
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record