Show simple item record

dc.contributor.advisorHax Junior, Breno, 1966-
dc.contributor.authorBarleta Filho, Dante
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Filosofia
dc.date.accessioned2015-11-30T19:24:38Z
dc.date.available2015-11-30T19:24:38Z
dc.date.issued2015
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/40130
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Breno Hax Junior
dc.descriptionDissertaçao (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Filosofia. Defesa: Curitiba, 03/07/2015
dc.descriptionInclui referências : f. 85-89
dc.descriptionÁrea de concentração: Filosofia
dc.description.abstractResumo: No livro Referência e Generalidade Geach faz uma análise de problemas que na sua visão estão presentes na lógica medieval e que se repetem nas teorias lógicas modernas. No decorrer dessa análise Geach sugere que as relações de identidade sempre ditas absolutas, são, na realidade, relativas e que declarações do tipo "a é o mesmo que b" ou "a é idêntico a b" são confusas e incompletas, de modo que não é possível julgá-las quanto a seu valor verdade. Geach argumenta que a sentença "a é mesmo que b", na verdade, deve ser dita "a é o mesmo F que b", onde "F" é um termo geral denominado de "substantival" que nem sempre é declarado, mas que, mesmo assim, é entendido a partir do contexto do enunciado. Geach chama essa noção de identidade relativa e acredita que é com ela que tratamos as relações de identidade em nosso uso cotidiano da linguagem natural. O termo "substantival" foi usado por alguns comentadores que o associaram ao termo "sortal"; termo esse corrente na literatura filosófica e que é associado a um critério de identidade. Palavras-chave: Identidade, Identidade relativa, Substantival. Sortal, Critério de identidade.
dc.description.abstractAbstract: In the book Reference and Generality, Geach analyses elements of medieval logic that, in his view, are present in modern theories of logic. He suggests that relations of identity considered absolute are, in fact, relative, and statements like "a is the same as b" or "a is identical to b" are confusing and incomplete and, therefore, it is impossible to judge their truth-values. Geach argues that the statement "a is the same as b", in fact, should be stated as "a is the same F as b", where F is a general term called "substantival" that is not always declared, but, even though, is understood as part of the context declared. Geach calls this notion relative identity and believes that we use it when dealing with relations of identity in the daily use of natural language. Commentators recognized the term "substantival" and associated it with the term "sortal", which, in philosophic literature, is considered as supplying a criterion of identity. Keywords: Identity, Relative identity, Substantival, Sortal, Criteria of identity.
dc.format.extent89f.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.titleIdentidade relativa e sortais
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record