Show simple item record

dc.contributor.advisorDullius, Alexandrept_BR
dc.contributor.authorNunes, Murilopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Curso de Especialização em Projetos Sustentáveis, Mudanças Climáticas e Mercado de Carbonopt_BR
dc.date.accessioned2017-05-09T15:08:13Z
dc.date.available2017-05-09T15:08:13Z
dc.date.issued2014.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/40173
dc.descriptionOrientador : M.Sc. Alexandre Dulliuspt_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Curso de Especialização em Projetos Sustentáveis, Mudanças Climáticas e Mercado de Carbonopt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: A pecuária bovina tem ganhado relevância no cenário internacional, e com isso o Brasil aumenta sua visibilidade em relação a esse setor, pois possui o principal rebanho bovino comercial do mundo. Como consequência do aumento do rebanho bovino associado à modernização da atividade pecuária em sistemas confinados, observa-se também um aumento na concentração de resíduos como fezes e urina, além de uma maior emissão de gases de efeito estufa, sendo o metano (CH4) e o dióxido de carbono (CO2) os mais prejudiciais. Esse grande volume de resíduos tem exigido soluções criativas para seu tratamento e aproveitamento, evitando assim a contaminação do solo, de corpos d’água e do ar. Biodigestores têm sido considerado uma boa tecnologia para o tratamento de resíduos orgânicos, uma vez que transforma a biomassa em produto estável através da digestão anaeróbica, resultando desse processo o biogás e o biofertilizante. Portanto, o objetivo deste trabalho é apresentar um estudo de caso da implantação de Biodigestor na Fazenda Matriz & Pirapitinga em Cachoeira Alta, Goiás, para o tratamento de dejetos bovino em pecuária de leite de pequeno, analisando a viabilidade econômica para a produção de energia e visando minimizar o impacto ambiental gerado pela atividade pecuária e sua emissão de gases de efeito estufa (GEE). O estudo verificou que a instalação do biodigestor para o tratamento de dejetos provenientes de 40 matrizes leiteiras produzirá 528 m3 de biogás ao mês, volume suficiente para a produção de 1.111,34 kwh de energia elétrica, montante que satisfaz a necessidade energética mensal da propriedade. A produção de energia proporcionará a recuperação de 96.038,8 m3 de CO2 equivalente ao ano. A análise econômica verifica que o projeto consegue restituir o investimento financeiro até o final do segundo ano de sua implantação, considerando apenas a produção de energia elétrica. A implantação do biodigestor proporcionará ainda uma economia de aproximadamente R$ 4.800,00 anuais com o uso do biofertilizante resultante do processo de biodigestão.pt_BR
dc.format.extent22 f. : : il. (algumas color.), grafs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.subjectPecuária - Aspectos ambientaispt_BR
dc.subjectBovino de leite - Estercopt_BR
dc.subjectDigestao anaerobiapt_BR
dc.subjectBiodigestorpt_BR
dc.subjectBiogaspt_BR
dc.subjectResiduos organicos - Reaproveitamentopt_BR
dc.subjectViabilidade economicapt_BR
dc.titleAnálise da viabilidade econômica para geração de energia elétrica através do uso de biodigestor em pecuaria de leite de pequeno portept_BR
dc.typeMonografia Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record